Exames médicos do primeiro ano do bebê

· 6 de outubro de 2018
O primeiro ano do seu bebê pode passar mais rápido que você imagina. Rapidamente, seu pequeno vai completar um importante ciclo, após o qual começa a ficar mais independente.

Nesse período, muitas coisas, boas ou ruins, podem acontecer. Portanto, é muito importante a realização de exames médicos frequentes.

Em algumas situações, os pais de primeira viagem exageram nos cuidados. Mas também, às vezes, eles se deixam levar pela rotina.

Durante o primeiro ano, o bebê vai precisar voltar ao hospital por diversas razões. A principal é garantir que tudo esteja evoluindo bem.

Um bebê saudável também deve consultar o pediatra durante o seu primeiro ano de vida.

É comum alguns pais esperarem o bebê ficar doente para ir ao médico. Mas apostar na prevenção é muito mais importante.

Também não é preciso exagerar, ou seja, ir ao pediatra em situações simples.

De acordo com as estatística da Atenção Primária de Saúde, as principais causas de mortalidade aparecem na infância.

Em outras palavras, uma patologia que começa a se desenvolver na infância pode causar problemas mais graves com o tempo.

Portanto, o objetivo das consultas pediátricas de crianças saudáveis é detectar possíveis doenças. Elas também servem para prevenir e tratar alguns aspectos que podem não estar funcionando corretamente.

Pautas dos exames médicos durante o primeiro ano de vida do bebê

exames médicos

Os exames pediátricos do primeiro ano de vida do seu bebê são diferentes de acordo com a idade do paciente.

São estabelecidas pautas para avaliar o bebê, e posteriormente a criança, em ciclos que vão desde o mês zero até o vigésimo terceiro mês.

Os objetivos gerais são os seguintes:

  • Diminuir a morbidade e a mortalidade infantil por meio da prevenção.
  • Criar hábitos na família para incentivar a vida saudável
  • Conscientizar sobre saúde ambiental e social
  • Prevenir, por meio da vacinação, contra doenças infecciosas
  • Identificar anomalias congênitas e doenças de risco.

Um calendário de exames médicos para a comunidade infantil de 0 a 23 meses é o seguinte:

Reconhecimento do recém-nascido

O bebê recém-nascido precisa realizar exames médicos nos dez primeiros dias após o nascimento.

Nessa avaliação, é realizado o primeiro contato entre os pais, o pediatra e a equipe de enfermagem. Cinco dias após o nascimento do bebê, é realizado nos postos de saúde o famoso teste do pezinho.

Este teste serve para determinar a presença de fenilcetonúria, uma doença que precisa ser tratada rapidamente para não deixar sequelas.

Nessa primeira consulta, também se inicia o histórico médico do bebê.

Para isso, é preciso anotar o histórico da mãe em relação à maternidade. Da mesma forma, são registrados os dados sobre a gestação e o nascimento.

Alguns dados são: o histórico familiar, o teste de Apgar, a avaliação da amamentação e algumas características sobre as fezes e a urina do recém-nascido.

Primeiro mês

Estima-se um mês para o bebê voltar a realizar exames médicos.

Nessa consulta, é administrada a vacina de hepatite B nos bebês cujas mães são portadoras do vírus. Também são registrados dados como peso, tamanho e perímetro do crânio.

No primeiro mês, são importantes as avaliações auditiva e visual dos pequenos.

Observa-se com atenção especial a coloração da pele e das mucosas do bebê a fim de descartar hipóteses como desidratação, icterícia e outras.

Ao mesmo tempo, avalia-se a formação do crânio, a mobilidade do pescoço, os reflexos e o funcionamento cardiopulmonar.

Segundo mês

Uma nova avaliação do bebê é realizada quando ele completa dois meses de idade. Essa consulta é necessária mesmo quando a criança aparenta estar saudável.

Nessa fase, as primeiras vacinas começam a ser aplicadas, além da segunda dose contra a hepatite B. Também são aplicadas as vacinas contra poliomielite, gripe, tétano, doença meningocócica e coqueluche.

A avaliação física permite observar se o desenvolvimento do bebê está adequado à idade. Da mesma forma, costuma-se indicar medicamentos com vitamina D, útil na prevenção do raquitismo.

Quarto mês

exames médicos

No quarto mês após o nascimento, a administração de vacinas continua. Por esse motivo, o bebê deve ser novamente levado a uma consulta médica.

Nessa consulta, costuma-se administrar as doses seguintes das vacinas anteriormente citadas. Além delas, também é aplicada a vacina pneumocócica 7 valente.

É realizada uma avaliação física com atenção especial voltada às características psicomotoras do pequeno.

Também são analisados o desenvolvimento genital, a prevenção de cáries e a avaliação da moleira e do quadril.

Sexto mês

Esse check-up é similar ao realizado no quarto mês. Também é administrada outra série de vacinas contra hepatite B, coqueluche, gripe, difteria, tétano, entre outras.

É avaliado o desenvolvimento psicomotor do bebê e são fornecidas informações sobre alimentação, já que a partir dessa fase se inicia a alimentação complementar.

Nono mês

Geralmente, no nono mês de vida, o bebê realiza sua última consulta obrigatória do primeiro ano. Qualquer outra consulta é realizada somente em caso de necessidade.

Nessa consulta, a atenção especial é voltada à alimentação do bebê. Mas também são registrados aspectos relacionados à higiene do pequeno.

Da mesma forma, chama-se atenção para a prevenção do tabagismo passivo, ou seja, quando o bebê tem contato frequente com algum fumante.

São feitas recomendações em relação ao reforço da autoestima e da autonomia do pequeno. Essa fase também é primordial para nos focarmos no cuidado com a higiene bucal, pois o já bebê está comendo alimentos diferentes.