Os 6 erros mais comuns no cuidado do umbigo do bebê

· 7 de junho de 2017

Cuidar de um recém-nascido pode converter-se num desafio quando não temos experiência. Diante da delicadeza do bebê podemos cometer erros de muitas maneiras, por exemplo, no cuidado do umbigo. Cuidar do umbigo é uma tarefa que somente se realiza uma vez, depois que já sarou, não temos que voltar a fazê-lo até que tenhamos outro recém-nascido.

A maioria das mães adquire sua experiência neste tipo de cuidados com seu próprio bebê. No entanto, acredita-se que é algo que nunca fazem sozinhas; isto é, sempre se recebe indicações de alguém com mais conhecimento. Apesar disso, a pessoa que nos dá instruções, pode ter cometido erros também.

Uma situação adicional com a qual lidar, é que as vezes nos chegam conselhos obsoletos. Assim é como o fazia a avó e minha mãe o repetiu, mas o pediatra me disse algo diferente. Antes se usavam umas minis faixas de algodão que se deixavam colocadas até que se secasse o umbigo. Também se usavam produtos que agora não são nada recomendados.

O certo é que quando somos mães de primeira viagem nos convertemos em alvo fácil. Todos acreditam ter o conselho correto, mas todos podemos cometer erros.  Nos cabe avaliar a ideia mais conveniente, aprender no processo e ficarmos atentas se algo não sair como esperávamos.

As mães também recebem instruções de como cuidar do umbigo de seus bebês quando saem da maternidade. No entanto, algumas mulheres recebem instruções com o que se deve  fazer, mas nunca o que não devem fazer. É por isso que nesta oportunidade lhes contaremos sobre os erros mais comuns que cometemos no cuidado do umbigo. 

O que você deve evitar no cuidado do umbigo do bebê

A vida de uma mãe de primeira viagem é caótica durante certo tempo. Nosso corpo está sofrendo, experimentamos emoções novas e temos um grande desafio pela frente. Quando tudo é novo para nós, pode haver um caos. Desta vez não somente se trata de dar amor e ser feliz, este pequeno nos necessita de muitas maneiras. Possuímos sua fonte de alimento, somos suas professoras, guardiãs e também enfermeiras.

Se nesta etapa é complicado trocar uma fralda, imagine essa pinça no umbigo de um recém-nascido. O que fazer e o que não fazer com esta tarefa? A seguir lhe mostramos quais erros podemos estar cometendo.

Usar algodão no lugar das gazes

O algodão é um produto muito utilizado na cura de lesões e outros procedimentos médicos. É por isso que comumente pode-se usar ao cuidar do umbigo. No entanto, o algodão não se recomenda nestes casos porque este pode deixar fibras que podem causar infecções. O ideal para realizar este trabalho são as gazes estéreis; são suaves, seguras e não liberam resíduos.

Deixar o umbigo coberto com bandagens

Além de ser um costume antigo para cuidar do umbigo também se mantém seu uso com a intenção de evitar atritos. Devido ao lugar onde se encontra esta acaba coincidindo com a altura da fralda, por isso deve-se ter cuidado. No entanto, não é aconselhável que coloquemos bandagens.

O umbigo vai sarar melhor se estiver descoberto, porque algum tecido pode atrair alérgenos e umidade. Também não se recomendam as faixas porque poderiam ser incomodas para o bebê ou causar pressão que o impeça de respirar bem.

Usar antissépticos não recomendados

Nem todos os produtos antissépticos são adequados para cuidar do umbigo do bebê. Portanto, o principal produto recomendado para este fim é o álcool 70% de volume. Também pode-se usar clorexidina sempre, e quando seja indicada pelo pediatra.

Nunca se deve usar produtos químicos com corante, por exemplo o mercúrio cromo. Esta substância ou o iodo, são contraindicados para este cuidado porque podem ser absorvidos pela pele e causar problemas na tireoide. Da mesma forma, os antissépticos com corante, estão associados ao desenvolvimento de eczemas. 

Deixar gaze úmida sobre o umbigo

 

 

A principal forma para que o umbigo de bebê sare completamente é que permaneça seco. Portanto, deve-se evitar que a umidade se mantenha nele. Nesse sentido, não convém encharcar muito a gaze com álcool, e também não deve ser deixada sobre o umbigo. Comumente deixamos a gaze umedecida sobre o umbigo ao terminar de tratar, mas isto é um erro, porque se recomenda afastar a umidade da área.

Realizar o tratamento somente uma vez ao dia

Para obter melhores resultados é recomendável cuidar do umbigo pelo menos três vezes ao dia. Em geral, realizamos o cuidado depois do banho do bebê e o deixamos assim até o dia seguinte. No entanto, é preciso lembrar que pode contaminar-se com a urina ou as fezes, considerando que a fralda está muito perto. 

Tirar o umbigo antes do tempo

Às vezes podemos crer que já está curado porque está seco. No entanto, pode estar fixo o suficiente para provocar uma hemorragia se o puxamos. O umbigo cairá sozinho quando esteja pronto, por nenhum motivo tente retirá-lo antes.