Hábitos que causam infertilidade nos homens

29 de abril de 2020
Existem certos hábitos que afetam a fertilidade dos homens, embora a maioria deles não saiba disso. Alguns consideram que a parceira é a responsável por não conseguir engravidar, quando, na verdade, trata-se simplesmente de mudar certos costumes.

Quando um casal decide ter um filho e, após alguns meses, a gravidez não acontece, é comum que a mulher seja considerada “responsável” por isso. No entanto, existem hábitos que causam infertilidade nos homens que vale a pena conhecer e modificar. Conheça quais são no artigo a seguir.

Principais hábitos que causam infertilidade nos homens

Ambos os membros do casal devem analisar os seus comportamentos e atividades diárias antes de tentarem conceber uma nova vida. É verdade que a mulher geralmente é mais “cautelosa” nesses casos, já que ela será a pessoa que irá abrigar o bebê durante os nove meses.

No entanto, no caso dos homens, talvez seja um pouco mais difícil que eles consultem um médico até que a situação esteja muito conflituosa e meses tenham se passado sem a tão esperada novidade.

Porém, não é necessário chegar a esse ponto, pois conhecer e mudar os seguintes hábitos que causam infertilidade nos homens pode ser suficiente para conseguir que a gravidez aconteça:

1. Vida sedentária

O sedentarismo não distingue gênero, mas, no caso dos homens, tem consequências terríveis para a produção e a qualidade do esperma. Ficar sentado o dia todo na frente do computador no escritório e não praticar esportes aumenta a temperatura testicular, o que reduz a quantidade de espermatozoides.

Hábitos que causam infertilidade nos homens

2. Exercício excessivo

Como geralmente se diz, “tudo em excesso faz mal” e outro dos hábitos que causam infertilidade nos homens é um treinamento muito intenso, prolongado ou frequente. Quem vai à academia todos os dias, levanta muito peso e consome substâncias para aumentar a massa muscular, tem mais dificuldade para conceber.

Isso ocorre porque fazer muito exercício modifica o metabolismo e não permite o descanso adequado dos músculos e órgãos. Portanto, é aconselhável treinar três vezes por semana em ritmo moderado. E deixar de lado os produtos para fisiculturistas!   

3. Estresse

Homens estressados ​​têm mais dificuldade para conseguir uma ereção e manter uma relação sexual “com todas as letras”. A ejaculação precoce e a má qualidade do esperma também têm relação com esse problema que, como todos sabemos, é tão comum atualmente.   

Além disso, devemos acrescentar a pressão emocional e cultural de não conseguir ter um filho. Sem dúvida, essa situação também gera estresse. Um casal ansioso e nervoso tem menor probabilidade de conceber do que aquele que faz as coisas com calma, aproveitando cada momento.

“O sedentarismo não distingue gênero, mas, no caso dos homens, tem consequências terríveis para a produção e a qualidade do esperma”

4. Cigarro e álcool

São dois dos hábitos mais comuns que causam infertilidade nos homens e que, em muitos casos, são desconhecidos. O tabaco remove o oxigênio do sangue e isso se traduz em problemas para manter uma ereção e também para produzir espermatozoides de qualidade.

Por sua vez, as bebidas alcoólicas têm um efeito prejudicial para a saúde do homem, pois alteram os processos metabólicos e reduzem a produção de espermatozoides. Caso haja uma gravidez com um pai alcoólatra, há grandes riscos de o bebê sofrer de problemas psicológicos, de crescimento e comportamentais.

5. Alimentação

Não podemos nos esquecer da dieta se quisermos entender por que uma gravidez não está acontecendo. A alimentação desempenha um papel muito importante no nosso dia a dia. Tudo depende do que comemos e do tamanho das porções que ingerimos.

Hábitos que causam infertilidade nos homens

Não é possível indicar alimentos específicos que causem infertilidade masculina, mas sabe-se que açúcares, gorduras e farinhas refinadas são prejudiciais para a saúde. Da mesma forma, também é recomendável evitar os refrigerantes e o café para melhorar a qualidade dos espermatozoides. 

Por outro lado, é importante considerar o peso corporal, uma vez que a obesidade está relacionada à infertilidade. O mesmo se aplica aos homens com peso abaixo do que é considerado normal para a sua idade e altura.

Por fim, o consumo de certos medicamentos pode alterar os processos hormonais necessários para a produção de espermatozoides de qualidade. Se estivermos fazendo um tratamento médico, talvez essa seja a razão pela qual a concepção não está acontecendo.