8 conselhos para que os seus filhos lhe obedeçam

17 de abril de 2017

Conseguir que seus filhos lhe obedeçam é um desafio diário, mas quando alçar esse objetivo é a maior recompensa. As crianças são como pequenos computadores zerados no momento em que nascem, que com a ajuda dos pais vão arquivando diversos dados à medida que passa o tempo, por isso é preciso seguir todos os conselhos de “uso”.

É preciso que os indivíduos responsáveis pela criação dela sejam conscientes de que nenhuma criança nasce sabendo tudo o que é necessário. Nesse sentido, em cada fase ela vai adquirindo certa independência, liberdade, e  a capacidade para se desenvolver na sociedade.

Em vista disso, recomenda-se aos pais que orientem os filhos nesse processo, de modo a torná-los capazes de diferenciar o que é certo, ou o que é errado. Contudo, devido à dinâmica da vida de muitos casais, é provável que o tempo deles fique limitado para isso.

A dinâmica da vida diária às vezes não ajuda

Em muitos casos, os pais deixam de lado a tarefa de educar os filhos. Alternar a vida profissional com a pessoal, ou talvez ter que fazer várias atividades, levou os pais a deixarem em segundo plano a árdua tarefa de ensinar aos filhos certos padrões de comportamento, ou também quem sabe, os levou a orientá-los de forma equivocada.

mae-brigando-menino-500x334

É por isso que em muitas ocasiões as famílias lutam contra essa fase, em que os menores se tornam desobedientes por excelência.  A etapa seguinte é ver como ignoram as ordens, gritam, se fazem de surdos, ou simplesmente respondem de forma arrogante.

Como consequência as crianças podem chegar a se tornarem pessoas, nos quais é difícil identificar os comportamentos negativos, transformando-se em indivíduos vulneráveis a qualquer perigo ou, crescendo como pessoas irresponsáveis e desrespeitosas, pois são eles mesmos os que criam o seu próprio paradigma.

8 conselhos para que seus filhos obedeçam a você

Não existe um manual de procedimentos para a educação dos filhos, pois cada baixinho é diferente, contudo, podem ser encontradas algumas chaves que servem de guia para conseguir uma criação correta. Algumas dicas são as seguintes:

Estabelecer um sistema de normas e castigos

É importante que as crianças estejam conscientes de que seus comportamentos se orientam por um conjunto de regras. Dessa maneira, a criança deve saber se comportar conforme o lugar e o grupo de pessoas com que se encontre.

mae-repreendendo-o-seu-filho-500x282

Além disso é recomendável que você proporcione a elas a oportunidade de conhecer as consequências de suas atitudes, por exemplo, privá-las de algum elemento recreativo.

Dar-lhes instruções claras e precisas

É possível que as crianças ignorem as instruções porque não as compreendam. Portanto, o principal é que a instrução contenha com exatidão o pedido que você faz, se for preciso, mostre um exemplo de como queremos que façam as coisas.

Utilizar uma linguagem amena

Não é necessário estar irritado ou usar uma linguagem hostil para dar ordens, pois na maioria dos casos as crianças costumam responder da melhor maneira se for utilizada uma linguagem educada e agradável, já que são mais abertas a isso.

Procurar sempre estar no nível da criança

Recomenda-se evitar o máximo possível gritar com os seus filhos quando você estiver em outro cômodo da casa, ou dar as costas enquanto fala como eles. Nesse caso, é preferível que os pais tratem de estar no nível deles quando conversar com eles.

mae-e-filho

Uma boa opção é se agachar para estar na mesma altura deles, se sentar ao lado deles ou se inclinar na direção deles; dessa maneira essas atitudes criarão um espaço mais pessoal e facilitarão o entendimento.

 Utilizar técnicas comportamentais

Aproveitar as técnicas formuladas para modificar o comportamento é sempre válido. Por exemplo, adicionar estrelas por cada comportamento positivo e tirá-las quando apresentarem comportamentos negativos; de modo que quando o tempo estabelecido terminar, o resultado final será determinante na escolha da recompensa.

Não fique repetindo

Acostume os seus filhos ao fato de que as instruções são dadas duas vezes no máximo. Indicar a mesma coisa uma e outra vez as crianças, pode chegar a ser desgastante e até frustrante para os pais.

No momento seguinte eles se cansam ou se esquecem, ou pior ainda, os pais terminam fazendo eles mesmos o que pediram aos seus filhos. Repetir a ordem demasiadas vezes fará com que seus filhos não levem você a sério no momento de você dar uma instrução a eles.

Por isso, que é recomendável ensiná-los e acostumá-los ao castigo, se não responderem no momento de escutar o segundo pedido, ou se você estiver empregando alguma técnica, esse comportamento vai tirar pontos do desempenho dele.

Falar com os filhos

As crianças devem entender por que elas estão sendo castigadas; você conseguirá isso proibindo ou indicando que ela faça alguma tarefa. Dessa maneira, crescerão como indivíduos pensantes, capazes de identificar seus erros, ou de preveni-los.

Destaque os comportamentos positivos deles

É importante que as crianças saibam que assim como são castigadas, também o seu comportamento é destacado de forma positiva. Na maioria dos casos, um abraço ou um gesto de afeto traz melhores resultados do que outra coisa.

shutterstock_2118472121

Esses são apenas alguns passos simples que podem garantir aos pais a direção correta na disciplina transmitida aos seus filhos. No entanto é imperativo que você reconheça que nem tudo está escrito. Talvez você possa pesquisar um pouco mais sobre diversos estudos que também possam ajudar você.