Aprendizagem cinestésica

· 17 de maio de 2019
Assim como muitas pessoas acham fácil lembrar o que leem ou ouvem, outras preferem usar a prática para incorporar novas habilidades. Essas pessoas são chamadas de pessoas cinestésicas.

À medida que crescemos, adquirimos conhecimento, ensinamentos e lições através de vários métodos. É por isso que, para crescer como pessoa, é essencial aproveitar todas as técnicas disponíveis, como a aprendizagem cinestésica.

A aprendizagem é a capacidade mental através da qual adquirimos diversos tipos habilidades, técnicas e aptidões. Para que isso seja possível, é importante ter a orientação adequada. Assim, será muito mais fácil aprender. Obviamente, a pessoa envolvida também deve ter vontade de aprender, pois caso contrário, o esforço será em vão.

O processo de aprendizagem será bem-sucedido se os estímulos aplicados forem os mais apropriados para cada pessoa. Cada um processa as informações de maneira diferente, então diferentes estímulos como o estudo, a experiência, a instrução, o raciocínio ou a observação terão um impacto diferente em cada caso.

Muitos avanços foram feitos abordando a questão da aprendizagem e do desenvolvimento de novas habilidades humanas. Neste artigo, falaremos especificamente sobre a aprendizagem cinestésica, que é um dos métodos mais usados e eficazes.

O que é aprendizagem cinestésica?

A aprendizagem cinestésica é obtida graças às sensações e aos movimentos que o corpo utiliza para realizar determinada atividade. Para esse tipo de aprendizagem, cada pessoa deve experimentar e internalizar os movimentos executados.

Por essa razão, às vezes essa técnica também é chamada de aprendizagem tátil, pois exige contato físico com o objeto, a ação ou a habilidade a ser aprendida. Exemplos disso são andar de bicicleta ou manusear um brinquedo. Nesses casos, a criança aprende a usar com a prática, ao entrar em contato com os elementos.

Como a aprendizagem cinestésica é colocada em prática?

Para que esse tipo de aprendizagem funcione, é preciso usar o corpo. A memória muscular se lembrará de qualquer tipo de ação que uma pessoa realizou ao longo de sua vida. Portanto, através de memórias, experiências e estímulos inconscientes, é possível colocar essa aprendizagem em prática.

Na aprendizagem cinestésica, é necessário usar o tato, o movimento, o olfato e o paladar, entre as muitas outras capacidades que temos. Sem elas, não é possível aprender.

Para aprender por meio dessa técnica, é preciso colocar dinâmicas e movimentos em prática em conjunto com emoções e sentimentos. Quando se coloca o conteúdo a ser aprendido em forma de exercícios divertidos e lúdicos, a qualidade dos resultados aumenta tanto em crianças quanto em adultos.

Aprender a andar de bicicleta é uma forma clássica de aprendizagem cinestésica.

Características de pessoas cinestésicas

Pessoas que têm facilidade para aprender com essa técnica tendem a ser muito ativas e inquietas. Por exemplo, na escola, essas crianças geralmente querem andar pela sala ou fazer outra coisa enquanto o professor fala. Elas acham a teoria entediante, preferem tocar em tudo e participar de forma ativa.

Esse tipo de aprendizagem costuma ser muito mais lenta do que a visual ou a auditiva. No entanto, o conhecimento oriundo do resultado da exploração e da prática é mais fácil de lembrar e dura mais tempo.

Para entender um pouco mais essa característica, vamos dar um exemplo. Muitas pessoas conseguem aprender através da leitura, escutando ou assistindo a vídeos. Geralmente, elas conseguem registrar certas informações temporariamente, mas provavelmente vão esquecer em poucos dias.

Esse caso é muito diferente de quando se pratica a habilidade de movimentar os dedos no teclado, mesmo sem olhar. Isso não será apagado da memória. Esse aprendizado será gravado em um nível profundo, o que significa que o que aprendemos será difícil de esquecer.

“A aprendizagem cinestésica é obtida graças às sensações e aos movimentos que o corpo realiza para fazer determinada atividade.”

Existem outras maneiras de aprender

É importante lembrar que nem todos aprendem da mesma forma. Talvez algumas pessoas possam usar a visão ou a audição para capturar e internalizar certas coisas. Por essa razão, é importante que cada um reconheça com qual método de aprendizagem se identifica mais. Assim, é mais fácil saber qual aplicar.

Exploração e curiosidade são características da aprendizagem cinestésica.

No entanto, isso não implica que a pessoa não use outros métodos como a visão ou a audição para aprender. Significa apenas que, por meio da cinestesia, ela pode absorver informações de maneira mais rápida e significativa.

Portanto, as perguntas a se fazer são: será que eu aprendo melhor me movimentando e manuseando as coisas? Eu assimilo as coisas melhor com um objeto real do que com uma imagem ou ouvindo a sua descrição?

Ao fazer esse pequeno teste e as respostas forem “sim”, provavelmente a sua melhor maneira de aprender é por meio da cinestesia. De fato, é uma das melhores maneiras de aprender para a maioria das pessoas: mais de 55% das pessoas aprendem com mais eficácia através dessa técnica.