Como ensinar seu filho a assumir os erros?

19 de julho de 2018
Se para, nós, adultos, que conseguimos diferenciar entre o bem e o mal, é difícil assumir nossos erros, imagine o quão difícil pode ser para seu pequeno. Mas, não se preocupe, vamos mostrar a você como ensinar seu filho a assumir os erros à medida que cresce.

Assumir os erros não será fácil para as crianças. Mas parte de desenvolver a capacidade de reconhecimento e aceitação dos equívocos está ligada à integridade humana.

Se seu filho sabe aceitar que não agiu bem, será uma pessoa mais responsável com cada uma de suas ações e aprenderá que se agir mal, pode afetar as pessoas ao seu redor.

Reconhecer que agimos mal ou falhamos não é tão simples quanto parece. Às vezes, nos negamos a fazer isso por vergonha ou orgulho. De qualquer forma, isso não é bom.

Errar e assumir os próprios erros

“Errar é humano, mas reconhecer o erro é para os sábios”.

Essa frase é tão simples quanto verdadeira. É verdade que todos nós estamos expostos às falhas, mais ainda quando uma criança experimenta novas emoções, conhece e se relaciona com outras. Mas entender e assumir os erros ainda quando são pequenas, as ajudará a serem pessoas melhores no futuro.

assumir os erros

Como seu filho não sabe reconhecer a diferença entre o bem e o mal, os pais desempenham um papel fundamental como orientadores durante toda a fase de crescimento. Nesse caminho, no qual tratamos de orientar nossos filhos da melhor forma possível, devemos lembrar que mamãe e papai é um modelo irrefutável a seguir.

Para seu filho, o que você fizer estará certo. Ele imita você por natureza, por instinto. É aí que se encontra a importância de agir conforme os valores e princípios que queremos que nosso filho desenvolva.

Dicas para ajudar a criança a admitir suas falhas

É importante que os nossos filhos se deem conta dos erros que cometem durante o seu crescimento e os corrijam a tempo. Por esse motivo, damos a você algumas recomendações que podem facilitar para ambos a dinâmica do reconhecimento de nossos próprios atos.

assumir os erros

  • Dê o exemplo. Se foi você quem cometeu o erro, reconheça-o diante da criança. Converse com ela a respeito disso.
  • Muitas vezes, quando somos pais, temos medo de assumir um erro, porque acreditamos que perderemos autoridade, credibilidade ou respeito diante de nossos filhos. Mas a verdade é que assumir que cometemos uma falha é um ato de coragem e, claro, de sabedoria. O reconhecimento do erro se transforma em um ato de humildade.
  • Ensine ao seu filho que ele tem direito de errar. Seu filho não tem razão para ser perfeito e deve saber disso. Faça-o saber que também se aprende com os erros. Isso criará um antecedente para ele, e o ajudará a não repetir, novamente, a mesma falha.
  • Assumir também é amadurecer. Converse com seu filho, mostre-o que assumir um erro faz com que ele seja uma pessoa mais madura, em crescimento e consciente de que embora tenha falhado, sempre pode escolher fazer o bem o corrigir seu erro.
  • Valorize o lado bom da ação cometida. Ensine seu pequeno a ver o lado positivo das situações. Tudo que acontece ou que faz é uma experiência da qual ele pode tirar proveito, um novo aprendizado.
  • Ajude seu filho a tomar a melhor decisão. Perante determinada situação, é possível que seu pequenino precise de seu apoio para tomar uma decisão. Oriente-o, mas lembre-se de que você deve deixá-lo decidir. É ele quem deve determinar qual ação vai tomar. Se ele se equivocar, saberá que é preciso assumir o erro e se responsabilizar por ele.
  • Elogie a habilidade dele de reconhecer os próprios erros. Avalie que seu filho faz um esforço para enfrentar seu erro, em vez de lembrá-lo do mal que fez.
  • Ensine-o a se desculpar. Faça-o entender que pedir desculpas não é um fracasso, nem tem porquê ferir ou abalar a autoestima dele. Pelo contrário, o torna uma criança corajosa e capaz.

Fazer com que o seu filho assuma os próprios erros não só o tornará um ser humano mais consciente de tudo que faz, mas também o fará ser uma pessoa mais humilde e justa.