6 cuidados que o bebê recebe logo após o nascimento

· 6 de dezembro de 2018
Após um parto no hospital, há uma série de procedimentos de rotina que são realizados no recém-nascido. Esses procedimentos servem para saber se o pequeno está em boas condições para sair do hospital com a mãe.

Os procedimentos realizados com o bebê logo após o nascimento fazem parte da atenção indispensável para colocá-lo em sintonia com sua nova forma de vida.

A equipe médica tem feito isso sistematicamente durante muito tempo. Alguns dias são mais agitados que outros, mas sempre há nascimentos.

No entanto, a maioria dos pais ficam muito atentos com o que acontece com o bebê depois do nascimento. Esse momento de cuidados logo após o parto parece eterno.

Atenção ao recém-nascido na sala de parto

Esses procedimentos de rotina serão realizados no recém-nascido na presença dos pais. A maioria dos cuidados que o bebê recebe estão relacionados a critérios de higiene e medição.

Outros testes podem ser realizados nos primeiros minutos de vida, dependendo do hospital. Entre as principais atenções, temos:

Identificação do recém-nascido

A identificação do recém-nascido pode ser realizada com o bebê no colo da mãe, sem a necessidade de interromper a relação pele com pele.

Imediatamente após o parto, deve-se colocar uma pulseira no pulso ou no tornozelo do bebê, que vai ser sua identificação durante o tempo em que ficar no hospital. A mãe, após ter dado a luz, vai ser identificada com os mesmos dados.

após o nascimento

Uma planilha com os dados dos pais e da criança vai ser preenchida. Nessa planilha, estarão suas respectivas impressões digitais, que serão arquivadas no histórico médico do hospital.

Essa mesma planilha é entregue aos pais para declarar o nascimento do bebê e será levada ao Registro Civil.

Em alguns casos, é preciso coletar amostras de sangue do cordão umbilical. Esse procedimento é feito caso seja necessária a realização de uma identificação genética.

Peso, tamanho e perímetro cefálico

O bebê pode ser pesado e medido sem pressa durante as primeiras 24 horas de vida. No entanto, é bastante comum que a maioria dos hospitais realizem esse procedimento poucos minutos após o nascimento.

É importante que o bebê fique junto com a mãe, quentinho e tranquilo durante as primeiras horas após o parto. Depois disso é possível realizar as medições de tamanho, peso e perímetro do crânio do bebê.

Isso é realizado para avaliar se as medidas estão dentro dos parâmetros desejados.

São utilizadas tabelas ou gráficos, nos quais estarão discriminados os valores médios da população mundial. Há tabelas específicas de acordo com o sexo do bebê.

Teste de Apgar

Um exame rápido e não invasivo que é realizado no recém-nascido entre o primeiro e o quinto minuto após o seu nascimento. Esse teste serve para reconhecer o estado em que o bebê se encontra. Neste caso, não é necessário separá-lo da mãe.

Profilaxia da oftalmia neonatal

É realizada a administração ocular de pomada antibiótica, além do exame realizado para evitar infecções oculares do recém-nascido. É administrado colírio nas primeiras horas de vida.

Administração de vitamina K

Esse procedimento é realizado para evitar a doença hemorrágica neonatal. A administração da vitamina K é recomendada entre duas e cinco horas anteriores as nascimento. Não é recomendável o atraso da administração.

Ela pode ser administrada oralmente ou em forma de injeção, as duas têm a mesma eficácia.

Vacina de Hepatite B

É comum aplicar a vacina de hepatite B em todos os recém-nascidos. Esse procedimento é realizado sem a solicitação do consentimento prévio dos pais. No entanto, a decisão de fazer isso deveria ser tomada pelos pais da criança.

Logo após o nascimento, a melhor coisa é ficar pele com pele com seu bebê

após o nascimento

Logo após o nascimento o bebê é colocado sobre a mãe, essa prática é chamada de pele com pele. Ela é ideal para evitar a perda de calor do recém-nascido, coberto com uma toalha ou uma manta.

O momento pele com pele deve ser respeitado também quando o parto é feito por cesárea. Sempre se deve realizar essa prática.

Benefícios da pele com pele

  • O bebê vai continuar ouvindo as batidas do coração da mãe. Essa prática vai favorecer a criação de vínculos afetivos e o reconhecimento mútuo por meio do contato e do cheiro da mãe.
  • O bebê vai procurar o mamilo de forma instintiva e vai começar a mamar sem que ninguém o force a isso.
  • Se o bebê estiver bem e a adaptação inicial à vida fora do útero for boa, ele poderá ficar deitado em cima da mãe. Os primeiros cuidados podem ser realizados ali mesmo.
  • É especialmente importante quando o bebê nasce com alguma doença ou dificuldade. Nesses casos, o bebê tem uma necessidade maior de receber os benefícios que o contato imediato com a mãe podem trazer. Além disso, é vital o início imediato do aleitamento materno.