O sorriso do seu bebê: um mecanismo maravilhoso de sobrevivência

5 de agosto de 2018
O sorriso de um bebê é irresistível. Mesmo sendo um recém-nascido, nosso filho muitas vezes nos presenteia com este gesto maravilhoso.

Bem, você poderá gostar ainda mais de saber que o sorriso é uma maneira de dizer “Eu estou bem, eu estou feliz”. É uma coisa curiosa e fascinante. Ninguém ensina um bebê a sorrir.

No entanto, quando uma criança vem ao mundo instantaneamente surpreende sua família com um rostinho que nos cativa e nos enche de satisfação. Na verdade, esse sorriso é um mecanismo de sobrevivência muito inteligente. Também não devemos nos esquecer de que o sorriso vai amadurecendo ao longo do tempo através de várias etapas.

Em Sou Mamãe queremos falar um pouco sobre esse assunto tão interessante.

O sorriso fetal, um gesto cheio de magia

Você não pode ver o bebê, nem sentir. Mas ele já sorri durante a gestação. O pequeno está imerso na sua calma amniótica, em seu mundo de paz e proteção. O seu sorriso não é resultado de qualquer estímulo, mas sim um reflexo inconsciente.

É incrível. O nosso código genético tem esse mecanismo integrado o qual foi adquirido ao longo da nossa evolução. Isso se deve a uma razão muito simples: um sorriso é o vínculo humano mais poderoso com os seus semelhantes.

sorriso do seu bebê

Um sorriso comunica e une laços, cria vínculos, reconforta, oferece o sentimento de pertencer a um grupo e ajuda a nos relacionar. O sorriso é um tipo de linguagem essencial nos seres humanos. Portanto, o feto de sete e oito meses já é capaz de sorrir de maneira instintiva porque “está treinando” para quando vier ao nosso mundo.

A evolução do sorriso do nosso bebê

Muitas mamães sabem que os recém-nascidos sorriem. Elas podem testemunhar quando veem o bebê no berço, dormindo. Quase sem saber porquê, vemos como os seus rostinhos desenham um sorriso.

sorriso do seu bebê

Uma carícia na bochecha e aparece novamente. Uma palavra cheia de carinho e aparece aquele sorriso maravilhoso que emociona tanto os adultos. Mas, bem, se o feto sorri de forma instintiva, isso significa que um bebê com um pouco mais de um mês também sorri por esse motivo?

De modo algum. Um bebê de duas semanas já sorri por razões muito específicas:

  • Porque se sente bem depois de amamentar
  • Porque se sente tranquilo e seguro
  • Um bebê sorri porque está feliz e porque suas necessidades básicas estão sendo satisfeitas.

Tudo isso, sem dúvida, é um grande sinal de bem-estar para a mamãe. No caso de perceber que seu bebê não responde com sorrisos, consulte o seu pediatra.

O sorriso com um mês de vida

Como já comentamos anteriormente, o sorriso vai mudando ao longo dos meses. Durante as duas primeiras semanas de vida, basicamente responde ao bem-estar. No entanto, quando o bebê tem, mais ou menos, um mês já responde a um estímulo muito específico que o preenche com a sensação de bem-estar: a voz da mãe.

Além disso, o bebê também pode sorrir quando um rosto se aproxima. No entanto, nesse caso em particular, geralmente costuma haver algumas diferenças de criança para criança. Algumas sorriem, enquanto outras se assustam ou choram.

Dois meses: gargalhadas!

Por volta dos dois ou três meses chega esse momento tão particular. Começamos a ouvir seus balbucios, suas risadas e as suas sonoras gargalhadas. Quase sem saber como, de repente há alguma coisa que arranca as suas risadas: um gesto divertido do papai, uma música da mamãe, o nosso animal de estimação que corre ao redor …

As crianças já vão processando certos estímulos, e já começa a surgir a conotação engraçada. Tudo isso é um reflexo de que o nosso bebê está amadurecendo de forma saudável.

sorriso do seu bebê

No quinto mês de vida, ele já sabe muito bem o que gosta e o que não gosta

Sem dúvida, é um momento muito marcante. Quando um bebê tem entre 5 e 6 meses, ele já reconhece e sabe diferenciar os familiares ou as pessoas que fazem parte do seu contexto mais próximo.

  • Haverá parentes que lhe agradam mais do que outros. É possível que se assuste com o tio porque tem barba, ou com o avô porque tem uma voz rouca, etc…
  • Outro fato curioso é que há muitas crianças que se recusam a sorrir diante de desconhecidos. Elas adquirem uma expressão séria e desconfiada, como se quisessem estabelecer certa distância.

sorriso do seu bebê
Aos 10 meses, o bebê gosta de interagir

Aos 10 meses, seu filho já entende muitas frases, muitas palavras. Ele tem vontade de ver e tocar tudo, e exige a sua atenção quase o tempo todo. Ele necessita das suas conversas para poder aprender. Os seus sorrisos, os risos e as gargalhadas agora têm um propósito muito específico: fortalecer ainda mais o vínculo com você.

Lembre-se sempre de que um sorriso e uma boa gargalhada é uma enxurrada de endorfina que o seu corpo recebe. É uma maneira de transmitir felicidade que é, sem sombra de dúvida, essencial para o seu desenvolvimento afetivo e emocional.

Interaja com ele, faça-o rir e deixe que lhe faça rir. Que vocês dois sejam contagiados por esses momentos tão significativos!