5 conselhos para criar filhos bem-sucedidos e felizes

· 2 de julho de 2017

Criar filhos bem-sucedidos e felizes está ligado ao bem-estar deles. Criar seu filho de forma a garantir alcançar esse sucesso e felicidade não é na verdade fácil. Exige-se paciência, perseverança, dedicação e a confiança de que todos os seus esforços valerão a pena quando finalmente você vir seus filhos agirem com todo o potencial que eles têm.

Pais felizes = filhos bem-sucedidos e felizes

Uma das melhores coisas que você pode fazer para motivar seus filhos a se tornarem bem-sucedidos e felizes é eles buscarem a própria felicidade. Embora não tenhamos a capacidade de controlar a felicidade de nossos filhos por toda a vida, somos responsáveis pela nossa.

As crianças absorvem tudo de nós, nossos estados de espírito, estresse, etc… É mais provável que os pais felizes tenham filhos felizes, que os pais que sejam deprimidos e estressados. Como pai, sem dúvida, você enfrentará muitas situações estressantes em sua vida. No entanto,  não deve permitir que seu filho sofra e veja as consequências disso.

Busque sempre dar o melhor de si, mesmo que isso seja em benefício dos seus filhos. O bom exemplo que você dá aos seus filhos poderá ser gratificante mais adiante. Criar um filho que seja capaz de sair e fazer as coisas por conta própria, de forma independente é a verdadeira definição de sucesso.

Os filhos devem se sentir amados e valorizados

Tenha paciência, seja atento, tenha uma atitude calorosa e dê muitos, muitos abraços. Apreciar a particularidade de seu filho e lhe dar amor, lhe traz segurança. Um filho que se sente amado e valorizado é um filho que se sente compreendido, reconhecido e respeitado.

Isso cria um filho ligado que será capaz de facilmente estabelecer relações com os colegas e as demais pessoas. Essas relações são as ligações sociais que dão base para um bem-estar emocional saudável.

A empatia desenvolve filhos bem-sucedidos e felizes

A empatia é o centro de tudo o que torna uma sociedade civilizada, mas, acima de tudo, torna nossos filhos pessoas melhores.

A empatia é a qualidade que pode ser ensinada, na verdade, é uma qualidade que deve ser ensinada pelos pais, família e professores. É um dom que as crianças podem cultivar e aprimorar com o tempo.

A capacidade de sentir empatia ajuda a experimentar a verdadeira felicidade, a satisfação na relação, e a capacidade de se recuperar em meio a adversidade.

Promova a bondade, os comportamentos sociáveis e o valor moral, e seja um antídoto eficaz contra a intimidação, a agressão, os preconceitos e o racismo. Se você cria um filho que cuida dos demais e se preocupa com eles memos, não existirá recompensa melhor: você terá criado um ser humano bom.

Comunicação positiva constante

A maneira com que você fala com seus filhos é o fator mais importante na formação da personalidade dos seus filhos e na confiança em si mesmos. A base para a confiança em si próprio é a autoestima. A autoestima é definida como o quanto você gosta de si mesmo e se respeita.

Assim, se você quiser ter filhos bem-sucedidos e felizes, estabeleça uma comunicação positiva constante com eles. Nunca critique seus filhos nem os culpe, ou reclame deles. Pelo contrário, diga-lhes o quão maravilhosos que são e converse com eles de forma construtiva.

Quando essas atitudes vêm das pessoas mais importantes na vida dos filhos, está sendo estabelecida a base psicológica da autoestima que os levará a terem confiança em si mesmos, algo que precisam para crescerem bem-sucedidos e felizes.

Regras e verdadeiras responsabilidades

A felicidade depende, em grande medida, da sensação de que o que fazemos importa e é valorizado pelos demais. Em outras palavras, as pessoas têm a necessidade inata de serem importantes. Dessa forma, quanto mais você transmitir ao seu filho que ele está contribuindo de maneira única à família desde cedo, melhor será a autoestima e a felicidade final dele.

Você pode lhe atribuir um papel de forma a destacar os pontos fortes do seu filho. Por exemplo, se seu filho gosta de arrumar as coisas, dê-lhe a responsabilidade de organizar e arrumar a mesa. Se você perceber que ele gosta, talvez o papel dele poderia ser o de divertir seu irmão mais novo enquanto põe a mesa.

Para ter filhos felizes e seguros de si mesmos certifique-se de que eles tenham regras a seguir. Os filhos querem e precisam de regras. Como pai, você precisa estabelecer comunicação, disciplina e obediência sem chegar ao ponto de você se tornar um ditador.