6 consequências da invalidação familiar

· 31 de dezembro de 2018
A técnica do reforço positivo é a fórmula ideal para que as crianças obtenham a educação emocional que precisam. Do lado oposto está a invalidação familiar, que pode ser considerada mais um tipo de bullying.

Existem pessoas incapazes de tomar decisões por si mesmas ou de levar em consideração os propósitos individuais. Essa condição é uma das principais consequências da invalidação familiar.

A invalidação familiar é uma prática comum em muitas famílias, que a aplicam sem ter consciência disso. Trata-se de um processo no qual os membros são submetidos a desqualificações, manipulações e abuso psicológico.

Em muitos casos, a invalidação familiar se manifesta como uma relação passiva-agressiva. Isso porque a invalidação provém de uma figura de poder na relação e a parte mais frágil cede diante dos maus-tratos.

 Consequências da invalidação familiar

  • Perda de identidade. Um adulto que tenha sido invalidado na sua infância desconhece como deve se comportar. Isso inclui a forma como deve e pode manifestar suas emoções.
    • Geralmente, são indivíduos que não encontram um lugar na sociedade e são incapazes de imaginar um futuro.  
  • Inibição das emoções. A forma mais comum de invalidação familiar é não dar importância às emoções. 
    • Um exemplo é aquela criança que tenha sido incitada a deixar de chorar porque a situação não justifica, pelo menos para o pai.