4 coisas que interferem no sono das crianças

· 8 de maio de 2017

Entre o 6 e os 12 anos, as crianças precisam dormir menos que quando são mais novas. Mas ainda precisam dormir mais tempo que os adultos. As crianças em idade escolar devem dormir entre 9 e 11 horas todos os dias. Por outro lado, há muitos fatores que interferem no sono das crianças e que as impede de dormir o suficiente.

A irregularidade do tempo de sono pode levar ao desenvolvimento de problemas de atenção e de comportamento nas crianças. Assim como problemas relativos ao rendimento escolar, maior risco de aumento do peso e, inclusive, problemas de saúde, já que o sistema imunológico também é afetado pela falta de sono adequado. A seguir veremos quais são os principais motivos pelos quais as crianças não conseguem descansar suficientemente.

Ir se deitar muito rápido

Para as crianças não é fácil ficar quietas, mesmo quando estão muito cansadas e com sono. Por isso, é preciso evitar as transições bruscas na hora de dormir. As rotinas antes de ir se deitar ajudam as crianças a pegar no sono. Essas rotinas permitem que a criança relaxe e fique sonolenta.

sono2

Se você não permite que seu filho tenha um momento para relaxar antes de se deitar, é muito provável que ele não será capaz de assimilar imediatamente a hora do sono. Dê ao seu filho um pouco de tempo para passar de acordado a sonolento. Para isso você deve garantir a ele tranquilidade e paz na hora do banho, durante a escovação dos dentes e durante a leitura de um livro.

Falta de rotina e inconsistência na hora de ir se deitar.

Outro problema que pode interferir no sono das crianças é não ter um horário definido para ir para a cama. Para facilitar o sono regular e a assimilação da hora do sono as crianças devem ir se deitar sempre no mesmo horário. Além de estabelecer rotinas anteriores à hora de ir pra cama.

As crianças que não se deitam sempre no mesmo horário apresentam mais problemas para assimilar o sono e, inclusive, dormem pior. Por isso é preciso ser firme e respeitar a hora de ir se deitar regularmente para garantir o descanso da criança. Tenha em mente que, mesmo que um dia ou outro elas fiquem um tempo a mais na cama, geralmente as crianças acordam cedo todos os dias. Assim, quando os horários de ir dormir não são respeitados, elas vão acumular a falta de sono.

Ingerir substâncias estimulantes

Outra coisa que pode interferir no sono das crianças é a cafeína. Essa substância está presente nos famosos refrigerantes e também em outros alimentos mais populares e comuns entre as crianças, como o chocolate.  Outras fontes ocultas de cafeína que as crianças podem ingerir durante a tarde ou à noite incluem chás com sabor de frutas, bebidas energéticas, bebidas esportivas, barras energéticas e todos os tipos de refrigerante.

sono

Também não é recomendável consumir grandes quantidades de açúcar refinado antes de dormir. O açúcar vai provocar uma excitação acima do normal que vai dificultar a conciliação do sono. Por isso é aconselhável evitar, além de chocolates, as sobremesas doces, ou aquelas que precisam de açúcar, assim como produtos de confeitaria industrial.

Dormir perto de aparelhos eletrônicos

Televisores, celulares, tablets, computadores ou vídeo games são alguns dos aparelhos eletrônico que podem interferir no sono da criança. As estatísticas mostram que inclusive as crianças pequenas estão conectadas a esses aparelhos que, não só absorvem a atenção delas e as distraem, como também podem interferir na conciliação, qualidade e duração do sono.

Para ajudar as crianças a dormir mais e melhor é necessário que não existam aparelhos eletrônicos no quarto delas. Se isso não for possível, pelo menos é preciso manter esses aparelhos bem longe das crianças e se certificar de que estão desligados não somente enquanto as crianças estão dormindo, mas inclusive uma ou duas horas antes de elas irem dormir.