Problemas de circulação sanguínea durante a gravidez

24 de fevereiro de 2018
Prevenção e tratamento dos problemas na circulação sanguínea na gravidez.

O aparecimento inesperado de problemas de circulação sanguínea durante a gravidez afeta muitas mulheres. É importante saber que se forem controlados de maneira correta, desaparecerão depois do parto sem provocar efeitos negativos graves.

Na maior parte dos casos, esses problemas de circulação sanguínea durante a gravidez se manifestam através de sintomas como varizes, hemorroidas, pernas pesadas, tornozelos e mãos inchadas. Com o tratamento e os hábitos adequados, os incômodos que causam podem ser aliviados e os riscos podem ser evitados.

Causas dos problemas de circulação sanguínea durante a gravidez

O corpo da mulher grávida passa por um grande número de mudanças físicas de diferentes tipos que afetam seu bem-estar.

Uma delas é o aumento do volume da circulação do sangue. Para que o feto receba oxigênio suficiente, a circulação sanguínea fica mais intensa. Circula aproximadamente quarenta por cento mais sangue.

Esse aumento do volume sanguíneo é o principal responsável pelos problemas de circulação sanguínea durante a gravidez.

Como esses problemas circulatórios se manifestam?

1- Varizes

As varizes são pequenas veias que incham principalmente nas pernas. Elas surgem porque o sangue circula mais devagar pelas veias que suportam mais peso. Durante a gravidez, o aumento do peso do útero sobre as veias das pernas e da vulva é a principal causa de varizes.

Esteticamente, as varizes são um tanto desagradáveis. Além disso, costumam provocar sensação de peso, cãibras e dores musculares nas panturrilhas, no músculos e na vulva.

varizes nas pernas da mulher

Tratamento

  • É aconselhável deixar as pernas esticadas, colocando os pés para o alto.
  • Se a mulher costuma passar muito tempo sentada, recomenda-se se levantar com frequência e caminhar um pouco.
  • No chuveiro, aplicar jatos de água fria nas áreas afetadas gera alívio.
  • E recomenda-se o uso de meia-calça e meias de compressão.

2- Hemorroidas

São um tipo de varizes muito incômodas que surgem no ânus. Elas aparecem por causa do enfraquecimento da parede muscular da região anal. Elas podem causar dor ou coceira, e, até mesmo, sangramento.

Tratamento

  • Evitar comidas picantes e que causam irritação nessa região e ingerir alimentos ricos em fibra, verduras, frutas e alimentos integrais.
  • Os banhos de assento mornos aliviam os incômodos.
  • Depois de fazer cocô, é importante higienizar a área com varizes com toalhinhas umedecidas descartáveis. Em nenhum caso, a mulher deve deixar para depois a evacuação por causa das hemorroidas.
  • O exercício físico moderado pode contribuir para que as hemorroidas desapareçam ou se reduzam. Movimentos que ativem a circulação sanguínea vão favorecer a cura. Por exemplo, realizar movimentos circulares com a pélvis, ou movimentos de tesoura com as pernas, ficando deitada de lado, vão aliviar a pressão na área.
  • Se o problema não melhorar, deve-se consultar um médico.
pernas na gravidez

3- Retenção de líquido, edemas

Os tornozelos, os pés e as mãos incham por causa do líquido acumulado nos tecidos. A mulher experimenta uma sensação de peso e cansaço. Consumir sal em excesso e beber pouca água são fatores que favorecem o aparecimento desse problema.

Tratamento

  • Descansar deitada e com as pernas levantadas por pelo menos quinze centímetros acima do resto do corpo. Além disso, é bom colocar as pernas apoiadas sobre uma parede, e permanecer por volta de vinte minutos nessa posição.
  • Reduzir ou eliminar o sal da dieta.
  • Dar preferência aos alimentos preparados em casa.
  • Consumir frutas e verduras frescas.
  • Beber muita água, sucos naturais, frutas batidas no liquidificador, sopas, infusões frias. A boa hidratação contribui para a diminuição do inchaço.
  • As duchas frias, deixando cair a água bem sobre as pernas, agirão como uma massagem e tonificarão as pernas.
  • No caso de a retenção de líquidos estar em excesso e atingir o rosto, pescoço e mãos, é fundamental consultar o médico.

O estilo de vida da mulher contribui para o aumento das probabilidades de sofrer desses problemas de circulação sanguínea durante a gravidez. O sobrepeso e a obesidade, a vida sedentária e a dieta inapropriada são fatores de risco.

É preciso vestir roupas e usar calçados confortáveis, evitar saunas e calor extremo, procurar permanecer em lugares arejados na estação de calor. Além disso, é necessário evitar se expor diretamente ao sol.

Em suma, apesar de os problemas de circulação sanguínea serem frequentes, existem alguns hábitos que vão contribuir para que a mulher grávida se sinta melhor e reduza os riscos.