Não espere que seus filhos cresçam para cuidar de si mesma

· 5 de novembro de 2016

É habitual que uma mãe sacrifique suas inquietudes e cuidados pessoais como um modo de adaptação ou de enfrentamento em relação à criação de seus filhos.

Assim, seja por tradição cultural ou porque não conhecemos outras alternativas, acabamos submetendo nossas inquietudes e nossa autorrealização durante o tempo em que nossos filhos são mais dependentes fisicamente de nós.

Porém, não podemos fazer algo mais equivocado do que isso. Nos cuidarmos e dedicarmos tempos a nós mesmas é um dos melhores exemplos que podemos dar aos nossos filhos e filhas.

Se somos nós quem colocamos cada coisa em seu lugar estaremos educando com o exemplo e não apenas com palavras. Desse modo nossos filhos integrarão o amor e o cuidado pessoal como algo normal que não causa conflitos e nem custos adicionais.

De forma igual, compartilhando-nos dessa maneira evitaremos depender emocionalmente de nossos filhos e criar dependências neles. Assim, aprenderão a dar e receber na mesma medida, mas não apenas aos demais, mas também em relação a si mesmos.

shutterstock_158445608-500x334

Cuidando de si mesma, você cuida de seus filhos

Se você espera que seus filhos fiquem velhos para cuidar de você mesma estará privando-os de um grande aprendizado: o de amar a si mesmo.

Nossos filhos têm que entender o valor e a importância do amor próprio como algo indispensável em uma pessoa.

Ou seja, devemos curar essa parte de nós que nos diz todos os dias que somos menos mulheres se não nos sacrificamos por nossa família. Assim, uma mãe se cura como mulher quando começa a deixar de fazer parte do rol de sofredora que a sociedade lhe impõe.

Ser mulher não é sinônimo de aguentar, de ultrapassar nossos limites emocionais ou de colocarmos nas costas todas as cargas. Por isso, uma mãe curada como mulher reconhece seu valor no mundo como um ser individual e com necessidades.

Definitivamente, a mãe que cuida de si mesma atendendo e resguardando seu tempo e o cultivo de seu interior e exterior criará filhos com uma disposição melhor para cuidar de si mesmos, trabalhar em suas aspirações e conseguir um equilíbrio.

mae-filha-cuidados

Mamãe, cuide de você e isso me beneficiará

Como dissemos, é importante que as mães se cuidem todos os dias e não descuidem de sua individualidade. Isso costuma ser esquecido ou deixado de lado com muita frequência, mas é primordial para garantir a melhor educação aos nossos filhos. Vejamos alguns conselhos ou pontos chave para cuidarmos de nós a cada dia:

Adapte seu tempo todos os dias

Organize um tempo todos os dias para respirar, para indagar como se sente, para curar suas feridas, para se acalmar, etc… Ficar mais alguns minutos na cama, na sala ou na varada pensando em você e em como os acontecimentos do dia fizeram se sentir a ajudará a se recompor e manejar suas emoções de forma adequada.

Isso se reverte em um benefício direto para seus filhos, já que não será apenas muito mais coerente na hora de educá-los como eles também verão em você uma maneira de exemplificar a principal premissa do auto-cuidado: dedicar tempo para compreender a si mesmo.

Escolha momentos semanais e mensais para se curtir

Do mesmo modo, escolha um ou vários momentos semanais para praticar esportes, ler, sair com suas amigas ou o que mais você tiver vontade. Ou seja, organize seu tempo de forma que lhe permita fazer tudo aquilo que habitualmente não tem tempo ou que costuma deixar de lado com mais frequência.

Ou seja, trabalhe para ter um tempo fora que seja positivo e lhe permita relaxar e se auto-cultivar. Este será um tempo especial para você, só para se divertir e se conhecer. Outorgarmos nossa própria liberdade nos fará sentir mais plenas, vivas e alegres.

maos-pe

Fortaleça sua autoestima

Com frequência montamos nossa autoestima em um barco de papel e a deixamos a deriva no mar de nossas vidas. Obviamente, nosso barco se molha e afunda fazendo nosso amor próprio naufragar.

  • Tire o lixo emocional de sua vida. Tudo aquilo que lhe disseram e fizeram e que foi pouco construtivo é insignificante. Se interesse em construir, não em destruir.
  • Aplique o mesmo aos pensamentos negativos que tem sobre você mesma e o que te rodeia. Você pode escrevê-los e rasgá-los, este é um bom método para nos libertarmos.
  • Escreva uma lista de tudo aquilo positivo que tem em sua vida e repasse-a sempre que precisar.
  • Faça uma lista do que você gosta de fazer e tudo aquilo que quer explorar e coloque em prática.

Lembre que a melhor maneira de velar pela educação e o desenvolvimento de nossos filhos é sempre ensinando-os através do exemplo. Não nos esqueçamos de que tudo aquilo que é bom para nós será para nossos filhos, tanto a curto quanto a longo prazo.

A premissa é simples: funcionamos melhor quando nos sentimos melhor.