Como o treinamento musical influencia a memória e a atenção das crianças

O treinamento musical pode melhorar o funcionamento executivo das crianças e ter benefícios para a aprendizagem. Esses benefícios podem durar a vida toda.
Como o treinamento musical influencia a memória e a atenção das crianças

Última atualização: 24 Fevereiro, 2021

Muitos pais se preocupam que os seus filhos tenham uma formação musical. O motivo tem a ver com os grandes benefícios atribuídos ao ato de aprender a tocar um instrumento. Nesse sentido, um dos benefícios mais interessantes do treinamento musical para crianças está relacionado ao desenvolvimento da memória e da atenção.

Durante vários anos, muitos estudos científicos encontraram evidências de que o treinamento musical tem grandes benefícios para o cérebro das crianças e os seus processos mentais. Isso faz dessa atividade artística uma opção que deve ser considerada durante a infância como um complemento à formação acadêmica.

O treinamento musical e a melhora da atenção e da memória de trabalho

Um estudo de 2020 publicado na revista Frontiers in Neuroscience descobriu que o treinamento musical pode melhorar a atenção e a memória de trabalho em crianças. Além disso, de acordo com esse estudo, os benefícios cognitivos desse treinamento podem durar a vida toda.

o treinamento musical

O trabalho citado descobriu que as crianças com treinamento musical tinham uma maior ativação nas áreas de controle cognitivo dos seus cérebros. Além disso, os pesquisadores descobriram que as crianças com esse treinamento tinham um melhor desempenho em tarefas de memória auditiva e visual do que aquelas sem formação musical.

De acordo com esse estudo, a participação ativa na formação musical durante a infância pode ter inúmeros benefícios para as funções executivas. Esses benefícios estão relacionados à memória de trabalho e à aprendizagem socioemocional. Adicionalmente, também foi descoberto que o treinamento musical pode trazer benefícios para alunos que têm dificuldades de desenvolvimento ou de aprendizagem.

Por outro lado, um ponto muito interessante que esse estudo enfatiza é que, embora os principais benefícios para o desenvolvimento ocorram quando a formação musical começa desde bem cedo, na verdade, nunca é tarde demais para aprender música. Isso ocorre porque, de qualquer forma, a formação musical trará benefícios em termos de atenção e memória de trabalho.

É importante destacar que um estudo anterior, publicado em 2019 na revista Heliyon já havia descoberto que o treinamento musical melhora a capacidade de se desconectar das distrações. Além disso, de acordo com esse trabalho, quanto mais treinamento, melhor o controle.

De fato, os pesquisadores apontam que esse treinamento produz melhoras duradouras no mecanismo cognitivo que ajudam as pessoas a ficarem mais atentas e menos propensas a se distraírem com estímulos irrelevantes durante a execução de tarefas exigentes.

Treinamento musical e desenvolvimento cognitivo

Existem muitas pesquisas sobre os benefícios da formação musical, não só em crianças, mas também em adultos. Por exemplo, a revista Frontiers in Neuroscience já havia publicado em 2014 um estudo sobre a forma como o treinamento musical afeta o desenvolvimento cognitivo.

Nele já foi demonstrado que o treinamento musical durante a infância não apenas melhora muitas funções cognitivas, como também é acompanhado por mudanças neuroplásticas na estrutura e na função do cérebro.

Além disso, os pesquisadores destacaram que, embora essa influência pareça ser fortemente potencializada quando o treinamento musical ocorre durante períodos sensíveis, na verdade, a plasticidade cerebral induzida pela música também ocorre em adolescentes e até mesmo em adultos.

No entanto, a primeira evidência de que a formação musical afeta o desenvolvimento do cérebro em crianças pequenas foi publicada em 2006, na revista Brain.

Já naquela época, pesquisadores da Universidade de Oxford descobriram que as crianças pequenas que faziam aulas de música apresentavam um desenvolvimento cerebral diferente e uma melhor memória ao longo de um ano em comparação com as crianças que não recebiam treinamento musical.

Outro estudo de 2016 descobriu que o treinamento musical cria novas conexões cerebrais nas crianças. Essa pesquisa descobriu que as aulas de música aumentam as conexões das fibras cerebrais em crianças. Além disso, também foi descoberto que o treinamento musical pode ser útil para o tratamento do autismo e do transtorno de déficit de atenção com hiperatividade (TDAH).

o treinamento musical

A música deixa as crianças mais inteligentes?

Uma revisão das descobertas científicas mais relevantes sobre a educação musical durante a infância pode nos levar à seguinte pergunta: a música deixa as crianças mais inteligentes? Na verdade, não necessariamente.

Pelo menos, essa é a conclusão de uma pesquisa de 2020 publicada em Memory & Cognition, que aponta que o treinamento musical pode não deixar as crianças mais inteligentes. Os pesquisadores descobriram que o treinamento musical não teve um impacto positivo nas habilidades cognitivas das crianças. Ou seja, ele não influencia a memória ou o desempenho acadêmico, nem disciplinas como matemática, leitura ou escrita.

Em conclusão, podemos recomendar que, caso os pais queiram que os seus filhos estudem música, isso deve ser feito pelo prazer envolvido em tocar um instrumento e pelas oportunidades que oferece para potencializar as experiências de vida. A música é maravilhosa por si só.

Pode interessar a você...
Como escolher o melhor instrumento musical para o meu filho?
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Como escolher o melhor instrumento musical para o meu filho?

Embora possamos ajudar os nossos filhos a escolher o seu primeiro instrumento musical, a decisão final, na verdade, deve ser deles mesmos.



  • Kausel, L., Zamorano, F., Billeke, P., Sutherland, M., Larrain-Valenzuela, J., & Stecher, X. et al. (2020). Neural Dynamics of Improved Bimodal Attention and Working Memory in Musically Trained Children. Frontiers In Neuroscience14. doi: 10.3389/fnins.2020.554731
  • Medina, D., & Barraza, P. (2019). Efficiency of attentional networks in musicians and non-musicians. Heliyon5(3), e01315. doi: 10.1016/j.heliyon.2019.e01315
  • Miendlarzewska, E., & Trost, W. (2014). How musical training affects cognitive development: rhythm, reward and other modulating variables. Frontiers In Neuroscience7. doi: 10.3389/fnins.2013.00279
  • Oxford University Press. (2006). First Evidence That Musical Training Affects Brain Development In Young Children. ScienceDaily. Disponible en: www.sciencedaily.com/releases/2006/09/060920093024.htm
  • Radiological Society of North America. (2016). Musical training creates new brain connections in children. ScienceDaily. Disponible en www.sciencedaily.com/releases/2016/11/161121180403.htm
  • Sala, G., & Gobet, F. (2020). Cognitive and academic benefits of music training with children: A multilevel meta-analysis. Memory & Cognition. doi: 10.3758/s13421-020-01060-2