Como tratar as doenças mais comuns em bebês

08 Janeiro, 2018

Existem algumas doenças que, quase certamente, seu bebê vai contrair durante o primeiro ano de vida. Por isso, é importante que os pais saibam o que estão fazendo e como agir para enfrentá-las da melhor maneira possível.

Uma preocupação que acomete a maioria das mães é saber tratar as doenças mais comuns em bebês. Às vezes, ainda que queiramos muito evitar, é impossível que a criança não adoeça por alguns desses males. De fato, algumas dessas doenças são tão comuns durante o primeiro ano de vida que praticamente fazem parte da rotina de cuidados de um bebê.

Por mais que sejam muito comuns em bebês, isso não quer dizer que eles tenham que vivenciar todas elas. Entretanto, quando alguma delas aparecerem, é preciso saber que há muitas formas de aliviar os sintomas e fazer que a criança não sinta muito desconforto. A seguir, apresentaremos dicas de como tratar as doenças mais comuns em bebês.

Dicas para tratar as doenças mais comuns em bebês

1.- Constipação

É muito comum que a constipação afete pelo menos 30% das crianças em algum momento e ela é realmente muito incômoda. Em geral, o bebê defeca de acordo com seu próprio padrão e horários. Assim, alguns bebês vão ao banheiro após cada refeição, enquanto outros podem ir duas vezes por semana. Tudo depende do que estiver comendo e bebendo, bem como se é uma criança ativa e de quanto demora para digerir os alimentos. Estes podem ser alguns dos sinais de que está sofrendo de constipação:

-Defeca menos que o habitual.

-As fezes são duras e secas.

-Em alguns casos, as fezes são mais líquidas do que o normal.

Como aliviar a constipação

Se você notar que seu bebê está tendo algum destes sintomas e tem muita dificuldade para ir ao banheiro, você pode adicionar um pouco de água extra na mamadeira para amolecer as fezes e facilitar seu movimento através do intestino do bebê. Também podemos massagear suavemente o abdômen do bebê ou ajudá-lo a movimentar as pernas de cima para baixo para estimular a expulsão das fezes.

bebê sofrendo de constipação

2.- Tosse e resfriados

É muito normal que o bebê fique resfriado durante seu primeiro ano de vida. Alguns vírus podem causar resfriados ou catarros e, como seu sistema imunológico está em vias de desenvolvimento, tem mais dificuldade do que um adulto para combatê-los. Além disso, é muito comum que os bebês explorem tudo com as mãos e a boca, o que os torna mais propensos a entrar em contato com vírus. Alguns dos sinais de um resfriado são:

-Pode ter menos energia e ficar mal-humorado.

-Nariz constantemente escorrendo (muco de cor clara, amarelada ou esverdeada).

Espirros.

-Tosse.

-Febre leve.

Como aliviar a tosse ou os resfriados

Embora a gripe seja uma das doenças mais comuns em bebês e por mais preparados que estivermos para tratar os sintomas mais leves como um pequeno congestionamento nasal, é muito importante que o pediatra seja consultado sobre qual é a maneira mais correta de tratar a gripe e a tosse no momento em que elas aparecem, especialmente quando persistem por muitos dias.

Tratar as doenças mais comuns em bebês não é uma tarefa muito complicada, mas devemos nos informar corretamente e estar preparados para isso

3.- Assaduras

As assaduras ou a dermatite de contato é uma das condições mais comuns em crianças. Quase todos os bebês sofrem com as assaduras de fraldas alguma vez. Segundo estatísticas, nos Estados Unidos cerca de um em cada quatro bebês sofrem com as assaduras no primeiro mês de vida. É importante salientar que qualquer bebê com pele sensível pode apresentar assaduras, ainda que seus pais sempre troquem a fralda. Estes são alguns dos sinais que indicam que seu bebê está com assaduras:

-Pele inchada e sensível ao toque.

-A área afetada apresenta pequenos grânulos vermelhos.

Como aliviar as assaduras

É importante trocar a fralda frequentemente para manter o bebê limpo e lavar suas partes íntimas sempre que necessário. Também é essencial secá-lo suavemente com uma toalha macia e aplicar um pouco de creme para ajudar a proteger a pele contra possíveis irritações.

4.- Diarreia

É muito fácil identificar quando o bebê está com essa doença. Quando as crianças estão com diarreia, as fezes tendem a ser mais frequentes, líquidas e aquosas, às vezes acompanhadas de dor.  As estatísticas dizem que 1 em cada 6 crianças visitam seu médico anualmente por causa de um episódio de diarreia. Portanto, é muito importante ficar atentos aos seguintes sinais:

-Vômito.

-Dor abdominal.

-Febre.

-Calafrios.

-Dores musculares.

mãe acariciando a barriga do bebê com dor abdominal

Como aliviar a diarreia

Uma das coisas mais recomendadas pelos pediatras para que o bebê não contraia esta doença é não alimentá-lo com suco de fruta durante os primeiros 6 meses, e não mais que 18 ml ao dia após essa idade. É muito importante que você vá ao pediatra caso a criança apresente alguns destes sinais.

Uma criança que frequenta a creche pode chegar a ter até 12 resfriados por ano

5.- Infecções de ouvido

Entre as doenças mais comuns sofridas pelos bebês estão as infecções de ouvido. O pequeno espaço atrás de cada tímpano se conecta à parte traseira da garganta por um canal minúsculo, que se chama trompa de Eustáquio. Quando algo interrompe a função da trompa de Eustáquio ou bloqueia sua drenagem normal da parte média do ouvido, o que pode ocorrer devido a resfriados ou alergias, o risco de infecção aumenta. Estes são os sinais de uma infecção no ouvido:

-Choro e irritabilidade.

– Pode ser que o bebê esfregue ou coce as orelhas.

– Vômitos e, às vezes, diarreia.

Como aliviar as infecções de ouvido

Durante o primeiro ano de vida do bebê, as infecções de ouvido devem ser tratadas com antibióticos. No momento em que identificamos os sintomas da infecção de ouvido, devemos ir imediatamente ao pediatra para que ele nos recomende o tratamento mais adequado.

Tratar as doenças mais comuns em bebês não é uma tarefa muito complicada, mas devemos obter as informações corretas e estar preparados para quando alguma delas acontecer, evitando que qualquer complicação possa ocorrer.

  • Alonso M, García R. Protocolos de Digestivo. BOL PEDIATR 2006; 46: 180-188. [En línea].
  • Fiebre sin foco. Protocolos diagnóstico-terapéuticos de la AEP: Infectología pediátrica. [En línea].
  • El resfriado común. Notas sobre salud y seguridad. Programa de Salud para el Cuidado de los niños. [En línea].