Conheça cinco soluções naturais para adiantar o parto

· 18 de fevereiro de 2019
Por diversos motivos muitas mulheres buscam maneiras de fazer com que o nascimento do bebê seja de maneira natural. Se você está ansiosa pela chegada do seu bebê, pode pensar em utilizar alguma das opções desta lista de soluções naturais para adiantar o parto.

As soluções naturais para adiantar o parto são muito populares entre as futuras mamães. A vontade de conhecer o bebê faz com que as mulheres lancem mão desse tipo de recurso para adiantar esse momento tão especial.

Alguns desses suplementos não devem ser utilizados antes da 36ª semana de gravidez para assegurar que não estimulem, acidentalmente, o trabalho de parto prematuro.

Além disso, não há provas concretas de que a maioria desses métodos funcione. Por isso, sempre é bom conversar previamente com o médico para confirmar sua segurança.

Você deve levar em consideração que qualquer tipo de indução da gestante ao trabalho de parto pode aumentar o risco de parto por cesárea e qualquer outro tipo de intervenção de urgência. Seja cautelosa e precavida ao utilizar esse tipo de método, caso você decida fazer uso dele.

Cinco soluções naturais para adiantar o parto

Esta é uma lista das cinco soluções naturais mais conhecidas para adiantar o nascimento do bebê:

1. Chá de folhas de framboesa

O chá de folhas de framboesa é a primeira alternativa dessa lista de soluções naturais para adiantar o parto. Seu consumo ajuda a equilibrar os níveis hormonais e tonificar o útero, já que esse chá é rico em vitaminas A, B, C e E. Além disso, contém minerais importantes como magnésio, potássio e cálcio.

O chá de folhas de framboesa encurta a duração do trabalho de parto e pode reduzir a necessidade de intervenções médicas. Recomendamos que você tome de 3 a 4 xícaras de chá de folhas de framboesa por dia no terceiro trimestre de gravidez.

gestante tomando chá

2. Óleo de onagra

O óleo de onagra é recomendado para as pacientes gestantes que já passaram a data estimada para o parto ou que tenham experimentado rompimento da bolsa durante a gestação anterior.

Trata-se de um óleo muito rico em ácido linolênico, que ajuda o colo do útero a relaxar e se soltar nas últimas semanas antes do parto. Consequentemente, favorece a produção de prostaglandinas.

Pode ser consumido em cápsulas por via oral ou cápsulas introduzidas diretamente na vagina. Desse modo, certificamo-nos de que elas fiquem perto do colo do útero.

“Aprenda a respeitar o sagrado momento de um nascimento. Algo tão frágil, tão fugaz e tão elusivo quanto o amanhecer”

-Frederick Leboyer-

3. Óleo de rícino

O óleo de rícino é a ferramenta de indução natural clássica. Esse método deve ser utilizado com precaução e apenas com a aprovação médica. Ele faz com que os intestinos comecem a se contrair, o que pode estimular o útero a se contrair também.

No entanto, você deve saber que as contrações intestinais causam diarreia. Ela pode ser incômoda, no melhor dos casos, e causar desidratação, no pior dos cenários.

Portanto, se você lançar mão desse método, certifique-se de beber muita água de coco para manter a hidratação e os níveis saudáveis de eletrólitos. Considerando que o óleo de rícino não tem um sabor agradável, você pode colocar uma colher de chá em um shake ou em um copo de suco de laranja.

4. Abacaxi

O abacaxi contém a enzima bromelina, que promove a dilatação cervical. Consequentemente, favorece o início do trabalho de parto. Você deve saber que contém apenas quantidades muito pequenas dessa enzima com ação proteolítica.

No entanto, comer grandes quantidades de abacaxi pode estimular o intestino e, como acontece com o óleo de rícino, aumentar a atividade uterina. Recomendamos que você consuma um abacaxi fresco, já que a bromelina é destruída quando o abacaxi é enlatado ou processado na forma de suco.

adiantar o parto

5. Caminhar

A última das soluções naturais é caminhar. Além de ser um excelente treino de baixo impacto para as futuras mamães em geral, ajuda a fazer com que o bebê desça até o colo do útero no final da gestação.

Além disso, caminhar estimula a liberação de oxitocina, o hormônio que ajuda a desencadear e regular as contrações.

Por isso, muitas mães que se aproximam ou estão na data do parto talvez desejem aumentar suas caminhadas para ajudar a impulsionar o trabalho de parto de forma natural.

Por fim, lembramos que antes de experimentar essas soluções naturais para adiantar o parto, você deve falar com o seu médico para analisar qualquer risco ou possível complicação.

Na maioria dos casos, é melhor deixar o bebê estabelecer sua própria data de nascimento, mesmo se isso implique esperar uma ou duas semanas a mais. Em poucas horas ele chegará para iluminar a sua vida!

  • Dresang, L. T., & Yonke, N. (2015). Management of spontaneous vaginal delivery. American Family Physician. https://doi.org/d12023 [pii]