5 comportamentos prejudiciais dos pais durante a educação escolar

· 1 de outubro de 2017

Todos os pais querem que seus filhos tenham um bom histórico escolar, que cursem a escola sem grandes dificuldades e, finalmente, que sejam responsáveis diariamente com as tarefas que devem desenvolver. Porém, nem sempre é tão fácil e em certas ocasiões, sem que os próprios pais se deem conta existem alguns comportamentos prejudiciais que podem atrapalhar a educação de seus filhos.

A aplicação dos pais na educação dos filhos deve ser vista como algo normal, posto que, na escola se ensinam matérias, porém a educação, as técnicas de estudo, a constância, tudo isso se deve aprender em casa, sendo os pais os maiores responsáveis. São eles que devem saber que papel têm quanto ao aprendizado escolar de seus filhos, já que não ter isso claro pode ser prejudicial para as crianças.

Existem alguns comportamentos prejudiciais que os pais fazem pensando que estão ajudando seus filhos nos estudos ou nos trabalhos escolares, mas na realidade só estão atrapalhando o processo. Os filhos podem sofrer graves consequências em sua autoestima ou em seu rendimento escolar, se os pais não se dão conta a tempo desses comportamentos prejudiciais.

comportamientos 2

Comportamentos prejudiciais dos pais na educação escolar

Criar dependência nos filhos

Quando os pais são pais e professores de seus filhos, podem ocorrer conflitos na relação e, além disso, criar nos filhos uma forte dependência, pensando que não são capazes de fazer as coisas por si mesmos, se não lhes dão autonomia suficiente na hora de fazer seus trabalhos escolares. As lições de casa são dos filhos, não dos pais, ou do resto da família.

‘Educar é deixar um rastro no coração das crianças’

– Joel Artigas-

Não castigar o erro

É importante ajudar os filhos a fazer os deveres de casa, porém somente resolvendo as questões que não entendam, e não ficar em cima deles para ver se fazem tudo certo ou errado. Se eles se enganam, não tem problema, fazemos com que reflitam para que vejam o erro e aprendam com ele, não para castigar ou para que pensem que não são capazes de fazer as coisas sem a ajuda dos outros. Eles devem encontrar a solução com a sua orientação.

Não controlar o trabalho feito

Não se deve fazer os trabalhos dos filhos. A responsabilidade dos pais recai sobretudo em cobrar que o trabalho seja feito, mas deixando autonomia e espaço para que o façam por sua conta.

Devemos orientá-los para seguir o caminho para que reflita e encontre a resposta caso tenha dúvidas, mas sem criar conflitos familiares nem dependência. As crianças não devem se acostumar que haja alguém com eles para fazer suas lições. Se tiver muitas dúvidas e os pais não puderem atendê-las, então o ideal é procurar um psicopedagogo.

mãe ajudando filha nos estudos

Resolver todos seus problemas

Para que as crianças aprendam a serem organizadas e a resolver seus próprios conflitos você não deve sair correndo para resolver todas as suas dúvidas. É necessário que sejam eles que saibam o que fazer nesses momentos.

Por exemplo, se ficou sem material para fazer um trabalho por não ter se lembrado antes, levará o trabalho incompleto… E na próxima vez deverá ter mais responsabilidade de anotar as coisas na agenda e olhar depois para poder fazer as coisas a tempo. Para amadurecer as crianças devem aprender a ser autônomas e a serem responsáveis pelos seus atos.

Fazer com que sua vida seja só estudar

As famílias que focam a relação com seus filhos somente no estudo podem criar um grande conflito entre pais e filhos. As crianças podem pensar que para seus pais somente importam que tirem boas notas, sem se importar com suas emoções nem com suas possíveis dificuldades.

Se a primeira coisa que você pergunta a seus filhos é sobre as tarefas ou as provas não estará mostrando interesse por ele como pessoa, mas sim somente com o aprendizado. Não deve ser um interrogatório, nem tampouco um castigo,  se ele não faz as coisas como queremos. O segredo está em orientar e não em ser um ditador.

A criança também não pode esquecer das demais responsabilidades (como as tarefas domésticas) somente porque tem de estudar. Deve-se organizar nas tarefas escolares e domésticas para que as crianças saibam que também têm outras responsabilidades, além de estudar. Assim, a criança aprenderá a se organizar e a melhorar suas habilidades diárias. E finalmente, os pais devem ampliar as relações com seus filhos mais além do assunto estudos (mas sem deixar de dar a devida importância a ele)

Recomendados para você