Higiene nasal nos bebês: 6 dicas

· 24 de fevereiro de 2018
A higiene nasal também é conhecida como irrigação nasal ou lavagem.

Como os bebês são delicados, realizar tarefas tão simples quanto a higiene nasal pode ser um problema se não se sabe como realizar corretamente esse processo. No entanto, tudo se trata de ser cuidadoso e tentar não fazer força.

Não é segredo para ninguém que a congestão nasal é incômoda. Não poder respirar bem é frustrante e desesperador, especialmente quando chega a hora de dormir.

No caso dos bebês, a questão se complica ainda mais, já que eles não podem assoar o nariz nem limpar seus narizes sozinhos. Portanto, é importante que os pais os ajudem. Desta forma, eles serão capazes de destapar suas vias respiratórias do muco que se aloja e obstrui as vias respiratórias.

Quando realizar a higiene nasal nos bebês?

A higiene nasal nos bebês é recomendada quando eles não conseguem respirar bem devido ao muco que obstrui as vias respiratórias.

Com a higiene nasal nos bebês, não só ajudamos as crianças a respirar melhor, mas também evitamos o fato de que o muco se acumule e se desenvolvam problemas como sinusite ou otite. Doenças bastante comuns nos bebês.

recomenda-se fazer o processo de higiene nasal nos bebês antes de dormir e antes de comer, já que depois poderão comer ou dormir sem o desconforto nas vias respiratórias.

Método alternativo para descongestionar as vias nasais

Um método recomendado para descongestionar as vias respiratórias dos bebês é usar um umidificador ou encontrar uma maneira de umidificar o lugar onde o bebê irá ficar por um tempo prolongado.

Este método é ideal, especialmente durante o inverno, já que o aquecimento pode secar as vias respiratórias e piorar o problema.

Dessa forma, podemos conseguir implementos que nos proporcionam a função de pendurar o radiador de água para que evapore. Além disso, também podemos umidificar um local colocando uma panela com água sobre um radiador.

Recomendações prévias

  • Lavar bem as mãos. Isso irá prevenir infecções.
  • Certificar-se de que o bebê fique confortável (assim você evitará que ele se assuste ou chore).
  • Tenha todos os utensílios disponíveis para poder realizar o processo rapidamente. Os mais comuns são geralmente: soro fisiológico, uma seringa e um aspirador nasal.
  • Tenha a mão um lenço de pano ou uma toalha úmida descartável, caso seja necessário.
  • Seja delicada ao manusear o nariz do bebê.
  • Não force o bebê se ele estiver resistindo.

Como fazer higiene nasal nos bebês

Devemos prestar muita atenção a este ponto, pois disso dependerá que o resultado seja favorável e que o bebê se sinta confortável e não sofra nenhum dano.

Quando se trata de uma criança que pode seguir as instruções, é melhor instruí-la a inclinar a cabeça para frente em uma pia.

Por outro lado, se é um bebê, temos que colocá-lo em uma superfície macia, como um trocador ou na cama. Depois, devemos ter certeza de que o bebê ainda esteja quieto, o que é um pouco difícil. Mas devemos encontrar uma maneira de fazê-lo ficar o mais calmo possível, assim vamos evitar que ele se machuque ou se sinta desconfortável.

Para garantir que o bebê não se mova, é melhor ter alguém para nos ajudar. Mas se você estiver sozinha pode optar por envolver o bebê em seu cobertor ou em uma toalha para imobilizá-lo.

Como usar a solução salina ou soro fisiológico

Quando se trata de higiene nasal nos bebês, é pertinente usar um soro fisiológico dependendo da densidade do muco. Assim, quando o bebê está com muito muco ou este é extremamente denso, devemos aplicar gotas de soro através das narinas.

Mas, se o bebê não estiver com muito muco ou este não for muito denso, basta aplicar apenas algumas gotas de soro ou solução salina.

Outro fato que podemos levar em conta para que a higiene nasal nos bebês seja mais eficaz e proveitosa, é que podemos aquecer o soro um pouco antes de aplicá-lo no nariz do pequeno, isso ajuda o líquido a incomodar e irritar menos o bebê.

Passos a seguir para a higiene nasal em bebês

  1. Use uma seringa ou conta-gotas para pingar uma gota (ou mais de uma dependendo do caso) na abertura de cada narina. Se você fizer desta maneira, em vez de inserir a ponta do instrumento no nariz do bebê, causará menos desconforto.
  2. Quando o líquido entra na narina, não deixe o bebê abrir a boca (pressione o queixo, faça isso suavemente), assim ele irá respirar pelo nariz e poderá expulsar o muco.
  3. Não use o irrigador ou o aspirador nasal diretamente, já que o corpo pode expulsar o muco por conta própria.
  4. Use o aspirador somente quando perceber que o muco está muito denso e o bebê não consegue expulsá-lo suficientemente bem.
  5. Quando usar o aspirador, tente usá-lo com delicadeza e gentilmente. Se você for muito brusca, pode causar feridas na orelha ou mesmo fazer o muco atingir os ouvidos e causar uma infecção.
  6. Os aspiradores mais recomendados são os de bocal porque com esses se controla melhor a intensidade de sucção.
  7. Por outro lado, os aspiradores de “peras” estão em desuso, já que não são eficazes.