6 motivos para cozinhar com as crianças

· 26 de dezembro de 2017

Cozinhar com as crianças é uma excelente maneira de cultivar paciência e o senso de colaboração, além promover uma boa relação familiar.

Normalmente, quando os pais cozinham eles pedem para as crianças ficarem fora da cozinha. Certamente eles fazem isso porque temem que os pequenos possam se machucar. No entanto, existem pelo menos seis boas razões pelas quais cozinhar com as crianças é uma atividade positiva.

Ter a companhia dos pequenos é sempre agradável. Cozinhar com eles também é uma boa estratégia para despertar o interesse por verduras, legumes, ou qualquer outra comida que as crianças geralmente rejeitam à primeira vista. Convide as crianças para entrar na cozinha e ajudar a preparar a comida, você não vai se arrepender!

6 motivos para cozinhar com as crianças

1. Desenvolver o senso de colaboração

Geralmente, as famílias preparam o café da manhã, o almoço e o jantar em horários mais ou menos fixos. Se a família for organizada e tiver uma rotina estabelecida, o fato de as crianças estarem todos os dias no mesmo horário na cozinha para ajudar, ensina a ter responsabilidade.

Certamente, no começo a criança não vai fazer as tarefas ou preparar a comida sozinha. No entanto, se você cultivar esse hábito simples, ela vai ter um melhor senso de colaboração quando crescer. Ajudar com tarefas simples (e de acordo com a idade) na cozinha também ajuda na sensação de segurança e promove a autoestima.

Cozinhar com as crianças é importante para aprender a compartilhar

2 . Aprender o valor da organização

Cozinhar com as crianças é uma tarefa em equipe. Se você quiser implementar essa atividade na família, o ideal é que, como uma boa equipe, vocês se comuniquem e decidam o cardápio do dia juntos. Se as crianças ainda forem muito pequenas, os pais é que devem decidir. Porém, você pode perguntar de vez em quando o que elas querem comer para que elas se sintam ouvidas.

Cozinhar com crianças requer muita organização, quilos de paciência e litros de respeito. Saber dosar todos esses ingredientes vai proporcionar uma atividade divertida e harmoniosa.

Os adultos podem cuidar dos toques essenciais da comida, para dar sabor e uma cara apetitosa. As crianças podem começar aprendendo a lavar, organizar e separar os alimentos, aprender sobre cada um e arrumar a mesa. À medida que crescem podem começar a fazer tarefas mais complexas.

3. Cozinhar com as crianças promove uma convivência familiar saudável

O momento da refeição e o ato de compartilhar as refeições une a família. Como diz o ditado, “família que come unida, permanece unida”. Isso também pode ser estendido à preparação da comida.

E, embora os horários de todos os membros da família não coincidam todos os dias, sempre haverá uma oportunidade de cozinhar com as crianças no final de semana ou nos feriados.

O ideal é consumir a maior quantidade e variedade de alimentos vivos, isto é, que estejam crus ou semi-crus como: frutas, legumes e verduras

4. Cozinhar ajuda as crianças a ter paciência

Muitas crianças não aprenderam a ter paciência. Querem tudo rápido e no momento que pedem. Elas tendem a fazer as atividades com muito ímpeto, o que é natural. Todos nós já passamos por essa fase. A questão é que muitas vezes elas esperam que o mundo reaja com a mesma velocidade com que aprendem.

Essa impaciência pode fazer com que as crianças façam birra quando estão com fome. No entanto, ao ajudar na cozinha elas aprendem que a comida não fica pronta em um passe de mágica. Elas podem ver na prática que a preparação exige tempo e dedicação. Assim, vão aprender que é necessário ter paciência e vão poder aplicar esse aprendizado em outras tarefas e atividades.

5. Cozinhar estimula a imaginação da criança

Outro beneficio de cozinhar com as crianças é que elas podem aprender que os alimentos representam um mundo de possibilidades e oportunidades.

Cozinhar com as crianças ajuda a ter paciência

A imaginação da criança pode ser facilmente estimulada com os diferentes tipos de alimentos, maneiras de preparar e combinar. Além disso, vocês podem descobrir juntos toda a riqueza da gastronomia de diferentes partes do mundo, experimentando diferentes tipos de receita.

6. Aprender a diferença entre a comida natural e os produtos

Verduras, legumes, frutas e hortaliças são alimentos ricos em vitaminas e fibras. O consumo desses alimentos oferece uma grande variedade de benefícios para o corpo de uma criança em desenvolvimento. É importante ser conscientes de que, ao comer, as nossas células vão se alimentar e adquirir os nutrientes para manter o bom funcionamento do corpo. Por isso, é fundamental ter uma alimentação saudável.

O ideal é consumir a maior quantidade e variedade de alimentos vivos, isto é, crus ou semi-crus. As comidas prontas, por sua vez, embora muitas vezes sejam mais atraentes, nem sempre são boas para o funcionamento adequado do nosso organismo.

Aproveite o momento de cozinhar para ensinar as crianças a diferença entre os alimentos frescos e os prontos. Mostre que os alimentos frescos trazem muito mais benefícios para a saúde e são mais saborosos do que os pré fabricados.