A força emocional das crianças

14 de maio de 2018
A força emocional das crianças torna possível serem pessoas resistentes, que têm a coragem e a confiança necessárias para atingir seu potencial máximo. Neste artigo, vamos apresentar dez conselhos para trabalhar a força emocional das crianças.

A força emocional das crianças pode ser reforçada ao proporcionar aos pequenos as ferramentas necessárias para enfrentar as situações na vida. Como mãe, você deve considerar que crianças mentalmente fortes estão preparadas para enfrentar qualquer tipo de desafio.

Na verdade, essas crianças são capazes de resolver problemas, se recuperar dos fracassos e enfrentar qualquer tipo de dificuldade.

Ao mesmo tempo, ajudar as crianças a desenvolver a força mental requer uma abordagem tripla. É preciso ensinar a substituir os pensamentos negativos por outros mais realistas, colaborar para que consigam aprender a controlar as emoções e mostrar como tomar medidas positivas.

10 conselhos para trabalhar a força emocional das crianças

Há muitas estratégias, técnicas de disciplina e ferramentas de ensino que ajudam as crianças a desenvolver a força emocional. Vamos apresentar a seguir 10 conselhos que vão ajudar você a trabalhar a força emocional das crianças:

1.- Ensine habilidades específicas

O primeiro conselho para trabalhar a força emocional das crianças é ensinar a fazer melhor da próxima vez, sem que sofram pelos seus erros. Você deve impor consequências que ensinem habilidades específicas, tais como aptidão para resolver problemas, controle dos impulsos e autodisciplina.

Esse conjunto de habilidades vai ajudar seu filho a aprender a se comportar de maneira produtiva. Inclusive quando estiver frente a uma tentação ou circunstâncias difíceis.

2.- Deixe seu filho cometer erros

Ensine ao seu filho que os erros fazem parte do processo de aprendizagem. Assim, a criança não vai se sentir envergonhada por ter cometido um erro.

Ao mesmo tempo, as consequências devem ser naturais. Por isso, você deve conversar com seu filho sobre como evitar repetir o mesmo erro no futuro.

3.- Ajude a pensar positivo

Para as crianças, é difícil sentir que possuem força emocional quando sofrem humilhações ou preveem resultados catastróficos.

Nesse sentido, você deve ensinar a criança a reformular os pensamentos negativos para que possa pensar de forma mais realista. Desenvolver uma perspectiva objetiva e, ao mesmo tempo, otimista vai ajudar a tirar o melhor de si e superar as situações adversas.

4.- Incentive a criança a enfrentar os medos

Se a criança evita fazer algo que é assustador para ela, nunca vai desenvolver a confiança que precisa para se sentir bem. Por esse motivo, é positivo ajudar os pequenos a enfrentar esse tipo de situação.

Incentive, elogie os esforços e recompense pela coragem demonstrada. Dessa forma, a criança vai sair da zona de conforto e vai aprender que é capaz de conquistar qualquer meta que se propuser.

“As crianças precisam ser ensinadas sobre como pensar, não no que pensar”
–Margaret Mead–

5.- Permita que a criança se sinta desconfortável

Embora possa ser tentador ajudar a criança sempre que ela tiver algum problema, salvá-la sempre da angústia vai reforçar a ideia de que é indefesa.

Permitir que a criança perca faz com que ela se sinta responsável pelos seus feitos e obtenha melhores resultados. Tenha em mente que, com apoio e orientação, esse tipo de situação vai ajudar a criança a desenvolver sua força mental.

6.- Estimule um caráter de construção constante

As crianças precisam de uma referência moral forte para poder tomar boas decisões. Como mãe, você deve trabalhar duro para transmitir bons valores aos seus filhos.

Por exemplo, quando a criança competir em qualquer atividade, você deve tentar ressaltar a importância de adquirir conceitos como a honestidade e a compaixão em vez de promover a ideia de ganhar a qualquer preço.

7.- Faça com que a gratidão seja uma prioridade

A gratidão é um maravilhoso remédio para a autocomiseração e outros hábitos ruins que podem afastar seu filho de se tornar uma pessoa mentalmente forte. Além disso, pode melhorar o estado de espírito da criança e promover a resolução proativa dos problemas.

Nesse sentido, você deve trabalhar com a criança para que aprenda a valorizar todas as coisas boas que acontecem na vida. Assim, inclusive nos piores dias, ela vai conseguir enxergar muitas coisas pelas quais se sentir agradecida.

8.- Reafirme a responsabilidade pessoal

Desenvolver força mental implica aceitar a responsabilidade pessoal. Por isso, você deve permitir as explicações, mas não as desculpas quando seu filho errar ou não agir de maneira adequada.

É uma boa ideia corrigir a criança se ela tenta culpar os outros por como pensam, sentem ou se comportam.

9.- Mostre habilidades de controle das emoções

Não acalme sempre seu filho quando ele estiver bravo nem tente alegrá-lo quando estiver triste. Em vez disso, ensine-o a lidar com as emoções desconfortáveis de modo que não dependa de você para regular o próprio estado de espírito.

As crianças que compreendem seus sentimentos e sabem como enfrentá-los estão melhores preparadas para encarar os desafios.

10.- Potencialize a força mental

Converse com seus filhos sobre metas pessoais e demonstre que você também está tomando medidas para se fortalecer. Faça com que a superação pessoal e a força mental sejam prioridade na vida dos seus filhos. 

Afinal, a descoberta da força emocional das crianças é realizada através de um processo de aprendizagem e autorreflexão.

Aplicar os conselhos anteriores vai ajudar seu filho a trabalhar a força emocional e desenvolver pensamentos positivos e criativos. Esses aspectos servirão para agir com discernimento nas várias situações com que nos deparamos na vida.

Recomendados para você