Meu filho está usando drogas: o que devo fazer?

18 Junho, 2020
Aceitar a realidade e decidir encará-la com coragem é o primeiro passo. Vamos colocar as cartas na mesa para encontrar a melhor maneira de ajudar o jovem com problemas de dependência.
 

Quando chega a adolescência, o uso de drogas é uma das dores de cabeça que a maioria dos pais enfrenta. Por um lado, está se tornando cada vez mais fácil ter acesso e, por outro, essa é uma fase na qual os adolescentes estão buscando a própria identidade. Como consequência, a necessidade de aceitação é muito grande e, às vezes, os jovens podem ser influenciados pelo meio.

Em resumo, os adolescentes são o grupo mais vulnerável ao uso de entorpecentes. Na verdade, essa é uma fase de desenvolvimento físico, emocional, psicológico e sociológico. Por isso, eles são mais suscetíveis a cair em qualquer tipo de dependência.

Por que o meu filho está usando drogas?

Imitação

É muito comum que os jovens façam o mesmo que veem ao seu redor, e não estamos falando apenas dos amigos. Se houver alguma predisposição na família ou se eles virem o uso de drogas legais ou ilegais acontecendo normalmente, é muito provável que também façam a mesma coisa.  

Falsa força interior

 

Eles cresceram, seus corpos mudaram e, agora, os jovens acreditam que são os reis do mundo, que nada pode detê-los.

Geralmente, eles pensam que têm o poder em suas mãos, embora possam estar muito assustados diante de tantas mudanças. Por isso, os adolescentes se atrevem a experimentar, acreditando que são capazes de manter o controle o tempo todo.

Rebeldia

Os adolescentes estão testando até onde vão os seus próprios limites, querem encontrar a sua individualidade longe da família e acham que é hora de experimentar coisas novas.

Primeiramente, você deve verificar se o seu filho realmente está usando algum tipo de droga. Afinal, uma suspeita não é o suficiente para agir e, se você cometer um erro, isso poderá prejudicar a relação de confiança.

Meu filho está usando drogas
 

Alguns sinais de alerta

Veja, a seguir, os indícios no comportamento do seu filho que podem indicar que alguma coisa está acontecendo:

Sim, tenho certeza. O que eu faço agora?

Sem dúvida, é um momento muito difícil para toda a família. É normal que você sinta angústia, desamparo, desespero, tristeza, raiva e até mesmo culpa. No entanto, é necessário agir.

Fale com seu filho

Tente não dramatizar demais nem fazer com que ele se sinta culpado. Não reproduza frases como “você me decepcionou”, pois isso só pioraria ainda mais a situação. Você precisa que ele confie em você para deixar que você o ajude. Por isso, você vai precisar de uma dose extra de empatia.

Você precisa saber qual é o uso que o seu filho está fazendo. Se ele experimentou uma única vez, se faz uso ocasional ou se está fazendo isso com alguma frequência. Isso exigirá honestidade e acompanhamento da sua parte.

 

“Os jovens geralmente pensam que têm o poder em suas mãos, embora possam estar muito assustados diante de tantas mudanças. Por isso, eles se atrevem a experimentar, acreditando que são capazes de manter o controle o tempo todo.”

Procure ajuda

Você deve entender que essa não é uma situação que possa ser enfrentada sem especialistas para apoiar e aconselhar toda a família. Você precisa ter todas as informações sobre a droga que o seu filho está usando para saber como isso pode afetá-lo, que tipo de dependência causa, etc.  

Não basta saber que as drogas são ruins. Você precisa entender bem o dano que está sendo causado ao cérebro, ao sistema circulatório, ao sistema respiratório e no nível psicológico.

Tenha em mente que você explicar ao seu filho o dano que está sendo causado é diferente de quando isso é feito por um profissional. Procure um médico que possa explicar os riscos e fazer exames e avaliações para encaminhar seu filho a um especialista, se necessário.

 

A ajuda psicológica também é essencial, não apenas para ele, mas também para todos os que estiverem convivendo com o problema: pais e irmãos. Esse é um momento muito difícil e o núcleo familiar sofre junto.

Meu filho está usando drogas

Uma vida saudável

Agora, mais do que nunca, o seu filho precisa incluir hábitos saudáveis ​​na rotina:

  • Consumir alimentos saudáveis ​​e nutritivos.
  • Beber bastante água.
  • Realizar alguma atividade física, como praticar um esporte.
  • Encontrar alternativas, hobbies, uma nova inspiração.
  • Dormir a quantidade de horas necessárias.

Você deve entender que é hora de estabelecer limites bem definidos, firmes e amorososIsso não é uma brincadeira, e seu filho precisa saber que o que ele está fazendo pode ter sérias consequências. Por outro lado, o seu amor e a sua compreensão serão mais importantes do que nunca. Por isso, seja compassiva e sempre esteja aberta a escutá-lo.