Higiene íntima na gravidez

· 6 de fevereiro de 2018
Contrair uma infecção urinária pode aumentar o risco de ter um aborto espontâneo e, até mesmo, um parto prematuro.

A higiene íntima na gravidez costuma ser um aspecto importante por causa da tendência a desenvolver infecções no trato urinário. A limpeza correta ajuda a reduzir significativamente esses sintomas e manter a região genital em ótimo estado.

Além disso, as alterações hormonais podem modificar o pH do fluxo que reveste a vagina. Esse fato a deixa mais suscetível a infecções genitais. Aprenda mais sobre esse tema e evite complicações futuras.

Higiene íntima na gravidez

A ideia é manter a flora vaginal para que atue como uma defesa contra fungos e organismos patógenos. É importante não se exceder na limpeza da vagina, pois isso pode ressecar a área, alterar o pH, inflamar a vagina e causar outros problemas que podem provocar uma infecção.

Cuidado e asseio especial

As precauções que podem ser tomadas são:

  • Lembre-se sempre de lavar da frente para trás.
  • Asseio especial uma vez por dia. Idealmente na hora do banho, usando sabonete neutro. Para isso, lave a área externa com água e sabonete neutro. Evite utilizar água quente e sabão dentro da vagina, pois isso é extremamente prejudicial.
  • Lave bem as dobras da vagina e a área da vulva com sabonete vaginal.
  • A lavagem deve ser superficial. Não tente introduzir substâncias na vagina. Em caso de fluxo abundante, retire apenas o excesso que fica na área externa. Caso contrário, você pode destruir a flora vaginal.
  • Em relação ao sabonete, utilize um neutro ou de glicerina.
  • Seque bem os genitais, tanto na área da vagina quanto na do ânus. Essa ação reduz o aparecimento de infecções causadas por fungos.
  • Utilize água morna sempre.

 

higiene íntima na gravidez

 “A higiene íntima na gravidez engloba todos os aspectos relacionados com a limpeza”

Ao usar o banheiro, limpe e seque muito bem a área, sempre tendo o cuidado de seguir a direção de frente para trás. Caso contrário, pode acabar favorecendo a passagem de bactérias do ânus para a região vaginal.

Higiene íntima depois da relação sexual

Por outro lado, uma frequência exagerada na limpeza e no asseio pode causar ressecamento vaginal, pois reduz a proteção contra fungos. Uma limpeza excessiva também provoca problemas ao ter relações sexuais.

Ao ter relações, uma grande quantidade de mulheres se lavam em excesso por medo de infecções. Isso não é muito certo. E em caso de peles sensíveis se recomenda a limpeza superficial para prevenir irritação.

Roupas

Durante a gravidez, procure usar roupas íntimas de algodão ou outro tecido que permita a transpiração. Além disso, as roupas devem ser largas.

higiene íntima na gravidez

As fibras sintéticas impedem a transpiração, pois mantêm a região úmida e isso é o meio perfeito para o cultivo de bactérias prejudiciais.

Por outro lado, você deve prestar atenção ao tipo de sabão em pó ou amaciante de roupas que você utiliza.

Conselhos para a higiene íntima na gravidez

Além de ter cuidados especiais, é imprescindível colocar em prática os seguintes conselhos para uma boa higiene vaginal na gravidez:

  • Lavar as mãos antes e depois de ir ao banheiro.
  • Na hora da limpeza, separe os lábios da vulva para realizar a limpeza adequada das dobras. Se houver umidade na região, procure eliminá-la para impedir a proliferação de fungos.
  • Evite o uso de esponjas ou luvas esfoliantes na limpeza vaginal, pois são uma importante fonte de germes.
  • Reduza o uso de protetores diários. Sua composição química, sua fragrância e sua textura prejudicam a flora vaginal.
  • Não use duchas vaginais, a menos que sejam indicadas pelo ginecologista. Também evite o uso de cremes, talcos ou desodorantes para os odores genitais. Em caso de odores incômodos, consulte seu médico.
  • Evite ficar muito tempo com biquíni molhado. Caso contrário, há a possibilidade de infecções.
  • Aumente o consumo de iogurte. Esse alimento ajuda a equilibrar as bactérias benéficas que servem de defesa contra infecções urinárias.
  • Se seu parceiro estiver com alguma infecção genital passageira, use preservativos para evitar o contágio.

A higiene íntima na gravidez é importante por várias razões já descritas. Aumente a proteção e diminua os fatores de risco. Isso vai ajudar você a desfrutar plenamente de uma das fases mais bonitas da vida de uma mulher: ser mamãe.