5 alimentos que ajudam nos estudos

· 25 de fevereiro de 2019
As nozes, o abacate, a banana e outros ingredientes saudáveis ​​ajudam nos estudos das crianças. É muito importante planejar bem a nutrição dos pequenos em idade escolar para conseguir um bom desempenho.

O trabalho intelectual envolve um grande gasto de energia. O fato de passar horas diante dos livros, tentar entender, memorizar, enfim, compreender tudo o que foi aprendido pode causar um grande estresse. O consumo de alimentos que ajudam nos estudos é uma maneira inteligente de melhorar os processos cognitivos e a concentração.


Não se trata de ingerir em quantidade, mas sim em qualidade. O segredo é comer comidas leves para não sobrecarregar o estômago e, assim, favorecer a digestão. Quanto maior o esforço do sistema digestivo, menos energia vai sobrar para pensar.

Isso acontece porque os órgãos que precisam de mais energia para funcionar recebem maior quantidade de sangue. Por sua vez, certas propriedades de alguns alimentos favorecem um melhor desempenho intelectual do que outros. Na época de provas, toda a energia deve ser direcionada a apenas um lugar: o cérebro.

Alimentos que ajudam nos estudos: ricos e nutritivos

Essa lista de alimentos que ajudam nos estudos baseia-se em nutrientes que contribuem para a atividade dos neurotransmissores. O lado positivo é que são alimentos deliciosos o suficiente para atrair crianças, jovens e adultos.

1. Nozes

Será que é coincidência que a noz pareça com um cérebro? Em qualquer caso, a sua alta concentração de ácidos graxos, fósforo e ômega 3 representa uma combinação perfeita para estimular o funcionamento do cérebro.

Isso significa que não apenas a memória é favorecida. A noz também beneficia os processos de associação de novos conhecimentos aos antigos, o que favorece o pensamento crítico.

Estas são algumas propriedades interessantes da noz:

  • Contém magnésio e fibras, que regulam o açúcar no sangue e a irrigação sanguínea.
  • Tem antioxidantes, que combatem os radicais livres e mantêm a mente jovem.
  • Potencializa as funções cognitivas, graças ao alto teor de ômega 3.
  • Estimula a produção de serotonina, portanto é um excelente energizador natural.

A banana é um dos alimentos que ajudam nos estudos.2. Banana

A banana é outro dos alimentos que ajudam nos estudos. O cérebro humano consome 20% da energia que o corpo gera, então é necessário recuperar.

A banana fornece grandes quantidades de vitaminas B e C, e, acima de tudo, potássio e tirosina. Esses componentes estimulam, entre outras coisas, a geração de neurotransmissores essenciais para os processos cognitivos, como a serotonina e a dopamina.

O consumo de uma banana a cada dois ou três dias permite que o corpo receba benefícios importantes. Além disso, a banana nos fornece os seguintes nutrientes:

  • Tirosina: ajuda na produção de novos neurotransmissores.
  • Potássio, vitamina B6 e ácido fólico: fortalecem as funções cerebrais.

3. Abacate

O benefício dessa fruta é que ela oferece ômega 3, um nutriente essencial para um desenvolvimento neuronal eficiente. Ademais, também possui vitaminas B, C, E, potássio e magnésio, que ativam o funcionamento do sistema nervoso.

Quanto maior o esforço do sistema digestivo, menos energia sobrará para pensar. Além disso, certas propriedades de alguns alimentos favorecem um melhor desempenho intelectual do que outras.

4. Chocolate amargo

Outra fonte de energia ideal para estudar ou realizar trabalhos intelectuais é o chocolate. Evidentemente, para evitar o açúcar, o leite e a gordura, que dificultam a digestão. No caso do chocolate, é preciso optar pelo amargo.

Uma barra de chocolate amargo antes ou durante o estudo ajuda muito na concentração. Assim como as nozes e a banana, o chocolate estimula a produção de endorfinas. E, além de auxiliar no desenvolvimento neuronal, mantém a mente em estado de alerta.

Como se não bastasse, o chocolate contém cacau, que é rico em antioxidantes, e cafeína, que estimula os processos cognitivos e mantém o cérebro ativo.

5. Maçã

Entre os alimentos que ajudam nos estudos, a maçã é uma das favoritas. Ao contrário de bebidas como o café, essa fruta ajuda a manter a mente acordada sem recorrer ao excesso de cafeína.

Por um lado, ajuda a acalmar a ansiedade e a sede. Por outro lado, favorece o desenvolvimento de um cérebro ativo, saudável e jovem por mais tempo.

Em conclusão, quando a época de provas estiver chegando, nada melhor que escolher alimentos que ajudam nos estudos. O ideal é incluir esses alimentos em uma rotina saudável com descanso e exercícios. Uma última dica: evite farinha e gorduras e beba bastante água, a hidratação adequada é uma grande aliada dos estudos.

  • Guedes, R. C. A., Rocha-de-melo, A. P., & Teodósio, N. R. (2004). Nutrição adequada : a base do funcionamento cerebral. Ciência e Cultura.