Ser tia além de mãe é algo maravilhoso

04 Setembro, 2018
Você é tia e mãe ao mesmo tempo? Veja a seguir por que você tem um papel privilegiado!

Ser tia, além de mãe, é um privilégio. Ambos os papéis nos permitem ampliar nossa capacidade afetiva e explorar diferentes maneiras de demonstrar nosso afeto. É dar abraços de mãe e permitir que nossos filhos tenham segundos irmãos, cúmplices para toda a vida.

É possível que em seu caso, você tenha sido tia antes que mãe, ou talvez o inverso. De qualquer forma, de repente, você se sente redefinida e toma consciência de algo importante: você faz parte de uma grande família. Isso te dá mais segurança e mais oportunidades de crescer como pessoa, ao mesmo tempo em que aprende muito.

De alguma forma, nos damos conta de como essas mudanças de papéis nos situam em novos papéis que temos de assumir com responsabilidade. Seremos um grande apoio para nossos irmãos. E eles, para nós. Certamente, fica claro que esse vínculo vai depender principalmente da qualidade da relação que temos com nossos irmãos. Mas na maioria das culturas permanece como uma raiz de emotividade e apoio.

Vamos nos aprofundar nesse assunto e ver alguns benefícios de ser tia!

Ser tia e mãe: novos papéis, novos desafios

Até recentemente, tínhamos usufruído da relação com nossos próprios tios e tias. Mas, agora, quase sem perceber, descobrimos que crescemos e adquirimos responsabilidades de adulto. Algo desse tipo, longe de nos fazer sentir medo, nos faz sentir vivas e cheias de emoções.

Veja a seguir os aspectos a considerar sobre o que significa ser tia.

Ser tia

Você é uma consultora de confiança para seus irmãos

Os irmãos passam por uma época complexa na qual as chantagens, as brigas por roupas, os ciúmes e as pequenas rivalidades fazem parte de um passado e uma infância. Uma época que, longe de deixar sequelas, nos permitiu nos conhecer muito melhor.

  • Essa intimidade que temos com nossos irmãos e irmãs faz com que encontrem em nós as melhores consultoras. O fato de você também ser mãe lhes dá ainda mais confiança.
  • Vocês vão descobrir juntos cada passo e cada desafio da criação. Você será essa voz amiga quando à meia-noite, seu sobrinho fica com febre ou sua filha sente cólica e você não sabe o que fazer. Os irmãos são um pilar em nosso dia a dia. Tudo isso, sem dúvida, nos dá mais segurança na hora de dar o melhor para nossos filhos.

Sem dúvida alguma, assumir dois papéis ao mesmo tempo é uma forma de aprender, reaprender e, consequentemente, crescer como pessoa.

Ser tia melhora sua qualidade de vida

De acordo com um estudo publicado na revista “Open Education” e realizado pelo especialista em relações familiares da Universidade de Pensilvânia, Robert Milano, ser tia faz com que tenhamos não só uma melhor qualidade de vida, mas também nos permite combater melhor o estresse. Além disso, nos ajuda a viver muitos anos mais.

  • Ser tia é especialmente benéfico para nós. A relação com nossos irmãos é uma ajuda cotidiana externa ao próprio parceiro. Isso, às vezes, ajuda muito quando passamos por épocas de estresse ou ansiedade.
  • Apreciamos quando vemos nossos próprios filhos brincando com os primos. Poucas coisas são tão satisfatórias quanto juntar a família para apaziguar as preocupações de uma semana de trabalho duro ou de um momento complicado da vida. Essas interações afastam medos, incertezas e preocupações.
  • Ser tia, além de mãe, faz com que tenhamos mais responsabilidades. Entretanto, as aceitamos com prazer porque também nos beneficia. Porque alimentamos as bases de um bom presente que, por sua vez, nos dará um futuro com boas relações familiares.
Ser tia

Servimos de modelo para nossos filhos

Esse é um aspecto que não podemos esquecer. Para as crianças, o exemplo tem mais poder do que as palavras. Por isso, se desde cedo as crianças observarem a boa relação que nós temos com nossos irmãos, serão capazes de entender que:

  • Os irmãos podem discutir e ficar com raiva num dado momento. Mas as diferenças sempre são resolvidas.
  • Um irmão é o melhor apoio no dia a dia. Podemos ter bons amigos, mas um irmão guarda uma parte muito íntima de nossa história. Uma história que os dois compartilharam ao viver na mesma casa. Esse laço nunca se perde. Porque seria como perder uma parte do nosso próprio ser.
  • Nossos filhos verão que os adultos também se divertem, que crescer é algo emocionante quando temos o apoio de nossos irmãos em cada momento.
  • Um irmão é um cúmplice emocional para o qual não se necessitam palavras. Às vezes, só de ver nosso rosto ou ouvir o tom da nossa voz, sabe o que está acontecendo conosco. Isso é algo que se deve aprender a construir desde cedo, pois estimulamos a empatia, o respeito e a reciprocidade.

Não hesite em estabelecer um bom vínculo entre seus filhos e seus sobrinhos. Essas experiências da primeira infância os acompanharão para sempre em seu baú experimental para estabelecer as bases de um desenvolvimento mais completo e mais feliz. Ser mãe é algo maravilhoso. E ser tia é um privilégio que temos de aproveitar a cada dia.