10 dicas para parar de fumar durante a gravidez

01 Julho, 2020
Muitas futuras mamães têm a capacidade e a força de vontade necessária para parar de fumar durante a gravidez. Entretanto, em outros casos, isso é um pouco mais difícil. Essas simples dicas serão muito úteis para ajudar quando houver dúvidas e dificuldade para parar de fumar.
 

Somente quem já engravidou pode saber ou imaginar o que se sente ao conceber um ser humano. Muitas mulheres fumantes têm gestações indesejadas, mas decidem continuar com elas. No entanto, elas sabem que precisarão mudar 100% de suas vidas e começar a parar de fumar o mais rápido possível.

Se você se identifica com o sentimento que acabamos de descrever, deve estar se perguntando se existem algumas dicas para parar de fumar durante a gravidez. 

A seguir, vamos listar algumas que podem ser muito úteis para você. Além disso, essas sugestões também podem ajudar se você ainda estiver pensando em engravidar. Nesse caso, você já sabe que o cigarro deve ser deixado para trás.

Algumas mulheres param de fumar espontaneamente quando engravidam. Sem dúvida, essa é uma excelente decisão. No entanto, o ideal seria passar pelo menos três meses com o sangue livre de toxinas antes da formação de um embrião.

Por que parar de fumar durante a gravidez?

O monóxido de carbono é uma das mais tóxicas dentre as 4.000 substâncias nocivas que os cigarros contêm. O problema com o monóxido de carbono é que ele restringe a quantidade de oxigênio no sangue. No caso da mulher grávida, o sangue recebido pelo feto estará contaminado e mal oxigenado se o monóxido de carbono for inalado.

Entre os riscos de fumar para o feto estão:

  • Nascimento prematuro e baixo peso.
  • Possibilidade de complicações perinatais graves e até mesmo morte fetal.
  • Alto risco de doenças respiratórias na infância.
  • Maior risco de doenças crônicas, tais como diabetes, problemas coronários e excesso de peso.
 
  • Risco de distúrbios neurológicos.
truques para parar de fumar

Por outro lado, o corpo da mãe muda com a gravidez e também se torna propenso a patologias como as seguintes:

  • Risco de gravidez ectópica.
  • Possibilidade de doenças cardiovasculares.
  • Risco de complicações placentárias.
  • Probabilidade de ter um aborto espontâneo.

Mitos que não ajudam

Existem vários mitos sobre fumar e parar de fumar durante a gravidez. Um deles é o de que a ansiedade causada pela ausência do cigarro é mais prejudicial do que o cigarro em si.

Na verdade, embora o ideal seja não sentir ansiedade durante a gravidez, os sintomas de abstinência por causa da falta de nicotina ainda são preferíveis aos efeitos tóxicos do cigarro.

Também é comum ouvir que fumar menos é uma alternativa aceitável para quem não consegue abandonar a nicotina completamente. No entanto, acredita-se que as pessoas que regulam o seu consumo dessa maneira inalem o fumo mais intensamente quando fumam.

10 dicas para parar de fumar durante a gravidez

Com essas dicas para parar de fumar, caso esteja grávida, você poderá mentalizar a ideia de uma maneira positiva para que o passo que você vai dar seja mais tranquilo. Conforme explicado acima, fumar acelera a frequência cardíaca e aumenta a pressão sanguínea. Ambos os quadros trazem consequências negativas para a gravidez.

 
  • Pense no cigarro como uma toxina: O fato de sentir que você vai abandonar as toxinas terá um efeito de conscientização para você mesma. É preciso perceber que esse é o primeiro passo em direção à liberdade.
  • Viva aqui e agora: Assim como qualquer outra substância viciante, a nicotina te leva para longe de você mesma e do presente. Essa é, muitas vezes, uma rota de fuga para uma situação angustiante. O desafio pessoal será não fugir, e sim observar. Após o primeiro ataque de angústia, a calma chegará pouco a pouco.
  • Não tenha medo da rotina: Muitos métodos para abandonar a nicotina recomendam mudar a rotina que incluía o consumo dessa substância. Entretanto, mudar a rotina nem sempre vai te ajudar a esquecer.

“Os sintomas de abstinência por causa da falta de nicotina ainda são preferíveis aos efeitos tóxicos do cigarro.”

  • Não substitua a nicotina por um placebo: Você vai ler em todos os lugares que, se você mantiver a boca e as mãos ocupadas, tudo será como antes. Na verdade, o conselho deveria ser ‘aproveite a liberdade da sua boca e das suas mãos’. Então, sinta os seus lábios relaxados, as suas mãos livres.
  • Consuma muitas frutas: Quem já fumou sabe que o tabaco não permite que certos alimentos naturais sejam apreciados. Aproveite e consuma as suas frutas favoritas, pois isso fará bem para você e para o bebê.
  • Beba água: A água ajudará o seu corpo a liberar toxinas mais rapidamente.
truques para parar de fumar
 

  • Não leia dicas para parar de fumar de forma excessiva: Você já sabe que consegue e que o melhor truque é se concentrar no aqui e agora e enfrentar as sensações corporais com uma curiosidade amorosa.
  • Forneça os cuidados necessários para você mesma: Cuide-se!
  • Não espere apoio externo: Essa é uma questão pessoal que somente você pode enfrentar. Talvez seja a parte mais maravilhosa disso tudo: não depender de ninguém além de você mesma.
  • Não pense no dinheiro que você está economizando: Isso não é necessário. Pense apenas no lado bom de tomar a decisão de eliminar os riscos trazidos pelo tabaco.

Em resumo, a ideia é simplesmente viver, respirar, tentar não pensar demais e deixar fluir. Você está dando os primeiros passos para a maternidade consciente. Coragem, você vai conseguir!

 
  • https://www.asturias.es/Astursalud/Ficheros/AS_Salud%20Publica/AS_Drogas/Tabaco/Guia_AutoayudaEmbarazadas%20pdf.pdf
  • https://previa.uclm.es/servicios/prevencion/actividades/Tabaco/guia_AECC.pdf
  • http://www.msal.gob.ar/images/stories/bes/graficos/0000000994cnt-2017-12-21_guia-rapida-embarazo.pdf