Os benefícios da brincadeira criativa nas crianças

· 26 de novembro de 2018
Uma estrutura tradicional em que a criança não pode ter a iniciativa no jogo não será a melhor forma para que atinja seu potencial máximo ou consiga realmente aprender através da interação direta com o ambiente.

Encorajar as crianças a brincar é uma forma de potencializar sua aprendizagem e seu desenvolvimento. Veja os benefícios da brincadeira criativa nas crianças.

Se as crianças brincassem durante toda a infância, estariam prontas para a vida e teriam melhores habilidades básicas para lidar com isso.

Mas, é claro, essa brincadeira não é ficar diante de uma tela ou seguir instruções dadas por outros, a brincadeira criativa é a melhor maneira de preparar as crianças para o sucesso.

Acima de tudo, é essencial para que elas mesmas possam aumentar sua autoestima e bem-estar emocional.

A ansiedade dos pais para que as crianças aprendam o conteúdo acadêmico antes do tempo pode fazer com que deixem de lado um tempo muito necessário para as brincadeiras.

Os pais devem aprender a superar esses obstáculos e medos, permitindo que as crianças tenham um desenvolvimento natural, confiando em suas possibilidades e habilidades.

As crianças são biologicamente projetadas para serem curiosas, de modo que a brincadeira criativa deve ser algo adicionado à sua agenda diária.

Inclusive, deverá ser a atividade mais importante para realizar diariamente. Ainda mais importante do que as atividades acadêmicas. As crianças devem ter tempo para serem crianças, para brincar e aproveitar sua realidade.

brincadeira criativa

A importância e os benefícios da brincadeira criativa

Desde o nascimento, as crianças querem saber e entender tudo ao seu redor. Além disso, elas sempre querem ser bem-sucedidas. Por isso, elas adoram ser as primeiras em tudo.

Elas desafiam a si mesmas constantemente para poder conseguir e aprender melhor qualquer coisa, ainda que seja baseado em tentativa e erro. Esse aprendizado é realizado através de um processo biológico que chamamos de “brincar”.

Existe uma grande quantidade de pesquisas que apoiam os efeitos positivos da brincadeira criativa. Estudos que vinculam a brincadeira criativa com um melhor desenvolvimento da linguagem, do físico, do nível cognitivo e do desenvolvimento social.

Os pais devem levar em conta a importância da brincadeira criativa para que as crianças se desenvolvam com sucesso, deixando para trás as brincadeiras mais sedentárias, como os jogos diante das telas.

A brincadeira autodirigida

A forma mais eficaz de brincar, em termos de crescimento e aprendizagem, é por iniciativa própria, a brincadeira autodirigida. Ou seja, a brincadeira criativa na qual a criança é a protagonista do que está fazendo e pode escolher suas próprias regras e formas de jogar.

Podemos começar a brincadeira com as crianças para lhes dar uma pequena orientação. Mas, depois, devemos sair da brincadeira para encorajar que façam suas próprias regras.

Por exemplo, uma criança de dois anos consegue construir uma torre de blocos. Mas precisará de orientação e motivação de um adulto para sentir interesse e alegria pela criação e aprendizagem.

Uma vez que consiga isso, é o momento de sair da brincadeira progressivamente. Dessa forma, o pequeno sentirá o prazer e a satisfação de criar sua própria brincadeira, ainda que seja sob os olhos atentos de seus pais.

brincadeira criativa

Quando a brincadeira, por outro lado, é excessivamente guiada por outros (como os adultos), a criança terá muita dependência de avaliação. Isso provocará uma grande falta de autoconfiança e uma perda de interesse para fazer coisas sozinha.

É necessário evitar que a criança dependa constantemente da avaliação do adulto ou que baseie seu sucesso nas expectativas dos pais. Isso porque, se isso acontecer, poderá perder o contato com o que realmente lhe interessa.

São muitos os benefícios da brincadeira criativa, como vimos ao longo deste artigo.

Em resumo, podemos citar: aumento da criatividade, potencialização da imaginação, desenvolvimento de áreas de interesse, melhoria da linguagem, comunicação, memória, concentração, melhor coordenação e habilidades motoras, desenvolvimento cognitivo, social, emocional, etc.