Como manter o bebê tranquilo na hora de trocar a fralda

À medida que cresce, seu bebê se torna mais independente e inquieto. Por isso, a partir dos seis meses de vida, mantê-lo tranquilo na hora de trocar a fralda é uma façanha. Para lidar com esse desafio, te oferecemos 5 estratégias que tornarão essa tarefa mais fácil.

Quando seu bebê começa a engatinhar, tudo no mundo lhe parece atrativo e seu interesse se concentra em brincar, correr e descobrir o mundo. Talvez seja por isso que às vezes ele chora ou se mexe sem parar toda vez que você tenta trocar sua fralda e ele está quieto durante esses poucos minutos.

Mas esse comportamento, que, além de natural, é muito positivo, dificulta uma tarefa que antes – quando era recém-nascido – era muito simples.

5 estratégias que irão te ajudar na hora de trocar a fralda do seu bebê

Não se desespere! Tente entender que esta é uma fase que faz parte do crescimento da criança e use algumas estratégias que irão te ajudar a enfrentar esse desafio.

Ofereça um brinquedo:

Os bebês descobrem o mundo ao seu redor através das brincadeiras. E esta é uma boa estratégia para mantê-lo calmo durante a hora de trocar a fralda: dar um brinquedo para que ele fique entretido.

Dê um brinquedo que seja pequeno, mas que chame muito sua atenção. A ideia é que esse pequeno brinquedo, que pode ser o mesmo que você usa na hora de dar banho, sirva para distraí-lo enquanto você o limpa corretamente.

“Às vezes, quando queremos fazer as coisas rapidamente e o bebê não coopera, ficamos muito estressadas. Um ambiente assim pode fazer com que uma tarefa tão simples como trocar as fraldas se torne uma luta”

Tenha tudo em ordem:

Manter a ordem é essencial para levar a rotina da casa com menos estresse. De fato, está comprovado que a desordem cria ansiedade e dificulta a realização de certas tarefas de forma eficiente. Portanto, é sempre bom ter em mãos tudo que for necessário para trocar a fralda.

Tente ter uma cesta ou um saco com as toalhinhas úmidas, a fralda e outros produtos que você usa para trocar a criança. Assim, você também poderá levá-los de um lado para outro com facilidade, inclusive quando fizer uma viagem. Este kit extra deve ser seu aliado quando a criança definitivamente não quiser ficar calma no trocador.

Tenha muita paciência:

Às vezes, quando queremos fazer as coisas rapidamente e o bebê não coopera, acabamos nos estressando. Esse estresse nos deixa tensas e de mau humor. E, sem querer, transmitimos esses sentimentos ao bebê. Um ambiente assim pode fazer com que uma tarefa tão simples quanto a troca de fralda se torne uma luta ou, na pior das hipóteses, uma tarefa frustrante.

A paciência será a sua melhor aliada, e não apenas na hora de trocar a fralda, mas em muitos aspectos do cuidado e da educação de seu filho. Se você realizar suas tarefas com calma, mas sem pausa, você poderá trocar a fralda muito rápido.

Fale com seu bebê:

A comunicação com seu filho é importante para tudo. Certamente você fala com ele desde quando estava na sua barriga. Embora já tenham passado vários meses desde que ele nasceu, suas palavras sempre vão conseguir acalmá-lo. Diga carinhosamente que você vai trocar a fralda e, enquanto estiver realizando a tarefa, conte o que está fazendo.

Por exemplo, você pode dizer que ele está com a fralda suja e é por isso que você vai trocar. Essa sintonia, além de tranquilizá-lo, o manterá entretido em uma atitude de escuta. Além disso, fará com que pouco a pouco ele entenda o ritual dessa tarefa, que irá durar, no máximo, 5 minutos.

Dê tempo e espaço:

Se o seu bebê estiver brincando ou assistindo televisão, naturalmente, não vai querer parar de fazer isso para que você possa trocar a fralda. No entanto, você pode trocar a fralda sem interromper as atividades do pequeno. Então, talvez você possa esperar alguns minutos ou trocar a fralda onde ele estiver.

É importante ser flexível em determinadas situações. Isso vai contribuir para que as tarefas sejam realizadas muito mais rápido e de modo mais simples. Você verá que, pouco a pouco, irá criando métodos que te ajudarão a convencer seu filho de que trocar a fralda é algo necessário e bom para ele.

Recomendados para você