11 plantas medicinais para as grávidas

A natureza esconde segredos incríveis para você ficar saudável durante a gravidez e garantir o desenvolvimento normal de seu bebê. Conheça 11 plantas medicinais para as grávidas.

A gravidez é a historia de amor mais bonita que se pode escrever no mundo, porque é uma entrega incondicional e completa de seu coração. Contudo é importante que saibamos muito bem como fornecer aos nossos pequeninos tudo o que necessitam para que cresçam saudáveis e fortes.

Afortunadamente, a natureza é uma fonte inesgotável de saúde e bem-estar para os seres humanos, em especial se estamos atravessando um momento tão importante como a gravidez. O uso terapêutico de plantas medicinais e seus derivados se conhece como fitoterapia, a qual se pode converter na principal aliada da mulher grávida.

Algumas plantas lhe ajudam a se manter forte para seu filhote e a aliviar as doenças

Ainda que esta ciência exista desde há muitíssimo tempo, hoje se conhece com maior profundidade. Portanto, esta lista de opções para as futuras mamães é de grande valor, sobretudo porque necessita se recuperar da perda de ferro, cálcio, constipação e evitar as placentas fracas.

Sem dúvida, a maioria dos recursos que se conseguem nessas amostras naturais pode ser encontrada em comprimidos elaborados por laboratórios. Entretanto ninguém duvida do poder dos remédios caseiros, nem sequer a própria ciência. Assim, que se você se anima a provar uma destas alternativas, consulte a um médico de confiança e desfrute das bençãos do mundo natural.

Plantas medicinais para as novas mamães

As plantas medicinais são perfeitas para aliviar alguns incômodos da gravidez e a prevenir certos problemas que geram dificuldades. Claro, não se deve ingeri-las sem antes perguntar ao seu médico, e não é recomendável ultrapassar a dose indicada, porque seus efeitos podem ser negativos.

E como neste momento o que nós não desejamos é qualquer cenário de conflito, vejamos quais são as plantas que podemos ingerir durante a gravidez:

Saúco:

É um diurético suave que impõe limites à retenção de líquidos, algo típico da gravidez. Assim, mesmo quando se utiliza como pomada ou unguento, ajuda a prevenir os hematomas e torções. Deve-se ter cuidado de não ingerir a casca porque funciona como forte purgante.

Tília:

Pode ser preparada como uma deliciosa infusão, que serve para acalmar os nervos e evitar o tromboembolismo (coágulo que se mantém situado no sistema vascular e se movimenta até a corrente sanguínea). Se você sofre de enxaqueca é recomendável fazer um chá com a casca.

Gengibre:

Ferva um pouco desta raiz para diminuir as náuseas, melhorar os processos digestivos e dores no abdome. Não ultrapasse 1 grama diário.

Babosa:

O gel desta poderosa planta quando passado na pele alivia a dermatite, cicatriza rapidamente, acalma as queimaduras, etc… Nem as crianças nem as grávidas devem ingeri-lo, porque funciona como diurético e provoca contrações.

Equinácea:

Esta bela flor é perfeita para fortalecer o sistema imunológico e diminuir as possibilidades de sofrer com o catarro. As crianças menores de 12 anos não podem beber este chá, já que provoca vômito.

Calêndula:

Uma pomada elaborada com esta planta alivia as varizes quando estão no inicio. Nunca beba a infusão, pois afeta o útero.

Camomila:

Para as dores de barriga e cólicas.

Folha da framboesa:

Tonifica a massa muscular do útero favorecendo o trabalho de parto. Possui vitamina E, cálcio e ferro.

Urtiga:

Previne as hemorragias, permite ter uma boa absorção do ferro e aumenta a produção de leite materno.

Rosa canina ou selvagem:

Este arbusto que contém grandes doses de vitamina C fortalece a placenta e diminui os problemas no parto.

Raiz da doca amarela:

Conhecida como língua de vaca, é perfeita para combater a constipação. Deve-se tomar três colherinhas de chá ao dia, e pouco a pouco você pode ir incorporando uma porção adicional até que faça efeito.

Plantas perigosas para as grávidas

Beber ou utilizar estes recursos naturais pode ser tão benéfico quanto delicado. Algumas plantas como, por exemplo, a artemísia, que é muito boa para as cólicas, pode causar anomalias no feto.

A valeriana interfere com o uso de medicamentos antidepressivos. Assim mesmo, a camomila em excesso vai tirar o seu sono, enquanto que a arnica estimula a menstruação.

Nunca ingira nenhuma planta sem consultar seu médico

A consolda é uma planta perigosa para as crianças, pois chega ao leite materno e o intoxica. Isso também ocorre com o gingo biloba e o anis estrelado.

Pergunte ao seu médico antes de provar estas opções que a mãe terra nos oferece, siga suas recomendações e garanta um bom crescimento de seu filhote.

Recomendados para você