Manchas brancas na pele das crianças

Qualquer irregularidade na cor da pele dos filhos preocupa os pais. No entanto, é preciso saber distinguir aquelas que realmente representam um problema daquelas que não o são.
Manchas brancas na pele das crianças

Última atualização: 29 março, 2022

As manchas brancas na pele das crianças podem ter várias causas. Embora algumas sejam completamente inofensivas, outras podem ser prejudiciais ao seu bem-estar. Aqui vamos contar tudo o que você precisa saber sobre elas e como identificá-las.

É normal que você se preocupe se seu filho apresentar manchas brancas na pele. No entanto, nem todas as manchas brancas que aparecem na pele devem ser uma preocupação.

A seguir, ensinaremos você a diferenciar aquelas manchas que só representam um problema estético daquelas que devem ser tratadas imediatamente por um dermatologista. Claro, essas últimas são as que requerem um tratamento específico.

Manchas brancas que precisam de tratamento e cuidados

Certos pontos brancos na pele das crianças são um sinal de uma doença ou condição mais séria. As condições que estão frequentemente relacionadas a eles são:

Infecção por fungos

As manchas brancas na pele causadas por fungos geralmente apresentam relevo nas bordas e são de cor mais clara no centro. Isso as torna facilmente diagnosticáveis, mesmo por pessoas que não são especialistas.

Quando a pele é infectada por fungos, eles se espalham por toda a epiderme – a camada externa da pele. Nesse processo, eles podem fazer com que a pele perca gradativamente sua cor natural.

Manchas brancas na pele podem ter várias causas.

Caso você observe esse tipo de manchas na sua pele ou na pele do seu filho, é muito importante que você procure o médico e siga suas recomendações. Os fungos são muito contagiosos e, se não forem curados, irão se espalhar progressivamente pela pele. As regiões afetadas podem ser muito irritantes e provocar muita coceira.

Os fungos, assim como outros agentes, como vírus e bactérias, estão por toda parte. No entanto, é durante o verão que costumam ficar mais ativos.

Isso se deve ao fato de que crianças e adultos frequentemente andam descalços em locais públicos como piscinas ou chuveiros, além de emprestarem entre si toalhas, chinelos ou qualquer outro objeto de uso pessoal.

Felizmente, essas infecções costumam se resolver com o uso de cremes antifúngicos ou xampus, dependendo da área afetada. No entanto, é sempre aconselhável ir ao médico para obter um diagnóstico preciso e receber o tratamento adequado.

“As infecções por fungos na pele podem causar manchas brancas”

Vitiligo

O vitiligo é uma doença em que o próprio corpo ataca os melanócitos. Isto é, às células que dão cor à pele. Quando os melanócitos são destruídos, a área afetada fica completamente branca.

O vitiligo não coça nem tem bordas salientes como as manchas causadas por fungos, mas suas manchas são mais brancas do que qualquer outra doença da pele. Por isso, podem ser facilmente identificadas.

O tratamento dessa condição é muito complexo e requer acompanhamento médico contínuo. Em muitos casos não é possível obter remissão das manchas, porém, elas podem ser disfarçadas e ficar menos evidentes.

Psoríase

A psoríase é uma doença multifatorial que afeta até 3% da população mundial de acordo com alguns estudos. É uma patologia inflamatória que afeta a camada superficial da pele e causa descamação.

As manifestações clínicas em crianças são muito semelhantes às dos adultos. Nesse sentido, observa-se uma placa escamosa de cor branca ou vermelha, que gera coceira ou prurido. As placas estão mais frequentemente localizadas no couro cabeludo, no rosto, nos joelhos e nos cotovelos.

Por se tratar de uma doença crônica, o manejo da psoríase visa controlar os surtos. O médico especialista pode indicar o uso de cremes hidratantes ou loções com corticosteroides para reduzir a inflamação e a coceira. Também pode recomendar o uso de certos medicamentos orais.

Manchas brancas que não deveriam preocupar os adultos

Existem manchas brancas na pele das crianças que não devem preocupar os adultos. Elas desaparecem com o tempo ou permanecem para a vida, mas não representam nada mais do que a própria marca que formam na pele.

Manchas de nascença ou pintas brancas

As manchas de nascença e pintas não desaparecem nem são tratadas. Elas não coçam, não são sintomas de nenhuma patologia, nem se propagam na pele. Fazem parte, digamos, da identidade de cada um.

Pitiríase alba

A pitiríase alba é uma consequência da dermatite atópica ou da sensibilidade da pele às agressões ambientais. Assim como as manchas de nascença, elas não devem causar mais preocupação do que a estética.

Esse quadro cutâneo se manifesta com o aparecimento de manchas brancas – às vezes um pouco mais rosadas -, ovais ou redondas, de consistência escamosa e secas ao toque. Costumam aparecer no verão, quando os raios solares atacam muito mais a pele e as crianças ficam mais expostas.

Qualquer criança pode apresentar pitiríase alba, no entanto, a Associação Espanhola de Pediatria estabelece que é mais comum entre os 3 e os 16 anos. Apesar da ausência de um tratamento específico, as manchas desaparecem espontaneamente após alguns meses.

“A praia, durante as férias, é o cenário ideal para que a pele da criança fique morena e as manchas se tornem mais visíveis”

Cicatrizes

Arranhões, feridas ou picadas de mosquito podem ser a razão para o aparecimento de manchas brancas na pele. Muitas vezes as crianças se coçam sem perceber e provocam uma pústula que, ao sarar, torna-se uma mancha dessa cor.

Muitas delas não desaparecem com o tempo, porque quando a pele se reconstrói, ela simplesmente não permanece da mesma cor que o resto. Assim como as manchas de nascença, não devem preocupar os pais.

Menino passando protetor solar na praia.

Manchas brancas na pele das crianças, como evitá-las?

Embora algumas manchas brancas na pele não possam ser evitadas, há outras que podem se tomarmos certos cuidados. Portanto, vamos deixar a seguir algumas dicas que você deve ter em mente, principalmente no verão:

  • Certifique-se de que seu filho use protetor solar.
  • Não o deixe ficar exposto ao sol nas horas do meio-dia, quando a radiação é mais intensa. Nessas horas, procure se abrigar na sombra.
  • Faça a criança usar chapéu e óculos de sol.
  • Certifique-se de que ela use camisetas de malha fina que cubram seus braços.
  • Certifique-se de que ela sempre esteja hidratada, beba bastante água e coma frutas.

Não se esqueça de que cuidar da pele do seu filho é cuidar da saúde dele, por isso a prevenção é uma ferramenta fundamental. No longo prazo, ele vai agradecer.

Pode interessar a você...
Manchas e alterações na pele durante a gravidez
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Manchas e alterações na pele durante a gravidez

É normal que ocorram alterações na pele durante a gravidez por causa do aumento dos níveis hormonais. O que devemos saber sobre esse assunto?