Como desenvolver a aquisição da linguagem?

· 5 de janeiro de 2017

Desenvolver a aquisição da linguagem é uma atividade que todos os pais fazem sem perceber. Sempre que nossos filhos forem donos das disposições requeridas para adquirir a linguagem é um processo paulatino que se dá com eficácia. Porém, os resultados seriam favoráveis se soubéssemos como contribuir para um desenvolvimento cabal.

O desenvolvimento da linguagem ou a aquisição da língua, podem ser descritos da mesma maneira. A linguagem humana em si é um processo que se inicia no pensamento e que dá qualidades linguísticas à informação que chega a este através dos sentidos.

Em consequência, um indivíduo qualificado linguisticamente desde o nascimento está em total capacidade de adquirir a língua materna. Apesar de a linguagem ter vários campos de desenvolvimento é por meio da fala que os seres humanos podem se comunicar verbalmente.

Aprender a se comunicar usando o idioma comum em nosso entorno é um desafio que cumprimos desde os primeiros anos de vida. Porém, o desenvolvimento deste processo se estende por anos até a puberdade. Neste sentido, primeiro se adquire os elementos básicos do sistema linguístico, depois evolui as questões do significado e mais tarde a pragmática.

shutterstock_170904242

Elementos do desenvolvimento da linguagem

O processo de desenvolvimento da linguagem pode ser identificado através de três elementos básicos que são a forma, o teor e o uso. Uma vez que os pais podem reconhecer em qual etapa da aquisição de linguagem a criança se encontra, é possível intervir em sua evolução de forma mais consciente.

A forma

É um dos elementos mais difíceis de identificar porque é puramente abstrato; porém, sabe-se que é obtida no período compreendido desde o nascimento até cinco ou seis mesesDe maneira que, se seu filho está na etapa de internalizar a forma da linguagem, as recomendações apontam para ajudá-lo a reconhecer as primeiras conexões gramaticais, sons, sílabas e palavras.

O teor

Este conceito indica que a criança já evoluiu após ter aprendido os sons, relações morfológicas e cadeiras fônicas. Chegar nesta etapa implica em que a criança, já pré adolescente, conheça grande parte do campo semântico das abordagens léxicas que chegaram ao seu consciente. Ou seja, que conheça o significado da maioria das palavras que ela já descobriu.

mae-contando-historia-para-bebe

O uso

Este elemento demora um pouco para chegar. Estabelecer o uso indicado dos sistemas léxicos implica em um conhecimento semântico avançado.

Em consequência, com a aquisição da pragmáticao indivíduo está capacitado para compreender formações não diretas, tais como a ironia, o humor ou expressões do duplo sentido.

O uso também permite que a criança adeque a pertinência de cada expressão que deseja formular ou aquelas que passam por sua razão.

Como podemos contribuir para favorecer a aquisição da linguagem?

Ainda quando explicados separadamente a forma, o teor e o uso se desenvolvem de forma simultânea em cada período. Falando nisso, para ajudar o desenvolvimento destas etapas não é recomendável pular nenhuma, ou passar muito rápido por elas; mas também não se recomenda omitir informação útil para que a criança possa ir internalizando à medida em que cresce cognitivamente.

shutterstock_261053711

Como desenvolver a aquisição da linguagem?

  • Falar com o bebê com muita insistência e aumentar a comunicação com o passar dos anos.
  • Usar um registro adequado de seu conhecimento não muito forte e nem muito fraco, alegre e expressivo no qual inclua sistemas exclamativos e interrogativos.
  • Adicionar elementos gestuais e nos assegurar que olhem para nós; isto com a finalidade de que internalizem as expressões que fazemos, como as articulações verbais. Observar os movimentos da boca, permite que seja mais simples repetir o som.
  • Quando o bebê faz seus primeiros sons, é importante responder, repetir e fazer pequenas conversações.
  • Ler uma história é uma boa maneira de fazer-lhes chegar as formas e prepará-los para o conteúdo. Esta etapa começa entre os 10 e 12 meses.
  • Ainda que não observemos que a criança produziu alguma palavra, devemos estar claros de que eles compreendem o que escutam, sempre e quando sejam expressões simples. É tempo de aproveitar para fazer mensagens chegarem a eles e adicionar vocabulário.
  • Nunca é demais fazer breves explicações das coisas que a criança vê ao seu redor. Quando observamos algum interesse no entorno os pais podem nutri-los com a informação correspondente.
  • Fazer relações com o entorno, escutar e responder, melhorar a qualidade de nosso discurso e estar atentos às correções com tato, se encontram entre as medidas imediatas para ajudar para que a linguagem se desenvolva adequadamente nas crianças.