As comidas ideais para o seu bebê

· 5 de dezembro de 2017

Existem algumas dicas de comidas ideais para bebê que você deve levar em consideração antes de escolher os alimentos, seus elementos são essenciais para o crescimento e por causa disso apresentamos para você uma pequena guia de dicas e recomendações para definir qual dieta será melhor para o seu o melhor crescimento e desenvolvimento.

A seguir você verá alguns aspectos para se ter em conta na elaboração de um menu para os mais pequenos da casa. Como nós, eles têm necessidades especiais que devem satisfazer para garantir que estejam sempre saudáveis.

Dicas de comidas ideais para bebê

  1. O tamanho do estômago do seu bebê é muito menor em comparação ao tamanho do estômago de outras crianças maiores e ainda menor do que de um adulto, portanto evite dar alimentos em grandes proporções, pois você não vai obter bons resultados.
  2. Também é bom que você saiba que o leite materno é o melhor alimento para o seu filho durante os primeiros seis meses e, posteriormente, pode tornar-se um suplemento da dieta que já tinha escolhido para o seu bebê. No entanto você deve considerar alguns pontos antes de começar a variar a dieta.
  3. Antes de começar a incluir na dieta do seu bebê alimentos sólidos, você deve garantir que o seu pequeno seja capaz de manter a posição da cabeça por si mesmo, e que na hora de realizar a alimentação correspondente, tenha um suporte adicional que segure essa mesma posição. Isso o ajudará a ingerir os alimentos que você lhe dará mais facilmente, e os suportes que terá como um travesseiro ou uma cadeira confortável darão a concentração necessária para esse momento.
  1. Outro fator que você deve considerar nas comidas ideais para bebê é que os alimentos sólidos que ele começará a ingerir serão, em maior proporção, os que darão ao seu bebê as calorias necessárias e suficientes para que sua capacidade de aprendizagem  e atenção se desenvolverem. Dicas de comidas ideais para bebê
  2. Quando o seu bebê é muito pequeno é normal que, por vezes, manifeste rejeição ao seu horário de alimentação, portanto, recomendamos que você divida suas refeições em cinco porções diárias moderadas, será mais fácil para ele ingerir cinco porções pequenas, ao invés de três grandes.

O que seu bebê não deveria comer

Existem alimentos que fornecerão grandes benefícios ao seu bebê, e dentro de sua dieta se tornam aliados para você e para o crescimento dele, mas esteja ciente de que existem outros que, devido à sua pouca idade vão representar e gerar, por vezes, alergias inesperadas que poderão trazer resultados não muito agradáveis.

Um bebê com menos de quatro meses não tem o pleno desenvolvimento de seu cérebro, músculos, tecidos, ossos e dentes, e, portanto, é muito mais vulnerável do que um de maior idade e desenvolvimento.

Alimentos como ovos, trigo, leite de vaca, soja ou similares, peixe, marisco, amendoim e outros frutos secos, são alimentos que geralmente em lactentes jovens, geram alergias e efeitos colaterais, e se não forem observados poderiam tornar-se difíceis de controlar.

A maioria das alergias em crianças se manifestam por vômitos, diarreia, erupções cutâneas, e urticária, sintomas que devem ser tratados a tempo para evitar situações como a desidratação e problemas a nível gástrico.

Note que o corpo de seu bebê ainda não está pronto para processar adequadamente os nutrientes encontrados nos alimentos que se tornam pesados para o corpo, mesmo no caso de adultos.

como fazer comidas ideais para bebê

Entre as comidas ideais para bebê estão as frutas; cereais, aveia, grãos integrais, legumes e carnes brancas em pequenas proporções. Assim que seu corpo assimilar esses alimentos, vai adquirir a capacidade de fazer processos digestivos mais complexos que irá satisfazer as necessidades energéticas e nutricionais de seu bebê em crescimento.

É importante que você considere as dicas acima para a saúde do seu bebê não ser afetada significativamente, e para que ele possa ter um desenvolvimento e crescimento eficaz, sem nenhum tipo de dificuldade representativa em nenhum momento.

Tenha sempre em mente os tipos de alimentos que o seu bebê pode desfrutar. Lembre-se, o seu pequeno organismo não é como o nosso.