Como incutir um senso de responsabilidade em seus filhos?

A nova geração de jovens parece desconhecer o significado de ser responsável. Continue lendo e descubra o que você pode fazer a respeito.
Como incutir um senso de responsabilidade em seus filhos?

Última atualização: 29 julho, 2022

Cultivar valores familiares em crianças e adolescentes é indispensável para formar futuros adultos empáticos, gentis e conscientes. E, uma vez que o exemplo começa em casa e os pais e as mães são os modelos para os pequenos, hoje compartilharemos como incutir um senso de responsabilidade em seus filhos a partir de uma abordagem positiva e amorosa.

Ser responsável vai além de cumprir com as obrigações. É também pensar no outro antes de agir e ter a consciência de que toda ação tem consequências que devem ser enfrentadas. Promover esse valor desde a infância faz com que nossos filhos o reconheçam, incentivem e exijam de amigos e familiares.

5 dicas para incutir um senso de responsabilidade em seus filhos

Aplicar uma criação positiva com as crianças, a partir do amor e do respeito, é muito importante para poder cultivar valores de forma próxima e amigável. E embora possa parecer um grande desafio corrigir as atitudes das crianças, e principalmente dos jovens, existem algumas dicas úteis para que você possa ajudar a fomentar o senso de responsabilidade no seu dia a dia.

1. Mostre o seu amor incondicional

Conforme as crianças vão crescendo e gradualmente começando a se tornar jovens, é comum que comecem a se separar do ninho protetor dos pais. Isso não é necessariamente algo ruim quando continuamos presentes na vida dos filhos, com respeito e carinho. Afinal, assim como qualquer outra pessoa, eles também precisam do seu próprio espaço para poder florescer.

Pode haver momentos em que precisaremos de mais paciência com os jovens, mas é importante oferecer o nosso amor para que sintam a segurança de contar com os pais.

É fundamental passar um tempo de qualidade juntos para nutrir as relações com os entes queridos e, além disso, esta também é uma oportunidade para a conexão através do diálogo. Portanto, não desperdice os momentos de cumplicidade familiar para compartilhar lições e falar sobre a importância de sermos coerentes com nossas palavras e decisões.

2. Cultive a empatia e a liderança

Se quisermos que, no futuro, nossos filhos tenham as ferramentas emocionais e humanas que são necessárias para enfrentar a vida de maneira positiva, é importante que eles saibam cuidar dos sentimentos deles e dos outros. Por isso, cultive a capacidade de liderança e o valor da empatia em seus pequenos.

Dessa forma, eles terão a força interior para enfrentar o destino e poderão florescer com a ajuda das pessoas certas. Um líder é uma pessoa que honra a sua palavra e que está ciente do valor dos outros. Afinal, ele tem a empatia necessária para pensar nas emoções daqueles ao seu redor e também a capacidade de melhorar cada vez mais.

3. Fale sobre sexo seguro sem tabus

Para algumas mães e pais, pode ser muito desconfortável conversar com os filhos sobre a sexualidade. No entanto, este é um tema fundamental que deve ser tratado com naturalidade para que os jovens tenham as informações necessárias quando quiserem começar a descobri-la.

Ter aulas sobre sexo seguro permite criar jovens conscientes das responsabilidades que acompanham o início da vida sexual. Além disso, quando são oferecidos espaços seguros para o diálogo, livres de preconceitos, nossos filhos aprendem sobre coisas muito importantes. Por exemplo, o consentimento, a paternidade e a maternidade planejadas e como desfrutar do corpo com responsabilidade.

4. Seja um exemplo para seus filhos

Muito se fala no meio acadêmico sobre o grande impacto dos pais sobre o comportamento dos filhos. Afinal, muitos comportamentos inadequados aos quais os adultos não dão muita importância podem acabar moldando a personalidade dos pequenos.

Se o seu filho vive cercado de bons exemplos familiares, ele estará ciente das ações que não são permitidas. Assim, buscará ser uma boa pessoa.

Isso acontece porque são enviadas mensagens equivocadas, de tal forma que crianças e jovens passam a acreditar que não há problema em agir de determinadas maneiras, uma vez que os seus pais também agem dessa forma. Portanto, se você quer que os seus filhos sejam pessoas responsáveis ​​e cheias de bons valores, tente ser o exemplo de que eles precisam.

5. Promova a responsabilidade emocional

A adolescência é uma fase de descobertas que pode se expressar através da estética e da corporeidade. É algo normal pelo que todos nós passamos e que se adapta às modas e gostos do momento. Por isso, não pressione os seus filhos nem os impeça de serem eles mesmos, deixando-se levar por preconceitos ou ideias equivocadas.

Ao contrário, é melhor acompanhar e promover a responsabilidade emocional que temos com nós mesmos, como o cuidado do corpo e da saúde mental. Por exemplo, se eles quiserem fazer um piercing ou uma tatuagem, devem procurar um local higiênico e profissional. Ou se quiserem abrir um perfil em uma rede social, devem se cuidar ao máximo e colocar o seu bem-estar acima de tudo.

Incutir um senso de responsabilidade é uma obrigação dos pais

Muitas vezes, ao tentar resolver todos os problemas dos nossos filhos, acabamos afetando a sua autoestima e a forma como assumem as suas responsabilidades. Por isso, acompanhe-os com amor e compreensão durante esta fase de mudanças e descobertas. Desta forma, você poderá compartilhar lições com eles para que possam melhorar como pessoas.

Pode interessar a você...
Como solucionar os problemas comportamentais das crianças
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Como solucionar os problemas comportamentais das crianças

Os problemas comportamentais podem ser bastante comuns e, por isso, é necessário encontrar as melhores soluções.