Como os pais podem ajudar a desenvolver a intuição das crianças?

09 Maio, 2018
A intuição das crianças é muito importante. Pode protegê-las de possíveis perigos, orientá-las em atividades das quais gostem e ajudá-las a desenvolver seu caráter por meio da tomada de decisões. Os pais têm um papel fundamental no desenvolvimento dessa capacidade.

A intuição das crianças é uma ferramenta muito útil, porém pouco utilizada pelos pais para desenvolver positivamente o caráter de seus filhos. Ela precisa ser aperfeiçoada através de exercícios e de ações dos adultos que rodeiam a criança. Assim, o processo de aprendizagem se torna mais efetivo.

Pode-se definir a intuição como a capacidade de saber alguma coisa com muita certeza, porém sem uma racionalização consciente. Para alguns, ela acontece quando o coração sabe de alguma coisa antes que o cérebro.

Oferecer mais espaço e tempo para as crianças lhes dá a oportunidade de criar e pensar com uma carga de estresse mais baixa. Isto contribui para o desenvolvimento da intuição.

Como ajudar a desenvolver a intuição das crianças?

As seguintes ações contribuem para o desenvolvimento da intuição das crianças:

Promover a autoconfiança

Os pais sempre são um exemplo para seus filhos. Por isso, demonstrar perante eles alta autoestima e autoconfiança é fundamental.

Organizar suas prioridades

Através da observação do comportamento da criança enquanto interage de forma livre, é possível identificar as atividades que promovem a aprendizagem, por serem aquelas com as quais têm maior afinidade. Uma vez identificadas e reorganizadas, elas devem ser potencializadas.

Estimular a criatividade

A criatividade e a intuição caminham de mãos dadas. Atividades culturais como desenhar, escrever e ler potencializam a criatividade.

As conversas ajudam a deixar a mente da criança livre. Com isso, se amplia a capacidade de pensamento livre e a criança descobre facilmente como interpretar o que o coração lhe indica.

Proporcionar ambientes ideais

As crianças desenvolvem sua intuição com mais facilidade em um ambiente harmonioso e livre de estresse. É preciso lembrar que a intuição se baseia em escutar a voz interior.

Lares calmos e com poucas distrações propiciam o espaço ideal para pensar. Controlar o uso de elementos que possam distrair, como os aparelhos eletrônicos, é essencial para que a criança gaste seu tempo e energia em outras atividades criativas que contribuem para o desenvolvimento da intuição.

Incentivar o brincar

A criatividade e a intuição caminham de mãos dadas.

Incentivar as brincadeiras

Brincar é uma atividade imprescindível durante a infância. Atualmente, as brincadeiras convencionais vêm sendo substituídas em grande medida pelos aparelhos eletrônicos.

As crianças muitas vezes deixam de lado as atividades ao ar livre e, em seu lugar, preferem utilizar um computador, um tablet ou um celular.

Entretanto, ao brincar damos asas à imaginação e à criatividade e, por consequência, favorecemos a intuição. Durante as brincadeiras, conexões importantes acontecem no cérebro da criança. Elas melhoram o desempenho em habilidades como a resolução de problemas, a compreensão e o agir de acordo com a intuição.

“Pode-se definir a intuição como a capacidade de saber alguma coisa com muita certeza, porém sem uma racionalização consciente”

Demonstrar confiança

Quando os pais demonstram ter confiança nas crianças, elas adquirem confiança em si mesmas. Como sempre, é preciso orientar a criança na tomada de decisões; além disso, neste processo é preciso que seja gerada confiança em sua intuição para decidir.

Fatores que enfraquecem a intuição das crianças

Ter intuição é maravilhoso. Entretanto, mesmo após ter desenvolvido a intuição, existe a possibilidade de perdê-la pouco a pouco ao sentir maior afinidade com a lógica e a racionalidade.

Algumas práticas comuns dos pais para com seus filhos levam à perda da intuição. A seguir, mencionamos as três mais comuns:

Demonstrações de afeto por obrigação

É comum que alguns pais obriguem seus filhos a dar demonstrações de afeto para pessoas com as quais não sentem afinidade.

Os beijos e abraços por obrigação são um pedido frequente às crianças para que aprendam a ser amáveis. Ou pelo menos é isso o que pensam seus pais.

Para aprenderem a ser educados e amáveis não é preciso abraçar nem beijar a ninguém; é recomendável permitir que as crianças decidam a quem demonstrar seu afeto dessa forma.

Com esta prática, o instinto da criança em relação às pessoas no geral é reprimido. É prudente demonstrar confiança para que decidam com quem se sentem confortáveis e com quem não.

Fatores que enfraquecem a intuição nas crianças

Dizer que os filhos nunca têm razão

Fazer com que as crianças acreditem que a possibilidade de que tenham a razão é nula, enfraquece pouco a pouco o poder intuitivo inato que possuem. Os pais devem sempre ser orientadores, porém é importante que promovam a liderança e a tomada de decisões em seus filhos.

Não dar tempo livre

A intuição das crianças lhes ajuda a se prevenir diante do perigo e lhes orienta na direção daquelas coisas de que gostam de fazer. É preciso atribuir-lhes responsabilidades e aumentá-las gradativamente conforme a idade.

É importante, além disso, dar-lhes tempo para que façam as coisas de que gostam. Uma agenda lotada de tarefas domina seu instinto e faz com que a criança sucumba cada vez mais às convenções sociais. Desse modo, pouco a pouco deixam de acreditar em sua intuição e a perdem.