Quem mais sofre com a notícia de uma cesárea inesperada?

30 de julho de 2017

As possíveis complicações durante o parto são algo muito preocupante para toda a família. Durante esse processo, a notícia de uma cesárea inesperada, pode ser motivo para muito estresse. As causas de uma cesárea não planejada geralmente não são boas, mas quem é que mais sofre diante dessa notícia?

Podemos achar que ninguém mais do que uma mãe pode se preocupar demais em saber que algo não vai bem. No entanto, o desconhecimento do que acontece na sala de parto é motivo de preocupação para todos. Nesses momentos, o pai pode ficar com a pior parte porque seu medo ficou abafado durante toda a gestação.

Por mais que uma mãe mostre preocupação diante das circunstâncias, ela sabe o que sente e entende muito melhor o processo pelo qual passa. No caso da família, o desconhecimento real do que acontece dentro da sala de parto pode provocar grande ansiedade. Vamos imaginar nosso cônjuge tendo que lidar com uma má notícia no momento do parto, com certeza seria uma situação assustadora.

Uma cesárea inesperada: a reação do papai

Os homens se defendem bem nesses casos ou não? Geralmente, é o próprio corpo deles que avisa. Vimos casos de desmaio, de histeria, choro, euforia, nunca sabemos como vão reagir nesses casos.

Embora seja cada vez menor, na maioria dos casos, as mulheres procuram o hospital junto ao seu cônjuge para dar à luz. Mas grande parte das salas de espera também ficam cheias de familiares que esperam pelo novo bebê.

No momento do parto toda a atenção se concentra na mãe e no filho, mas o que sente o papai? Nos aproximamos para perguntar como as coisas estão indo, ou nos preocupamos com a reação que ele vai ter. De qualquer forma eles poderiam se preocupar, mesmo quando tudo vai bem. Nesse caso em particular, pelo o que já sabemos, está claro qual é o sexo mais forte nesses casos.

Como a família recebe a notícia de uma cesárea inesperada?

Ninguém deixa de ficar profundamente estressado quando sabe que os médicos devem agir de emergência em um parto. A cesárea não é tão ruim até que se torne um caso de emergência, porque os motivos para o recurso a esse procedimento geram preocupação.

Embora saibamos que se trata de uma medida para salvar o bebê e/ou a mãe, isso não deixa de nos dar medo. A mamãe sofre, o papai também, talvez o bebê sofra, e é inclusive um sofrimento familiar.

Com certeza, a avó materna é uma das mais afetadas, porque sua filha e seu neto estão em perigo. Mesmo sabendo disso, nosso foco não são elas, as avós sofrem em silêncio como a maioria dos outros familiares. Nessas horas, é muito importante a união familiar, porque as más notícias devem ser recebidas por todos, juntos.

Nem sempre as cesáreas de emergência indicam que não haverá bons resultados. Às vezes, se faz esse procedimento para apressar o nascimento porque o bebê está sofrendo, ou é impossível que a mãe tenha uma dilatação adequada. Entrar em pânico não é uma opção nesse momento, deve predominar a força para agir, e estar à disposição diante de qualquer situação.

No caso de uma cesárea programada os riscos poderão ser os mesmos, mas não sentimos o procedimento da mesma forma. Estar em um hospital é sempre motivo de preocupação, exceto quando se trata do nascimento de uma criança. É por isso que é importante que as energias positivas que carregamos prevaleçam, mesmo diante de notícias inesperadas.

Por outro lado, os homens são mais medrosos em relação às coisas de hospital. Só de verem uma agulha eles perdem toda sua masculinidade. É por isso que muitos pais perdem suas forças quando estão diante das complicações do parto de suas esposas, e isso é totalmente compreensível. Embora seja difícil acreditar nisso, eles também choram, sofrem, e caem de joelhos.

Minutos que são eternos

Basta que tudo se complique para deixarmos de lado a tranquilidade. É fato que nenhum especialista médico vai acabar com o nosso nervosismo. Pelo contrário, basta saber que entramos em uma sala de emergência para que o nosso batimento cardíaco se acelere. Não saber qual dos dois corre perigo, e a desinformação sobre o seu estágio aumenta o tempo de forma inevitável.

O tempo que transcorre depois de tomar conhecimento dessa notícia pode parecer eterno. Ainda que, na verdade, já tenhamos esperado anteriormente pelo desenrolar da situação, nossa perspectiva muda radicalmente. Por que fazer uma cesárea de emergência? Qual é o próximo passo? Que má notícia vão me trazer?

Atravessamos esses minutos tortuosos geralmente com paciência, mas nem sempre isso acontece. Sabemos que há motivos para ser mandado para a emergência, então, talvez, não nos disseram toda a real situação. É normal ficarmos ansiosos demais, algo que nem sempre é recompensado imediatamente. As boas notícias não demoram a chegar para muitos, mas outros devem aguentar situações piores.

Imagem principal cortesia © wikiHow.com