A noção de independência nas crianças: como ajudar a desenvolver

· 31 de janeiro de 2018

Incentivar a noção de independência é benéfico durante a infância, pois será de grande ajuda para que as crianças possam enfrentar os desafios próprios da adolescência e da idade adulta.

A noção de independência nas crianças pode ser definida como a determinação que a criança possui para enfrentar diversas situações. Esse tipo de autoconfiança permite sua integração ao ambiente social de forma eficaz, mantendo sempre os princípios da formação. Ajudar a criança a canalizar e conservar ao longo do tempo essa qualidade é um dos objetivos de qualquer pai.

Porque a noção de independência é importante para as crianças?

Albert Bandura, psicólogo canadense e máximo expoente dessa teoria cognitiva afirma que a independência ajuda a superar os problemas rapidamente. Além disso, favorece o desenvolvimento de um maior interesse e motivação para a realização das tarefas habituais.

Portanto, a noção de independência nas crianças vai gerar confiança, pensamentos e comportamentos que condicionarão a visão do mundo de forma positiva.

Essa noção, por outro lado, se verá refletida nas relações familiares, no rendimento acadêmico e em sua maneira de se integrar à sociedade. Inclusive, a noção de autoeficácia nas crianças lhes permitirá aprender a reduzir o estresse diante de situações difíceis ou mesmo desafiadoras, de acordo com o que a criança possa interpretar.

Comportamento de uma criança com uma noção de independência desenvolvida

Essa qualidade se vê influenciada pela autoestima. Por isso, uma criança com uma autoestima alta gera independência e confiança em si mesma, acompanhadas pelas seguintes características:

  • Enxergam as dificuldades como oportunidades para aprender.
  • Sentem-se motivadas pelas tarefas diárias, empregando interesse em cada detalhe da atividade.
  • Recuperam-se rapidamente das decepções, das dificuldades e dos contratempos.
  • Sentem-se comprometidas com cada situação requerida.
  • Usam os objetivos em cada jogo e se sentem felizes quando os superam.
Apadrinar a un niño es asegurarle un futuro mejor.

Conduta de uma criança que não tem a noção de independência desenvolvida

Uma criança que não tenha recebido ajuda para manter e desenvolver um grau de independência razoável dentro dos padrões normais, poderá manifestar as seguintes atitudes:

  • Chora diante de situações estressantes com a firme convicção de que não consegue resolver e nem suportar.
  • Evita as atividades difíceis, se concentrando em fracassos anteriores e aspectos negativos.
  • Demora a aprender a ler, somar, subtrair e se adaptar ao ambiente escolar.
  • Quando chega à adolescência, é frequente que apresente quadros de depressão e isolamento.

“A noção de independência nas crianças vai gerar confiança, pensamentos e comportamentos que condicionarão a visão do mundo de forma positiva”

Recomendações para incentivar a noção de independência nas crianças

A noção de independência nas crianças vai se formando durante os primeiros anos de vida, com emoções e condutas próprias da idade. Para ajudar a criança a desenvolver e conservar essa noção, você pode seguir as seguintes recomendações:

  • Estimule a reflexão sobre cada aprendizado. Para isso, realize perguntas orientadas que levem a criança a levar em conta o que deve aprender e as ferramentas que usará para tal aprendizado.
  • Deixe que siga seu ritmo pessoal de aprendizado. Cada criança é diferente, por isso seu processo de aprendizado também será diferente do desenvolvido das outras crianças.
  • Felicite e reforce os conteúdos aprendidos. Evite marcar os erros como limites para a realização de certas atividades. Pelo contrário, parabenize e reforce a parte positiva das atividades realizadas.
El sentimiento de autoeficacia en los niños les ayudará en su rendimiento escolar.
  • Ensine a administrar os sentimentos de raiva e frustração, explicando a ela que cometer erros é natural.
  • Escute com atenção. A noção de independência nas crianças se vê estimulada quando a criança é escutada, já que essa simples ação se traduz em sentimentos de amor e valor.
  • Ensine a tomar decisões e a experimentar novos desafios. Com isso você conseguirá criar independência e a capacidade de escolher ou renunciar a algo, enfrentando os riscos.
  • Mostre a ela que os erros são uma excelente fonte de aprendizado. Isso se obtém quando se reflete de forma positiva sobre o cometido, sem acentuar responsabilidades e culpas, ainda que sem deixá-las de lado.
  • Estimule sua motivação e interesse, fazendo a criança observar a utilidade dos meios e das ferramentas disponíveis para se obter conhecimentos.
  • Ajude a reconhecer e aceitar suas emoções. Também a expressá-las de maneira que não machuque seus semelhantes.

Resumindo, é possível desenvolver a noção de independência nas crianças. Contudo, é algo que leva tempo. Aproveite para isso as saídas em família, a hora do jantar, os minutos de brincadeiras ou qualquer outra oportunidade que se apresentar. Isso ajudará a criar experiências positivas para o desenvolvimento cognitivo das crianças.