5 simpáticas verdades de ter filhas

06 Novembro, 2017

Ter filhas é uma grande bênção, assim como acontece quando uma mãe traz um filho homem ao mundo. Tanto os meninos quanto as meninas têm seus traços pessoais e característicos que podem distingui-los, da mesma maneira que podem marcar a nossa maternidade. No entanto o fato de ter filhas envolve algumas simpáticas verdades muito particulares que toda mãe experimenta alguma vez.

Ter filhas: 5 simpáticas situações comuns

Certamente há diferenças entre os meninos e as meninas. Se você tem uma filha provavelmente alguma vez você já se encontrou nas seguintes circunstâncias que vamos indicar a seguir. Talvez apareça um sorriso no seu rosto ao pensar em todas as histórias que acontecem todos os dias quando temos filhas:

Ter um rádio colado no seu ouvido o dia todo

Por acaso uma doce voz de um profissional em miniatura não fica zumbindo no seu ouvido de manhã, à tarde e à noite? Ter filhas é aproveitar intermináveis conversas e sempre encontrar um tema novo para conversar. As mães adoram escutar suas filhas, ver como elas se expressam e contam seus problemas e alegrias. Isso, embora você não perceba, tem um valor emocional, afetivo, e comunicacional muito importante para o desenvolvimento da sua filha.

mãe abraçando e brincando com sua filha

O desafio de se transformar à força em sua cabeleireira pessoal

Assuma e aceite: o cabelo é um conflito que nos acompanha a vida toda. Desde pequena você não queria que desfizessem seu rabo de cavalo, ou ficava com a tiara na cabeça até chegar em casa. Com o passar do tempo surgem as lágrimas quando o cabelo fica mais difícil de arrumar. Nem vamos falar de chicletes que podem grudar nos cabelos longos. Preso ou solto? Curto ou comprido? A briga eterna da infância entre mães e filhas.

A roupa, uma luta em muitos sentidos

Como mães não podemos evitar ceder ao encanto das roupas de meninas. Compramos várias peças que elas vão usar poucas vezes ou até mesmo nem sequer chegam a estrear. Quem consegue resistir a esse colete em miniatura ou a esse vestido de flores? No entanto, em pouco tempo as meninas começam a buscar independência no âmbito estético. A roupa e a maquiagem se transformam em parte do seu estilo pessoal.

O rompimento com o imaginário coletivo 

Ter filhas é desmascarar o ultrapassado mito da menina tranquila, quieta e serena. Quem disse que as meninas não podem ser destemidas, corajosas, rápidas, fortes, atrevidas e ativas? Basta visitar uma casa onde vive uma menina para que ela demonstre o contrário.

Uma relação de amor e ódio

O vínculo da sua filha com você vai ser oscilante. O mágico laço que une vocês costuma se movimentar constantemente de maneira ambígua. Apesar de nem sequer passar pela sua cabeça estas palavras, pode ser que algum dia sua filha diga um doloroso “eu te odeio”.

Não se preocupe, felizmente não será para sempre. É apenas parte da raiva. As meninas também sabem demonstrar de maneira dura quando estão chateadas com alguma coisa. No entanto, está claro que se trata de um momento de raiva. Ao final, o afeto e o carinho mútuos sempre acabam ganhando.

mãe brincando com sua filha

Ter filhas, um milagre e uma bênção

Ter filhas é primeiro um milagre e depois uma bênção. Uma sorte que envolve uma experiência única. É a oportunidade de ver nós mesmos de novo fazendo brincadeiras, cantando músicas e recuperando as roupas da nossa infância. Ter uma filha é voltar a aproveitar tudo aquilo que deixamos parado no passado.

A maternidade nos tinge de doçura e ternura. Ser mãe é entender o que é se derreter de amor por um carinho. É se sentir modelo e exemplo de alguém que segue seus passos. É aprender o que é a confidencialidade e a cumplicidade, à força de compartilhar e guardar segredos. É estar sempre com alguém, nos bons e também nos maus momentos. É estender a mão quando seu filha precisar e também quando achar que pode ir sozinha.

Entender mais do que ninguém suas lágrimas e desilusões e ter o bônus de saber exatamente o que dizer ou fazer para curar as feridas. É rir às gargalhadas em algumas situações e, especialmente, ficar feliz com cada passo importante. Ter uma filha é encontrar de novo a metade da laranja e saber que é para sempre.

Quando um filho está feliz, há uma mãe nas nuvens