Antecipar o parto: remédios naturais

· 5 de agosto de 2018

A gestação acabou, mas ainda não nasceu o seu bebê? São uma luta para você os últimos dias de gravidez? Vamos mostrar alguns remédios naturais para ajudar você a antecipar o trabalho de parto.

Nove meses é pouco tempo quando não estamos esperando um bebê. No entanto, quando uma mulher está grávida, os 9 meses de espera podem parecer intermináveis. Principalmente, para as mães de primeira viagem pode parecer que o momento de dar à luz nunca vai chegar. E mais, às vezes, a gestação pode ter terminado e não há indícios de que o bebê quer nascer.

Por isso, queremos explicar para você a função do hormônio oxitocina, protagonista no trabalho de parto. E, em seguida, apresentar determinados conselhos que ajudaram algumas gestantes a conseguir antecipar o parto.

A oxitocina e o parto

A oxitocina é um hormônio que, nós, mulheres, excretamos sob determinadas circunstâncias. Uma delas é no momento de dar à luz. Esse hormônio tem a tarefa de dar início ao trabalho de parto, assim tem total importância no processo. Dessa forma, quando for necessário provocar artificialmente o parto, aplica-se a oxitocina artificial para ajudar a começar o processo de trabalho de parto.

Por isso, os remédios naturais para antecipar o parto devem ter como objetivo a liberação da oxitocina no organismo. Lembre-se que, a partir do momento em que estiver concluída a gestação, qualquer momento vai ser bom para que seu bebê nasça.

remédios naturais

Remédios naturais para antecipar o parto

Antes de tomar esses remédios, aconselhamos você a se consultar com o seu médico, no caso de haver alguma particularidade na sua gravidez que o impeça de ministrar esses remédios a você.

  • Técnicas de relaxamento. O aumento do estresse pode provocar um atraso do trabalho de parto, porque são excretados hormônios que não facilitam a liberação de oxitocina. Pratique ioga pré-natal, técnicas de relaxamento e mindfulness.
  • Exercício físico. Praticar exercício físico pode ajudar, sobretudo, o bebê a ficar na posição correta para o parto. Não está comprovado que isso possa acelerar o parto, mas, sem dúvida, realizar exercício físico como a ioga, caminhar ou nadar ajuda o seu corpo a se preparar para o parto.
  • Sexo. Sabemos que acaba sendo incômodo essa atividade, porque a barriga e o cansaço físico não ajudam, mas, sim, é verdade que as relações sexuais podem favorecer a antecipação do parto. Quando você chega ao orgasmo, secreta oxitocina, se sentindo melhor e mais relaxada. Além disso, no sêmen podem ser encontradas prostaglandinas que favorecem a dilatação do colo do útero.
  • Alimentos. Alguns alimentos provocam o movimento do bebê, um exemplo é o chocolate. Não está totalmente comprovada a sua eficácia na aceleração do parto, mas, sim, o chocolate é capaz de provocar movimentos no bebê e ajudar a fazer com que ele se coloque em uma posição mais favorável para o parto.
  • Falar com o seu bebê. É claro que esse último método não é cientificamente comprovado, mas, sem dúvida você não tem nada a perder em tentar. Animar o seu bebê, se ligar com ele emocionalmente, fazer com que ele tenha vontade de conhecer você… É possível que isso não antecipe o parto, mas, sem dúvida, vai potencializar o vínculo entre vocês.

Faça com que o seu bebê saiba que é amado, desejado e esperado

Quando recorrer aos remédios naturais para antecipar o parto?

Na verdade, os remédios naturais que aconselhamos você a recorrer não deixam de ser costumes sadios que você é capaz de seguir ao longo de toda a gravidez.

As técnicas de relaxamento vão ser úteis desde o começo da gestação. O primeiro trimestre pode ser muito estressante e conseguir espaços tranquilos, ter calma e estabilidade emocional devem ser fundamentais para você. Isso inclui relaxamento no seu dia a dia desde o começo da gravidez.

remédios naturais

Além disso, também é recomendável o exercício físico desde o momento em que você souber da gravidez. Você deve sim adequar o exercício físico à sua condição, tentando evitar realizar séries que possam fazer mal ao bebê. Informe-se, perguntando à sua parteira quais são os mais adequados para cada fase da gestação.

Quanto ao sexo, é uma prática saudável, libertadora, relaxante, tonificante da pele, que melhora a irrigação sanguínea e, sem dúvida, o humor. A alimentação também é um dos pontos mais importantes para as gestantes. Não se arrisque com alimentos cuja origem ou composição você não conheça. Pergunte ao médico antes de ingerir alimentos que saiam na sua dieta normal.

Por último, falar com o seu bebê. Para a maioria das mulheres grávidas é natural interagir com seu bebê, por isso você não vai ter que se esforçar muito. Mesmo que você não acredite nisso, é importante conversar com ele para criar uma conexão maior, fazendo com que ele saiba que é amado, desejado e esperado.