Como escolher os lanches mais saudáveis para o seu filho

· 30 de outubro de 2017

O lanche é considerado uma das cinco refeições que devemos realizar durante o dia. Para as crianças essa contribuição extra de energia serve para aguentar as brincadeiras, os esportes, e as tarefas. Quais são os alimentos mais recomendados para fazer os lanches mais saudáveis? A seguir mostraremos a você todos os segredos.

Um bom lanche deve proporcionar uma contribuição energética suficiente para aguentar até a próxima refeição importante. Ou seja, normalmente entre o almoço e o jantar as crianças devem consumir algum alimento para não ficarem muito fracas. No mercado existem inúmeros produtos destinados ao momento do lanche, mas a questão é: eles são os mais adequados?

Atualmente a obesidade infantil é um dos problemas que mais preocupam a União Europeia. É por isso que estão sendo definidas medidas que facilitem o acesso a produtos mais saudáveis, na tentativa de evitar hábitos alimentícios que possam levar a um aumento de peso que acabe provocando a obesidade.

Por isso, seguir as recomendações sobre quais alimentos se deve evitar e quais devem ser incluídos nos lanches das crianças vai contribuir para que seu filho tenha uma alimentação correta, além de ter hábitos alimentares saudáveis.

Os lanches que devemos evitar

Há alimentos que apesar de serem gostosos não favorecem hábitos alimentares saudáveis. No mercado existem opções cheias de açúcares e gorduras saturadas, que estão longe daquilo que se considera saudável.

Bebê comendo uma barra de chocolate

Essas propostas têm como fundamento poupar O tempo de pensar em o que dar de lanche para as crianças, além de não precisar preparar a comida. Elas oferecem o produto embalado e pronto para ser consumido, sem maiores complicações.

Sugerimos que você dê uma olhada nos ingredientes desses produtos e deixe de lado alimentos como:

  • Laticínios açucarados. Esses produtos, tais como iogurtes líquidos ou batidos, têm entre seus ingredientes grandes quantidades de açúcar refinado, prejudicial para as crianças. Verifique os rótulos desses produtos antes de comprá-los.
  • Refrigerantes. Os refrigerantes são compostos de água com gás, corantes e açúcares, por isso estão bem longe de ser a opção mais recomendada para os lanches saudáveis.
  • Sucos industrializados. Os sucos industrializados são compostos por açúcares, edulcorantes, e uma pequena porcentagem de suco a partir de concentrados. Tente evitar o consumo desses produtos.
  • Padarias industriais. Os produtos de padaria fabricados artesanalmente são preferíveis aos industriais. Embora nos últimos anos as indústrias tenham se proposto a eliminar a má reputação dos seus produtos evitando aditivos e gorduras saturadas, continua sendo preferível os produtos de padaria feitos em casa.

Diga-me o que você come e eu direi quem você é

–Jean Anthelme Brillat-Savarín–

Lanches saudáveis

Sugerimos a seguir alguns alimentos saudáveis que vão deixar mais fáceis os momentos de decidir o que dar de lanche para o seu filho. Não são opções tão complicadas, nem tão caras quanto você pensa e vão estimular no seu filho hábitos de alimentação saudáveis.

Nós apostamos em lanches saudáveis, divertidos, e variados que tornarão esse momento o intervalo mais esperado do dia pelos seus filhos. Não se esqueça de que, embora estejamos falando de alimentação infantil, essas recomendações podem (e devem) ser aplicadas em qualquer idade.

  • Água. Muita, muita água. É o melhor líquido para acompanhar qualquer refeição. É a opção mais saudável e a que mais benefícios proporciona ao nosso corpo.
  • Frutas. A OMS, Organização Mundial da Saúde, recomenda pelo menos 5 pedaços de fruta por dia. A apresentação das frutas é o segredo para que as crianças as consumam sem problemas. Uma boa solução é a salada de frutas. Você pode misturar as frutas mais doces, como o melão, com outras menos doces, como a maçã. Outra opção é congelar a fruta e batê-la com iogurte. Aqui a imaginação é a sua melhor aliada.
Três crianças juntas comendo um salada de frutas

  • Frutas secas. É recomendado acrescentar amêndoas ou nozes aos iogurtes ou às saladas de frutas. No entanto, antes de a criança completar 4 anos, as frutas secas não são recomendadas, pois podem provocar problemas de asfixia.
  • Sanduíche. O lanche mais tradicional. Prefira o pão artesanal ao pão de forma. E tente escolher um recheio saudável para o sanduíche, como, por exemplo, presunto, peito de peru, queijo fresco, etc… Adeque o tamanho do sanduíche à idade da criança.
  • Iogurte. Procure escolher bem dentro do leque de opções de iogurtes do mercado. Aqueles aos quais você mesmo pode acrescentar a quantidade de açúcar que quiser são os mais recomendados. Você também pode trocar o açúcar por mel, ou uma fruta doce.
  • Produtos de padaria feitos em casa. Teste seus dotes de doceiro e prepare seus próprios bolos. O controle em relação aos ingredientes proporciona a tranquilidade de saber que seus filhos comem o que devem comer.

A alimentação das crianças não deve ser uma questão de proibição ou obrigação. Tudo é permitido, na medida certa. Em ocasiões especiais, todos podem saborear produtos considerados menos recomendados, como bolos ou refrigerantes. Podem ser pequenos luxos par se aproveitar de vez em quando.