Como combinar trabalho com maternidade

· 17 de abril de 2017

Se você chegou até aqui é porque se sente identificada com o título e quer saber se é possível combinar o trabalho com a maternidade, sem sacrificar nenhum desses dois importantes papéis na sua vida: o de uma mulher profissional e o de mãe. Nós acreditamos que podemos e merecemos ter tudo, e que podemos ter sucesso profissional e gozar das dádivas da maternidade sem arrependimentos, culpas ou sacrifícios.

No entanto, você deve ter em mente o seguinte: não importa a quantidade, mas sim a qualidade do tempo que você dedica, sobretudo em relação a família. As demonstrações de amor ao seu filho sempre serão prioridade.

A organização também é outra das chaves para manter sobre controle o estresse causado pela alta demanda de tarefas, e a necessidade de cumprir os prazos até o fim. Mantenha o estresse sobre controle para que não tenha que carregar muito peso sobre os ombros que acabará lhe afetando emocional e fisicamente.

Ser profissional e mãe ao mesmo tempo para muitas pessoas é considerado um erro, um equívoco. Em muitas culturas a mulher é vista simplesmente sob a ótica da sua função no lar, o que as obriga a deixar de lado uma carreira de sucesso.

No entanto, trata-se de conquistas da humildade. As mulheres lutaram para ocupar o posto que lhes é de direito nas universidades, empresas, governos e no lar. Por isso, é preciso que além de tudo sejam grandes equilibristas para, que com punho firme, mantenham o que foi conquistado.

Como combinar o trabalho com a maternidade

Como combinar o trabalho com a maternidade

Rotinas diferentes

Mantenha um esquema de horário claro entre as tarefas do escritório e as do lar. Não leve trabalho para casa, a não ser que seja estritamente necessário. Desconecte-se do escritório nos fins de semana e os dedique aos seus filhos e ao seu relacionamento. Trate de manter tudo no seu lugar certo para que no futuro não se gerem crises derivadas de não saber colocar limites saudáveis.

Avalie a conveniência do trabalho

Você se tornou mãe, um trabalho que demanda dedicação total, e que não tem férias. É também um período que você irá querer viver ao máximo sem perder os principais momentos da vida de seu filho como: o primeiro dia de escola, seus jogos esportivos, festas infantis, etc…

Recomendamos que você avalie se vale a pena dividir-se entre ser mãe e um trabalho tradicional, ou quem sabe lançar-se de corpo e alma nessa experiência ou tentar trabalhos freelance. Faça um balanço dos ingressos econômicos e das recompensas ou gratificações do trabalho, e se o resultado for negativo, ou não lhe convencer, talvez seja a hora de buscar outros ares com mais independência ou dedicar um tempo para as tarefas do lar por um momento.

Organiza-se

Mantenha uma agenda onde você possa distribuir suas tarefas, organizar seus compromissos profissionais e familiares: as reuniões no colégio, as visitas ao médico, etc… Também trate de planejar com antecedência as férias familiares e manter uma ordem em casa que lhe facilite as coisas. Se você necessitar de ajuda, contrate alguém que sirva de cuidadora no tempo em que você não está em casa.

Avalie a conveniência do trabalho

Evite que a maternidade abale suas aspirações

No Japão, segundo um estudo, 60% das mulheres largam sua tarefa profissional ao se tornarem mães. Isso se deve à cultura japonesa de excelência e a alta competitividade. As mulheres devem abandonar de vez suas carreiras por ter que enfrentar problemas como não conseguir um lugar onde deixar os filhos enquanto trabalham.

Um pouco antes incentivamos você a iniciar a busca de um tempo para planificar-se, para que suas aspirações profissionais não se vejam abaladas pela chegada do bebê. Uma mulher feliz e realizada será uma mãe melhor do que uma mulher frustrada, e obrigada a escolher entre sua carreira e a maternidade.