O amor materno é o que te dá forças para viver

· 20 de agosto de 2018
O amor materno é uma potência que te dá forças para viver. Nunca duvide disso!

Ao ser mãe, você descobre detalhes ocultos sobre a sua nova missão e compreende que havia idealizado esse papel. Ainda assim, com o seu bebê nos braços, você consegue ver claramente que não há força motriz mais poderosa do que o seu próprio filho.

O amor materno te dá forças para seguir em frente

Como se vê naquelas notícias que deixam a sociedade de boca aberta e que sensibilizam as mulheres que têm a sorte de ser mães, o amor materno move montanhas. É o responsável pelos milagres mais surpreendentes e maravilhosos.

Não importa o cansaço, nem a situação que você enfrenta. Não importa as noites sem dormir, o transtorno causado, os pertences quebrados, as tarefas domésticas não resolvidas ou os planos que não podem ser concretizados devido à definição de novas prioridades ao mudar os horizontes da sua vida.

Quando o amor maternal te inspira, você é capaz de encontrar uma força que não conhecia. Uma força que você achava não existir em você. Você alimenta a paciência diariamente e faz com que floresçam árvores de esperança. Você dá a vida ao futuro com a dedicação que sente por seu filho.

Esse amor materno esculpe em seu rosto traços de complacência. Ele traça na sua figura delicadas pinceladas de incondicionalidade. Ele faz de você, iluminada mãe, um ser protetor, amoroso e cheio de luz para clarear e iluminar uma família, proporcionando um lar amoroso.

Com esse o amor materno, você não só constrói a personalidade e a autoestima do seu bebê, mas também a sua segurança e independência para o futuro. Compartilhe o conhecimento e você estará construindo as asas do seu bebê. Assim, um dia, não importa quando seja, ele vai conseguir voar mais o alto que puder.

amor materno

O amor materno oferece a mais doce recompensa

Certamente, você queria ser mãe quando criança. Você provavelmente brincava de casinha onde tudo era cor de rosa. No entanto, quando a vida te coloca de frente a essa situação tão desejada, você começa a refletir sobre todo o esforço, a dedicação e o sacrifício da sua própria mãe, tantas vezes criticada.

Assim, você passa a viver na própria pele a maneira como o cansaço e o mau humor te afetam. Eles vencerão uma batalha que não dará trégua por anos. Você verá que o mais sincero “Eu te amo, sol da minha vida!” pode andar junto com um “Chega! Estou cansada!”.

Quando você percebe que falou essa terrível frase, sente o seu mundo desabar e até mesmo se considera a pior mãe do mundo. A frustração se materializa em lágrimas de angústias sofridas na solidão. É aí que seu filho, em sua busca interminável, cura a sua dor com sorrisos que não compreendem o sentimento de rancor.

Não se preocupe. O amor materno não só mostra o seu lado mais doce e terno. Mas também traz momentos que faz o seu caráter se iluminar. Seu filho vai aceitá-la assim como você é. Não importa se, às vezes, você for rabugenta ou um pouco mandona. Afinal, sua gratidão também o fará amar sem limites, do modo mais puro e incondicional possível.

amor materno

Não se sinta culpada. Abrace seu filho, peça desculpas conectando-se com o olhar. Dê um sorriso, ofereça o seu tempo, cante a sua música favorita. Brinque com objetos que você achava serem ultrapassados e que não pudessem mais fazer a diversão de ninguém. Dance acompanhando os seus movimentos e passinhos desengonçados.

O amor materno é vida e futuro

Ser mãe é realmente um presente da vida. E, sem dúvida, é o mais belo. É inegável que às vezes também pode se tornar complicado. No entanto, essa tarefa sem remuneração material, mas com a melhor recompensa para a alma e para o coração, encontra pequenos grandes detalhes que reconfortam todos os dias.

São exatamente essas experiências diárias marcadas por uma conexão única e especial, inexplicável e às vezes até mesmo incompreensível, que fortalecem a ligação de amor maternal. É um aprendizado constante no qual o amargo dos problemas e os contratempos da vida são diluídos pelo doce sabor dos mimos e das brincadeiras.

Esse amor materno consiste em um afeto que não podemos medir. É o sentimento mais intenso, contagiante, sincero e generoso que aflora assim que compartilhamos as mais vibrantes experiências que conseguem marcar para sempre os nossos dias como mães.

É exatamente por essas razões que o amor materno implica em nos surpreender ao descobrir a nossa verdadeira capacidade de amar cegamente. Faz com que encontremos o sentido de viver todos os dias. O nosso pequeno é quem nos dá força para viver e continuar enfrentando as dificuldades que se apresentam na vida. Sejam elas grandes ou pequenas.