A vida lhe sorri no dia em que você se torna mãe

17 de novembro de 2016

Ser mãe nos transforma em todos os sentidos por isso, quando este dia chega, cada mudança pode alterar nossa vida de diferentes formas; mas a satisfação é inadiável.

Apesar das mudanças hormonais que causam altos e baixos em nossas emoções é impossível pensar que a vida não nos sorri, porque estamos alcançando a plenitude espiritual.

É difícil determinar a sensação de ser mãe quando não experimentamos isso, mas o sentimento pode ser tão profundo que o próprio instinto materno pode promover uma emoção indescritível quando se pensa nessa pequena parte de você.

A vida nos sorri quando somos mães porque trouxemos vida, continuamos nossa própria existência, a prolongamos indefinidamente e nos convertemos nas responsáveis pelos herdeiros do mundo.

O desfrute de ser mãe

Dizem por aí que um doce não amarga a ninguém, é por isso que as mães desfrutam tanto de nosso papel. Cada experiência dos primeiros anos da vida de nosso pequeno raminho são infinitamente doces, alguns momentos são mais sérios e outros mais relaxados; passamos por certas angústias mas todas as etapas estão cheias de ternura.

Desfrutamos da maternidade porque alguém que nos ama, precisa de nós e não teme dizer ou demonstrar isso. O sorriso de nossos filhos se transformam em uma razão para viver, por isso nos nutrimos dela para tirar o melhor proveito desse amor incomparável.

Cada pequena vitória de nossos pequenos nos consolida como mães, pois nos demonstra que o estamos fazendo bem e nos motiva a nos esmerarmos para que tudo continue saindo bem.

Ainda que muitos destes triunfos possam acontecer sem intervenção, a sensação de que eles os completam é a razão porque adiante nos dará orgulho por nosso trabalho.

Do mesmo modo, as tarefas e cuidados que dedicamos aos filhos não precisam ser pagos e nunca nos cansam. As noites em claro, os medos, a rotina, as mudanças de nosso corpo e inclusive a perda de identidade; são meros ossos do ofício, que não devem incomodar a nenhuma mãe.

shutterstock_142358776-500x364

Sim, mas chegou o dia em que você se transformou em mãe

Quando a mulher nasce, vem preparada fisiologicamente para ser mãe; seus óvulos nascem com ela, crescem e amadurecem segundo sua evolução.

Infelizmente, nem todas nascem com a capacidade natural de conceber, mas isso não é limitante para que sejam mães de algum modo.

Em condições normais não deveria haver impedimentos para que uma mulher pudesse conceber quando quisesse e também quando não, mas nem todas estão emocionalmente preparadas para assumir este desafio de imprevisto.

Ainda quanto estivermos planejando ter um bebê e nos prepararmos conscientemente para ser mães e levar nossa gravidez, nunca deixa de ser um momento emocionante saber que o bebê já está a caminho.

Algumas mulheres inclusive mal acabam de planejar isso e a vida lhes sorri com a maternidade. Neste sentido, a transformação que se tornou inevitável nos permite começar a nos descobrir e nos conhecer melhor.

Apesar das dificuldades que uma mulher possa ter para aceitar sua gravidez sempre deve existir disponibilidade para deixar-se embargar pela emoção. É natural uma eventual negativa, mas nada que o próprio fruto do ventre não possa ajudá-la a mudar.

shutterstock_188112107

Com o coração aberto

A maternidade é uma etapa maravilhosa, que não termina e sim evolui. Quem é mãe o é para sempre, por isso devemos estar prontas para todas as mudanças que nossa vida vai experimentar; aproveite o momento e não se deixe abater, abra seu coração:

  • Uma mãe trabalha por amor e não por obrigação.
  • Quando você é mãe a vida lhe sorri.
  • Os filhos nem sempre vão ser como você quer que eles sejam.
  • Sua vida é motivada pelos seus filhos, mas sua pessoa é individual.
  • Se você os ama, deixe-os voar.
  • Seja os ouvidos, o abraço, o conselho e a alegria de seus filhos.
  • Sinta-se orgulhosa do que criou, mas deixe que o mundo os desfrute também.
  • Não julgue a si mesma, isso não é necessário!
  • Trabalhe para que seus filhos se lembrem de você com admiração e não com medo.
  • Uma mãe sempre sabe, mas escutar não faz mal.

Podemos perceber que para uma mãe é mais simples falar sobre seus filhos e se encher de amor quando se trata de algo seu, mas não se escuta com frequência os filhos expressarem seu amor por suas mães.

Não é por isso que deve pensar que o amor não é mútuo, pense em toda a confiança que lhe deram, lhe confiaram suas vidas, alimentação, sonhos, seus primeiros passos, seus medos e demonstraram que precisam profundamente de você. Quem mais lhe ama, lhe diz mamãe e reconhece sua voz e seu cheiro, mesmo que o tempo passe.