Quando ir a um especialista em fertilidade?

5 de agosto de 2018

Se você e seu parceiro têm pelo menos um ano de relações sexuais sem o uso de contraceptivos e ainda não conseguiram conceber uma criança, então é hora de ir para um especialista em fertilidade. Essa, aparentemente, é a regra geral.

Não é tão simples como se pensa. Nas melhores condições físicas em um casal saudável e jovem com menos de 30 anos de idade, as chances estão em um ciclo entre 20% e 25%. Se a mulher tem mais de 40, baixam para 5%. Pode acontecer sem procurar ou sem estar à espera, sem problemas, isto explica o guia da Fertilidade na Espanha 2013.

Contudo, é necessário que os casais com desejo reprodutivo saibam que 85% da população em geral concebe no primeiro ano, com relações sexuais regulares e em ausência de medidas contraceptivas.

Metade da porcentagem que não engravida durante esse primeiro ano o fará no segundo ano. A quantidade restante é considerada entre a categoria de infertilidade.

No entanto, a fertilidade no ser humano é de aproximadamente 20% a 30% por mês, ou seja, no primeiro mês mantendo relações sexuais sem proteção apenas entre 20 e 30% dos casais conseguem engravidar.

Um casal heterossexual onde ela não atingiu os 35 deve consultar um especialista se não engravidar após um ano de relações sem usar contracepção. Se a mulher tiver mais de 35, depois de apenas seis meses de tentativas, uma vez que o relógio biológico começa a correr contra.

” Para uma ótima eficiência reprodutiva recomenda-se manter relações sexuais a cada 2 ou 3 dias, sem programá-las com a ovulação devido ao stress que isso produz.

Associação Espanhola da Fertilidade- “

Rever alguns conceitos definidos pela  Associação Espanhola da Fertilidade vai nos ajudar a esclarecer algumas dúvidas:

  • Fertilidade: Capacidade para conseguir engravidar após um ano de exposição regular a relação sexual.
  • Esterilidade: incapacidade do casal para conseguir uma gravidez após um ano de exposição regular a relação sexual.
  • Subfertilidade: capacidade de engravidar sem ajuda médica, mas em um período superior a um ano.

Se de fato já se passou mais de um ano desde que começou a tentar engravidar, especialmente se você e seu parceiro têm mais de 35 anos de idade e ainda não aconteceu, então é necessário ir ao médico.

Não tenha medo, o especialista em infertilidade é um médico que realizou uma pós-graduação em ginecologia – obstetrícia e depois a pós-graduação em infertilidade e reprodução.

Este médico trabalha com uma equipe multidisciplinar de urologistas, biólogos, psicólogos e endocrinologistas para ajudar você a conceber.

Aqui estão alguns pontos:

  • Se o casal tem tido relações sexuais durante um ano sem usar qualquer método de contracepção e não tem conseguido conceber.
  • Deve-se considerar a idade do casal já que a taxa de gravidez na população em geral começa a declinar por volta de 35 anos e é acentuada significativamente aos 40 anos.
  • Se a mulher tem antecedentes de cirurgia pélvica, trompas, útero e ovários, apêndice, etc… deve ir pela ausência de gravidez após 6 meses .
  • Quando há irregularidades menstruais ou quando a mulher apresenta menstruação apenas a cada 2 ou três meses.
  • Se a mulher tem realizado ligadura de trompas e mudou posteriormente  de estado civil ou por outras razões quer ter uma outra gravidez.
  • Aqueles homens que têm uma história de ter nascido sem testículos na bolsa escrotal ou se realizou cirurgia para corrigir passados os três anos de idade.
  • Os homens que não têm ejaculação (saída de líquido seminal durante a relação sexual).
  • Quando tanto homens quanto mulheres não conseguiram gerar com um parceiro anterior.
  • Se o homem não pode ejacular por causa de uma deficiência física (por exemplo, paraplégico).
  • Os homens que se submeteram à cirurgia de tumor ou torção testicular, antecedentes de inflamação testicular entre as quais estão o pós-traumático, pós-parotidite (caxumba) e outros.

Não desanime

O estresse pode ser um fator que dificulte a concepção. Tire férias com seu parceiro, isso os relaxará. Lembre-se que a frustração e angústia por não conseguir a aguardada paternidade abre a porta para problemas emocionais que levam ao bloqueio, desespero e estresse.

Há sempre alternativas. Atualmente, existem vários métodos para ajudá-la a ficar grávida. Quando decidirem ir a um especialista, com certeza irão praticar alguns testes necessários para detectar os fatores que estão influenciando negativamente na obtenção de uma gravidez.

Assim, dependendo dos resultados dos testes serão informadas as escolhas que vocês têm para conceber e, se necessário, lhes aconselharão a técnica de reprodução assistida que melhor se adapte ao seu caso.