O que as mães devem comer durante a amamentação

11 de novembro de 2017

Existem muitos mitos ao redor da amamentação. Um deles é como a alimentação da mãe influencia no aumento ou diminuição do leite ou na qualidade do mesmo.

Por esse motivo, perguntamos aos especialistas: o que as mães devem consumir durante a amamentação?

A Organização Mundial da Saúde,  a Associação Americana de Pediatria e a Associação Espanhola de Pediatria recomendam exclusivamente o consumo de leite materno pelos recém-nascidos. Essas organizações destacam o leite materno como um alimento indispensável para o desenvolvimento ideal e a boa saúde do bebê.

Hoje em dia, ninguém discute que o leite materno é o alimento que vai saciar a fome do seu bebê e contribuir para o seu bem-estar. Durante os primeiros 6 meses de vida do bebê, os pediatras sugerem que ele seja alimentado somente com leite materno. Exceto em casos específicos nos quais é preciso utilizar suplementos alimentares adicionais por causa de uma condição especial que o bebê ou a mãe possam ter.

O processo de amamentar ainda é cheio de mistérios. Em Sou Mamãe esclarecemos alguns como “5 coisas que talvez você não saiba sobre a amamentação e “Diga sim a amamentação! Conheça todos os seus benefícios .

No entanto, continua sendo uma área que vale a pena conhecer pela beleza desse processo fundamental na formação do bebê e na construção do laço entre mãe e filho.

Quais alimentos devo consumir durante a amamentação?

Recomenda-se manter uma dieta equilibrada. Isto é, uma dieta que tenha todos os representantes da pirâmide alimentar (proteínas, carboidratos, grãos, cereais, frutas, legumes e verduras).

Uma regra universal é a que diz que todas as mulheres devem consumir durante a amamentação 500 calorias a mais do que as recomendadas na dieta diária. Isso se deve ao fato de que estão trabalhando para produzir leite, o que consome mais energia.

No entanto, é importante comer de maneira balanceada e poucas porções de comida, mas com mais variedade e maior frequência. Isto é, comer 5 vezes por dia e escolher sempre alimentos frescos e naturais em vez de alimentos processados.

 consumir durante a amamentação

Peixes e carnes magras

Os óleos Ômega 3 de alguns peixes e mariscos são altamente recomendados para transmitir ao bebê, durante o processo de amamentação, esses nutrientes que vão contribuir com a formação saudável do cérebro, dos sentidos e que também vai cuidar dos órgãos.

Uma dieta na qual você consome pelo menos três vezes por semana peixes como salmão, tilápia, mariscos, siri e outros peixes de águas frias, é o ideal. Assim como o consumo de carnes magras e frescas, de aves ou de vaca.

Como modo de cozimento dessas carnes prefira o vapor, a chapa, o forno ou o grelha. Todas são mais saudáveis do que as frituras.

Evite o consumo de carnes enlatadas ou de peixes com alto teor de mercúrio, como o atum branco ou a garoupa.

Sucos e muita água

Tome sucos naturais, vitaminas e chás naturais com pouco açúcar. Concentrações especiais com agrião, beterraba, morango e frutas da estação com doses concentradas de vitaminas.

Consuma a maior quantidade possível de frutas.

Evite o consumo de sucos pasteurizados e consuma moderadamente leite de vaca ou alimentos lácteos. Esses são os produtos que mais alergias podem causar nos bebês.

Aumente o consumo de água e siga o conselho de tomar dois litros por dia.

Controle o consumo de sucos cítricos, pois podem causar acidez ao bebê ou acidificar o leite.

consumir durante a amamentação

Grãos e cereais

Aumente o consumo de grãos e cereais integrais nessa fase da sua vida. O alto teor de fibra vai ajudar você na digestão e também na digestão que o bebê vai fazer.

Verduras e legumes

Comer legumes, principalmente verduras e laranjas é essencial durante a amamentação.

No entanto, leve em consideração que o consumo de cebola, alho, repolho, couve-flor pode influenciar no leite materno e provocar alguma reação de irritação ao bebê, como as cólicas.

O que você não deve consumir durante a amamentação

Álcool. Durante a amamentação está proibido consumir álcool. Mesmo que uma taça de vinho ou uma cerveja não cause maiores problemas, vai influenciar de alguma maneira na qualidade do leite que você dá ao bebe nas horas seguintes. Portanto, evite tomar bebidas alcoólicas.

Cafeína. Evite o consumo de cafeína, refrigerantes ou bebidas energéticas. Essas bebidas podem alterar significativamente o estado do sistema nervoso do seu bebê.

Chocolates e guloseimas. Reduza ao máximo o consumo de açúcar. Em vez, disso use substitutos naturais como o mel ou o adoçante. Se quiser matar a vontade de algum doce, faca isso antes das 2 da tarde.

E, por fim, preste atenção ao que você consome e à maneira como o bebê reage para poder reagir a tempo a uma possível alergia.