Dicas para ajudar seus filhos a enfrentar a quarentena

20 de maio de 2020
O período de confinamento pode ser difícil para as crianças, tanto no aspecto físico como no emocional. Mas existem certas orientações que podemos seguir para torná-lo mais suportável.

Diante da situação atual e das incertezas em relação à propagação da COVID-19, podemos ter que manter por algum tempo as medidas de distanciamento social. É uma situação complicada que pode nos afetar em vários níveis, mas nós, como adultos, temos mais ferramentas para lidar com isso do que as crianças. Por esse motivo, queremos compartilhar algumas dicas para ajudar seus filhos a enfrentar a quarentena.

Para as crianças pequenas, essa é uma situação nova e incomum que pode provocar um grande medo, principalmente se elas não entenderem bem o que está acontecendo ou se não receberem suporte emocional da família. Nesse caso, elas podem se sentir confusas, oprimidas, entediadas e sobrecarregas pela impossibilidade de sair de casa. No entanto, existem algumas medidas que podemos tomar para fazer com que esses dias se tornem mais agradáveis para elas.

Dicas para ajudar seus filhos a enfrentar a quarentena

1. Cuidar da higiene

Por não poder sair de casa, pode ser tentador ficar de pijama o dia todo e se descuidar de alguns aspectos básicos de higiene. No entanto, essas pequenas ações têm um impacto no nosso bem-estar emocional. Por esse motivo, todos os dias, depois do café da manhã, incentive seus filhos a escovar os dentes, pentear os cabelos e trocar de roupa.

Não há necessidade de usar uma roupa elegante ou formal, eles podem colocar uma roupa confortável para ficar em casa. Entretanto, certifique-se de troquem de roupa para começar o dia. Da mesma forma, é importante que continuem arrumando a cama todas as manhãs e mantenham o quarto organizado. Um espaço limpo e arrumado vai ajudar a manter um estado mental mais tranquilo e, também, contribui para promover a concentração.

Dicas para ajudar seus filhos a enfrentar a quarentena: higiene

Da mesma maneira, e mesmo que não forem sair de casa, as crianças precisam tomar banho e lavar o cabelo com a mesma frequência de antes. Não ter o cuidado necessário com o nosso corpo e o ambiente ao nosso redor vai causar um mal-estar interno mais cedo ou mais tarde.

Além disso, também é importante cuidar da higiene mental dos pequenos. Procure não deixar que o vírus seja o único assunto de conversa em casa e, quando for abordado, tente sempre oferecer uma perspectiva positiva. Estimular o medo nas crianças será contraproducente.

2. Rotinas equilibradas para ajudar seus filhos a enfrentar a quarentena

Seguir uma rotina é realmente benéfico para as crianças, pois proporciona estrutura e segurança no dia a dia delas. Portanto, é necessário elaborar um cronograma com atividades que elas possam realizar durante esse período de confinamento.

As manhãs podem ser dedicas à realização de atividades escolares e as tardes, ao lazer. No entanto, também deve haver um momento específico para as atividades físicas, pois as crianças precisam se mexer. Considerando as evidentes limitações, vamos ter que usar a criatividade e os recursos tecnológicos para atingir esse objetivo.

Na internet, podemos encontrar várias rotinas de exercícios para crianças, além de coreografias que podem ser aprendidas e ensaiadas com elas. Os vídeo games também podem nos ajudar nessa missão, pois muitos deles permitem a opção de brincar com jogos que exigem movimento.

Do mesmo modo, certamente será muito benéfico para os pequenos um momento em que possam respirar ar puro e ficar expostos à luz do sol durante algumas horas. Quem não tiver nenhum espaço ao ar livre em casa pode recorrer a atividades tranquilas, como ler ou desenhar, perto de janelas e em varandas.

Dicas para ajudar seus filhos a enfrentar a quarentena: exercícios

Por outro lado, para reduzir os níveis de ansiedade ou nervosismo que as crianças possam estar sentindo, é recomendável fazer alguns exercícios de relaxamento ou meditação. Existem versões adaptadas para elas que podem fazer toda a diferença em seu bem-estar.

3. Tempo sozinho

Por fim, devemos lembrar que, embora seja um presente poder passar tanto tempo em família, todos nós precisamos de momentos de solidão. Passar todas as horas do dia juntos intensifica a sensação de irritação e mal-estar que todos podemos sentir nessas condições. Por isso, proporcione aos seus filhos momentos em que eles possam aproveitar seu próprio tempo e espaço sozinhos.

Dê algumas ideias para eles, como brincar no quarto, ler uma história com tranquilidade ou desenvolver novas habilidades divertidas e enriquecedoras. Outras boas opções podem ser aprender a fazer lettering ou origami.

Em resumo, tente proporcionar aos seus filhos dias organizados, variados e equilibrados. Permita que eles cuidem do corpo e ocupem a mente, assim conseguirão encontrar momentos tanto para o dever como para o lazer. Tente manter um ambiente tranquilo e positivo na sua casa e, acima de tudo, lembre-se de que isso vai passar.