De onde vem o nome de família?

Curiosos em alguns casos, identificativos em outros. Os sobrenomes geralmente têm uma explicação, uma origem histórica ou outras razões. Descubra a seguir qual é a origem de alguns sobrenomes.

Existe a crença de que a forma como as pessoas se chamam define muitas coisas. Um sobrenome denota uma determinada raiz, uma história. O nome de família é um tipo de mapa do passado e permite que você se posicione melhor no mundo.

Qual é a história do nome de família?

Os seres humanos procuram maneiras de se identificar. “Eu sou filho de X”, “Eu venho de”, e assim por diante são algumas das fórmulas que usamos quando nos apresentamos. É uma maneira prática de nos descrevermos.

As pessoas têm a necessidade de se distinguirem umas das outras. Se os seres humanos não tivessem um sobrenome, a identificação seria totalmente impossível.

Houve um tempo em que a população do mundo e as comunidades eram muito menores. Naquela época, os sobrenomes não eram usados ​​porque as pessoas se conheciam devido à proximidade de suas vidas e só era necessário usar um nome. Durante a Idade Média, a necessidade mudou.

A vida em sociedade causou a multiplicação da população e, em vista disso, era necessário se distinguir. No caso da nobreza e dos altos cargos, isso era extremamente importante porque permitia ratificar a legitimidade da posição e o alcance do poder conferido.

Os nobres

Era possível fundar ou assumir uma dinastia com base no sobrenome. O sobrenome poderia ser inclusive o de algum território que haviam conquistado; desta forma os nobres mostraram que tinham anexado um território. Mais tarde, esses nobres fizeram com que os outros habitantes de uma cidade usassem esses sobrenomes.

As conquistas

Quando os senhores feudais ou as monarquias faziam descobertas ou conquistas de novos territórios, impunham sobrenomes aos moradores locais. Esta prática também foi estendida aos escravos. Quando os níveis de intercâmbio entre as diferentes culturas do mundo aumentaram, as traduções dos sobrenomes foram feitas.

Em outros casos, muitos destes sobrenomes, além de serem traduzidos, sofreram alterações e, a partir daí, as variações surgiram. A gama dos sobrenomes foi ampliada. Isso foi feito com o objetivo de não ressaltar tanto a diferença e não ser discriminados.

Os sobrenomes não se originaram em um só lugar, mas de forma espontânea ou quando um reino conquistou outro. Os sobrenomes correspondiam ao local de origem da pessoa, ao seu trabalho ou a determinadas características físicas distintivas.

Tipos de sobrenomes

Um nome de família – por sua origem – pode ser de diferentes tipos. Então, podem ser distinguidos, por exemplo, os seguintes tipos de sobrenomes:

1. Patrônimos

Estes sobrenomes resultam de uma derivação de um nome próprio. Este sobrenome pode vir do nome próprio do senhor feudal ou do pai. Hoje em dia, se preserva o costume de nomear por patrônimos em países como a Rússia e outros países eslavos.

2. Sobrenomes toponímicos

Um nome de família é toponímico quando ele aparece como parte de uma derivação do nome de um lugar. No caso do Brasil podem ser sobrenomes característicos, como Brasiliense ou Maranhão. O espaço geográfico é o fator determinante neste tipo de sobrenome.

Entre esses sobrenomes, vale a pena diferenciar os sobrenomes toponímicos maiores e menores. Os primeiros se referem, como já foi dito, às localidades. Os segundos são lugares muito específicos como um rio ou uma muralha, por exemplo e assim por diante.

3. Sobrenomes gentílicos

Este tipo de sobrenome está vinculado aos nomes toponímicos. Embora mantenham uma relação geográfica, a etnia tem mais peso. Alguns exemplos podem ser Romano, Vasco e Catalão.

4. Sobrenomes Teonímico

Um sobrenome religioso é aquele que se refere a alguma divindade. Neste campo, há muitos exemplos a destacar: De Assunção, do Nascimento, Batista, Santana, entre muitos outros.

Muito próximos destes são os sobrenomes familiares que destacam a sorte ou que procuram se associar a ela. Normalmente estão relacionados a elementos religiosos cristãos. Desta forma, há um aspecto metafísico nessas referências a serem nomeadas.

5. Sobrenomes de animais e outros elementos

Este tipo de sobrenome tem algum animal importante como um elemento distintivo. Por outro lado, também pode ter uma relação direta com o trabalho da pessoa que começou a usá-lo (Ferreiro, Pastor, Monge, Sacristão, entre outros). Alguns exemplos com animais são:

  • Peixoto.
  • Lobato.
  • Pinto.
  • Bezerra
  • Leão
  • Flores
  • Cubas
  • Caldeira

6. O físico e o nome de família

Estes sobrenomes fazem parte daqueles que se referem a características físicas de um membro da família. Sobrenomes muito conhecidos como: Delgado, Veloso, Ramalho, Barroso e Grande são alguns deles. Outro tipo de características também se destacam, como é o caso de sobrenomes como: Ruivo e Moreno.

Além dos tipos de sobrenomes mencionados acima, existe um conjunto mais amplo. São aqueles que se referem ao mês de nascimento, como pode ser o caso dos sobrenomes como Abril e Março. Outros sobrenomes podem se referir a laços familiares: Filho de Gusmão entraria neste caso. A origem dos sobrenomes tem mil histórias e origens.

Recomendados para você