Como ensinar uma criança a ter responsabilidade

· 2 de novembro de 2016

Se você sempre se questiona sobre a infância que proporciona ao seu filho ou se preocupa em ensiná-lo a ter responsabilidade, a primeira coisa que deve saber é que não existem fórmulas mágicas, nem vidas perfeitas. O que podemos fazer é tentar fazer com que os pequenos cresçam em um ambiente que predomine o amor, o respeito e os bons hábitos. Essas ferramentas serão as melhores aliadas para estabelecer as bases e os princípios de suas vidas.

É preciso ter em mente que cada criança nasce com sua própria personalidade a qual os pais moldam positiva ou negativamente por meio de suas ações.

Essa é a razão pela qual devemos ser um bom exemplo de pessoa, pois sempre seremos o modelo a seguir para nossos filhos e também seremos para muitas crianças, inclusive, seus ídolos e seus super-heróis.

Geralmente, uma criança não se torna irresponsável da noite para o dia. Se ela possui uma supervisão, hábitos e uma vida organizada, é muito pouco provável que ela se torne irresponsável. Por outro lado, se ela não possui rotina e o que se vê é desordem em seu lar e desastres na vida de seus pais é muito provável que a criança comece a ter problemas não só em relação à responsabilidade, mas também em diversos aspectos de sua vida, como a concentração, o autocontrole e a maneira como se relaciona com o mundo.

responsabilidade-1

O que é a responsabilidade?

A responsabilidade é um valor que permite orientar nosso comportamento corretamente considerando as consequências de nossas ações. É esse valor que nos permite viver em comunidade respeitando e cumprindo com o que foi acordado com todas as pessoas que estão à nossa volta.

Nesse sentido, é imprescindível procurar ajudar nossos filhos a serem crianças responsáveis para que assim sejam capazes de conquistar um bom desenvolvimento em sua vida, seja cumprindo com seus compromissos escolares, com as tarefas estabelecidas em casa ou atingir um bom comportamento no geral.

5 conselhos para que seu filho não se torne irresponsável

Em seguida, daremos algumas recomendações para ajudar a desenvolver o princípio da responsabilidade, sem que isso seja uma tarefa muito difícil:

  • Criar hábitos é uma prática que devemos seguir desde o primeiro dia da vida de qualquer criança, pois isso ajudará tanto os pais como os filhos a ter uma rotina à qual todos irão se acostumar no ambiente familiar. Assim, chegará o momento no qual não haverá mais questionamentos sobre as tarefas de cada um na família. Por exemplo: ao se levantar, será preciso escovar os dentes, sentar-se para tomar café-da-manhã e se vestir para ir à escola. Quando voltar, será o momento de tomar banho, almoçar e tirar uma soneca.
responsabilidade-3

  • Caso o nível de concentração da criança não seja elevado ela aprende a trabalhar por meio de objetivos. Exemplo: é preferível estabelecer com alguma precisão a hora das atividades. “Agora é hora de fazer o desenho da aula de ciências e quando terminar você deve estudar matemática”.
  • Explicar ações e consequências: devemos separar um minuto e explicar aos nossos filhos o motivo de cada tarefa para que eles consigam compreender que colhemos somente os frutos que semeamos. Sempre escolha dizer frases como: você deve ir à escola para que não fique atrasado nas matérias e consiga passar de ano com boas notas.
  • Usar sua vida como exemplo para seu filho: é uma forma de modelar nossos filhos e fazê-los compreender nossos valores; como responsabilidade, ética e compromisso. Sempre aproveite cada oportunidade para demonstrá-los.
  • Estabelecer tarefas de acordo com a idade: sempre exija algumas responsabilidades de seu filho. Começando pelas responsabilidades domésticas, peça para a criança arrumar a própria cama ou ajudar a regar as plantas. Vá mudando ou aumentando as tarefas de acordo com a idade da mesma, mas sempre supervisione caso ela precise de ajuda.

A responsabilidade é um valor sempre presente em nossas vidas, por isso é essencial no desenvolvimento de qualquer criança. Baseando-nos no princípio da responsabilidade, entregamos aos pequenos as chaves para o sucesso. A melhor forma de cooperar com o futuro deles é buscar oferecer uma vida digna, cheia de amor e de princípios. Não se questione constantemente por cada erro cometido, siga em frente, aprenda a viver ensinando e transforme suas fraquezas em fortalezas.