Ser mãe não é só dar à luz, é conduzir pela vida

· 13 de novembro de 2016
Ser mãe não é só criar um filho, é orientar, amar, respeitar e dar confiança.

Ser mãe é ser consciente de que essa função implica em muito mais do que dar à luz.

Um dos muitos trabalhos de uma mãe é educar seus filhos. Visto que normalmente é dela que o pequeno aprende suas primeiras palavras e a forma de organizá-las; costumamos nos referir ao primeiro idioma de alguém como a língua materna. Em geral, a mãe passa mais tempo com seus filhos do que o pai, de modo que vem sendo a principal mestre e fonte de disciplina.

Em que implica ser mãe?

Para ser mãe não se requer título e nem experiência. Mas é preciso ser realista: as crianças não chegam com um manual de instruções debaixo do braço. Ninguém nasce preparada para ser mãe. A ideia de ser mãe deveria assustar? A verdade é que NÃO, a experiência de cada mulher, de cada mãe, é única, pessoal e incomparável. Uma mãe com ou sem parceiro, biológica ou adotiva, será sempre uma mãe, sem diferenças.

Uma mãe é capaz de dar tudo sem receber nada. De querer com todo o seu coração sem esperar nada em troca. De investir tudo em um projeto sem medir a rentabilidade que esse investimento lhe oferecerá. Uma mãe continua tendo confiança em seus filhos quando todos os outros já a perderam. Obrigado por ser mãe”.

Anônimo

Ser mãe está mais além de dar a luz, requer muitas noites de insônia afundando a almofada em um abraço. Significa um sem fim de preocupações, horas de correr atrás de seus filhos; dias, meses e anos inventando centenas de maneiras de camuflar as verduras e o peixe; aguentar brigas e tolerar com toda a paciência do mundo a infinidade de sentimentos que a vida tem.

Conduzir ou educar os filhos é uma das tarefas mais difíceis a qual as mães enfrentam hoje em dia. E, ainda que não existam fórmulas mágicas, há algumas questões chave que temos que manejar com desprendimento. Nunca é cedo para começar a educar.

Como fazer?

Agora apresentamos alguns conselhos que serão bem úteis:

  • É importante que cuide de você mesma para que possa cuidar do seu filho. Se você está mal, isso vai repercutir no humor e inclusive na saúde do bebê.
  • Aprenda a manejar o estresse e se dê conta de que não pode ser perfeita em tudo.
  • Não deixe que os preconceitos alheios ou que pessoas bem (ou mal) intencionadas lhe digam como você deve viver sua vida ou como deve criar o seu filho.
  • É muito bom aprender a se organizar para maximizar o pouco tempo do qual dispõe.
  • Os filhos precisam se sentir seguros, apesar de quaisquer circunstâncias. Precisam saber que, apesar dos desafios da vida, as mães sempre estão disponíveis para eles. Fomentar a confiança entre as mães e filhos é crucial. Ainda, ter confiança neles mesmos lhes ensinará a ter relações produtivas e positivas com você e com os demais.
  • Trate de obter algum tipo de seguro que o deixe como beneficiário e escolha a alguém de confiança para que seja seu tutor (ou guardião) legal. Deixe tudo estabelecido por escrito, principalmente diante de um público notório para que depois não apareça nenhum oportunista que se aproveite do seu filho.
  • É muito importante que seja um bom exemplo como mãe, mulher e amiga para o seu filho.
  • Desde pequenos, inculque neles princípios e valores morais.
  • Você pode estabelecer regras em casa que sejam respeitadas.
  • Paciência diante de tudo.
ser mãe é dar carinho

Os filhos aprendem com nossos exemplos. Portanto, nos comportarmos da maneira que queremos que nossos filhos façam é fundamental. Os filhos aprendem por imitação e as mães são uma influência importante em suas vidas.

O trabalho mais importante que as mães têm é amar seus filhos incondicionalmente. Mas não é suficiente sentir isso, também é preciso expressar com atos, com palavras e com demonstrações físicas de amor. Um beijo, um abraço e um “eu te amo”, são infalíveis para criar seres humanos seguros de si mesmos, compassivos e de valor, e futuras mães e pais amorosos.

Para terminar, é indispensável que compreenda que para ser mãe e triunfar na grande tarefa de conduzir seu filho na vida você precisará de caráter, autoridade, coragem e grande sentido de responsabilidade, sem olhar a situação como um problema, mas sim como um desafio na vida.