6 sintomas de carência afetiva nas crianças

· 21 de novembro de 2017

A carência afetiva nas crianças é um fato cada vez mais evidente na nossa sociedade. A jornada de trabalho dos pais é longa e o tempo de convivência em família é escasso. Mas… Como isso realmente afeta os pequeninos?

A falta de atenção dos pais é muito prejudicial para uma criança que está em fase de crescimento. Isso acontece porque os relacionamentos afetivos saudáveis, genuínos e baseados no carinho, são tão necessários e importantes para o seu desenvolvimento quanto a alimentação ou a educação.

Como todo ser humano, o seu filho precisa de muitas palavras de conforto, beijos, abraços e demonstração de carinho constante. Ao expressar carinho de várias maneiras você estará ajudando o seu filho a ter um melhor amadurecimento cerebral.

A carência afetiva nas crianças é silenciosa

Se você acha que seu filho não é propenso a desenvolver carência afetiva porque mora em uma casa onde vê os pais todos os dias, não sofre abuso nem de abandono extremo, é bom ter consciência de que isso geralmente é um pensamento equivocado.

carência afetiva nas crianças

Uma família que tem pouco tempo para alimentar as necessidades emocionais por meio de uma convivência saudável, pode estar causando uma deficiência emocional na criança sem saber.

Se você se pergunta como poderia preencher o seu filho com emoções saudáveis, uma das respostas mais simples é compartilhar tempo de qualidade em família.

Para fazer isso, tente incluir atividades de entretenimento na agenda da família. Pense algo em que todos possam se envolver e viver momentos agradáveis, daqueles que merecem ser lembrados. As brincadeiras, o momento de fazer a lição de casa, ou um simples lanche da tarde são bons momentos para aproveitar o tempo juntos.

Lembre-se de que nem sempre a quantidade de tempo é o mais importante. Mas, sim, tudo o que vocês vão compartilhar.

Alguns sintomas de carência afetiva nas crianças

Uma criança que sofre de carência afetiva pode apresentar certos sintomas ou padrões psicológicos. Alguns deles são:

1. Quadros de ansiedade

A ansiedade é um sintoma de carência afetiva que afeta tanto as crianças como os adultos. Não conseguir se concentrar, necessidade de comer o tempo todo e a impaciência são os principais sintomas da falta de carinho.

2. Baixo desenvolvimento da linguagem e pouca interação social

O bom desenvolvimento da linguagem é alcançado, principalmente, através de uma boa educação desde a infância. No entanto, uma parte muito importante é adquirida graças à interação com outras pessoas.

Se as habilidades sociais da criança não é incentivada em casa por causa da pouca socialização e da falta de carinho, a sua capacidade de se expressar será menor e sua aquisição da linguagem vai ser mais lenta do que a de outras crianças que recebem um incentivo maior.

3.- Não saber controlar os impulsos e responder de forma agressiva

Os impulsos são dominados por emoções. Se uma criança tem dificuldade em controlar os seus impulsos, apresenta mudanças repentinas no comportamento e as suas respostas são geralmente agressivas, verifique se ela pode estar sofrendo de carência afetiva. Dessa forma você poderá tentar diminuir esses impulsos negativos.

Uma família que tem pouco tempo e espaço para nutrir as emoções de cada um através de uma convivência saudável é propensa a sofrer de carência afetiva.

4. Falta de confiança nos outros

É muito difícil para uma criança que sofre de carência efetiva conseguir desenvolver a confiança nos outros, mesmo nas pessoas do próprio núcleo familiar. A criança pode se sentir incompreendida fazendo com que ative o seu sistema de alerta. Assim, ela prefere se fechar para os outros para evitar sofrer emocionalmente.

carência afetiva nas crianças

5.- Dificuldade em prestar atenção

Quando uma criança compartilha tempo de qualidade suficiente com os pais em um ambiente cheio de compreensão, ela acostuma desde cedo a prestar atenção ao que está sendo dito a ela. Ela também entende desde cedo a importância de ser ouvida. Por isso se o seu filho tem dificuldade em prestar atenção, você pode entender como mais um sintoma de carência afetiva.

6.- Não saber expressar os sentimentos de maneira saudável

Os sentimentos não são fáceis de controlar. Para uma criança que sofre de carência afetiva isso é ainda mais complicado, seja na hora de expressar, controlar ou simplesmente deixar acontecer. Uma criança com carência afetiva geralmente não sabe controlar seus sentimentos porque nenhum adulto lhe ensinou como fazer isso.

Se esse tipo de comportamento não mudar com o tempo, existe o risco desses problemas acompanharem a criança ao longo de sua vida. É provável que uma criança que não sabe como expressar seus sentimentos, quando chegar à idade adulta, se torne uma pessoa egocêntrica, com poucas habilidades sociais e emocionalmente dependente.