Punições na sala de aula

5 de agosto de 2019
As punições na sala de aula são algo que deve ser analisado atualmente. Os professores devem ter uma formação adequada sobre como evitar, em primeiro lugar, o mau comportamento na sala de aula.

As punições na sala de aula são algo que deve ser levado em conta entre os aspectos da formação dos professores. Atualmente, os professores não devem ter conhecimento apenas sobre a matéria que ensinam. Esses conhecimentos devem ir além e, para isso, eles devem entrar na sala de aula com habilidades práticas para administrá-la.

Um dos aspectos mais importantes da formação dos futuros professores é ensiná-los a liderar uma sala de aula. De fato, existem muitas pesquisas que mostram que os alunos aprendem melhor em ambientes atraentes e organizados. Porém, cada criança é diferente e responde à disciplina de maneira diferente também.

Que tipo de comportamento improdutivo geralmente acontece na sala de aula?

Os comportamentos improdutivos (conhecidos como mau comportamento) dos alunos podem ser agrupados nos seguintes tipos:

  • Perturbadores de baixo nível.
  • Desinteressados.
  • Comportamentos agressivos e antissociais.

Os comportamentos perturbadores e desinteressados de baixo nível entre os alunos são os que encontramos com maior frequência na sala de aula. Os professores acham difícil controlá-los. Já os comportamentos agressivos e antissociais são pouco frequentes.

Estratégias habituais de punições na sala de aula

Durante muitos anos, os professores confiaram em duas estratégias de intervenção para conter comportamentos improdutivos:

  • Recompensas, que são usadas para promover o bom comportamento.
  • Sanções ou punições na sala de aula, com a finalidade de dissuadir os alunos de perturbar o ambiente de aprendizagem.
responde mal na aula aos professores

Na Espanha, por exemplo, até há relativamente pouco tempo, a punição corporal era usada na sala de aula. De fato, isso ocorria apenas algumas décadas atrás. Após a proibição do castigo corporal na educação, o mais comum é introduzir sistemas de punição escalonados na sala de aula.

Sistemas de punição escalonados

Os sistemas escalonados de punições na sala de aula são um conjunto de “consequências” que aumentam em severidade. Geralmente, são usados para todos os tipos de mau comportamento.

  • Essas abordagens escalonadas geralmente começam com uma advertência.
  • O próximo passo é fazer com que o aluno passe algum tempo fora da aula.
  • Em um passo seguinte, os alunos são enviados para alguma autoridade superior na escola (coordenador ou diretor).
  • Por fim, pode haver suspensões e expulsões.

Essa abordagem pode parecer sensata porque permite que o professor continue ensinando e que os outros alunos continuem aprendendo. No entanto, ela ignora a raiz do problema.

Os alunos  “ofensivos” têm dificuldade para voltar a aprender depois de perder uma aula e, mais ainda, de seguir em frente sem comparecer à escola.

“Quando falamos com os professores que usam esse tipo de punição na sala de aula, que são a maioria, eles garantem que, normalmente, essas punições geralmente não são eficazes.”

Como deter o mau comportamento e evitar punições na sala de aula? Os professores parecem perceber que as ameaças e ações que afastam os alunos do aprendizado nem sempre funcionam. Isso é respaldado pela maioria das pesquisas internacionais.

As evidências mostram claramente que depender de abordagens punitivas para gerenciar o comportamento, como colocar os alunos de castigo, não é eficaz na solução do problema. Na verdade, o problema piora com o tempo.

Prevenção: o segredo

Sem dúvida, o segredo é se concentrar na prevenção. Levando em conta o ambiente físico, o currículo, os recursos e o método de ensino, por exemplo, podemos evitar que os alunos se desconectem e, portanto, se tornem um fator perturbador.

Estratégias habituais de punições na sala de aula

“Os professores devem ensinar a resolver problemas e conflitos para que os estudantes não recorram à agressão para lidar com as situações.”

Portanto, a formação de professores deveria incluir uma parte importante de dados com os quais eles aprendam técnicas para criar ambientes de aprendizagem não apenas atraentes, mas também organizados.

Os comportamentos mais comuns na sala de aula são os comportamentos perturbadores e desinteressados de baixo nível. Portanto, é essencial evitar que aconteçam.

Além disso, os professores devem tentar buscar mais compreensão, além de se voltar para um método de ensino que inclua evitar conflitos. Tudo isso sempre será melhor do que tentar “consertar” o comportamento dos alunos usando recompensas e consequências.

“Obviamente, nunca haverá uma abordagem que possa ser aplicada em todas as escolas e salas de aula para prevenir e responder aos comportamentos improdutivos dos alunos.”

Em resumo

Certamente, os cursos de formação de professores devem ensinar abordagens, habilidades e estratégias para gerenciar o mau comportamento de uma forma educativa e solidária. E o mais importante: os professores devem se concentrar em estratégias para evitar que esse comportamento aconteça.