A raiva nas crianças: o que os pais podem fazer?

· 13 de abril de 2018
A raiva é uma emoção muito frequente nas crianças. Elas podem manifestar este sentimento por meio de birras, chutes, beliscões e até com sintomas físicos. Se não for controlada, a raiva se torna destrutiva. Por isso, ensine seus pequenos a dominar este sentimento de forma saudável.

A raiva nas crianças é frequente entre os 2 e os 4 anos. Os sentimentos de frustração aparecem diante de uma situação que a criança acredita que é injusta ou desagradável. Neste tema, muitos pais se encontram em terreno desconhecido. Então, como os adultos podem assumir o controle? Confira.

O que é a raiva nas crianças e como ela se manifesta?

A ira ou raiva é uma emoção natural difícil de gerenciar para as crianças. Consiste em uma sensação de desagrado ou mal estar diante de certas situações que perturbam a calma de uma forma negativa.

Com frequência, as crianças costumam expressar sua raiva de forma física, tensionando os músculos, o que aumenta a pressão sanguínea. Além disso, outros sinais visíveis de raiva são a transpiração, a vermelhidão da pele e a dor de cabeça.

Seu comportamento também pode ser diferente: a criança pode se mostrar inquieta e ficar se mexendo de um lado para o outro sem nenhuma razão.

Outras formas de uma criança manifestar a raiva podem ser as seguintes: chutes, empurrões, jogando os brinquedos, dando beliscões, gritos, mordendo, quebrando coisas e ameaçando.

Possíveis causas da raiva nas crianças

Em geral, quando as crianças apresentam de forma constante explosões de raiva, cólera ou ira deve-se a problemas externos e internos, tais como:

  • Estresse.
  • Problemas físicos ou emocionais que lhes causam medo.
  • Frustração e impotência de não poder fazer ou ter algo.
  • Desordem bipolar.
  • Depressão.
  • Desejos de chamar a atenção.
  • Dificuldade para se comunicar.
  • Hipersensibilidade diante dos estímulos.
  • Estresse, cansaço, insegurança e ciúmes.

Para as crianças pequenas, mostrar este estado de raiva é uma forma de se expressar. Evidentemente, não é a forma mais correta, mas elas a usam para fazer com que seus pais saibam que algo é importante para eles.

A importância de ensinar as crianças a dominar a raiva

Os sentimentos de raiva ou ira nas crianças podem causar condutas indesejáveis e prejudiciais. O fato de que uma criança responde de forma agressiva em toda situação pode torná-la violenta.

Isso traria como consequência problemas de tipo social, familiar, emocional e físico.

A raiva é como o fogo; não se pode apagar, exceto na primeira fagulha. Depois é tarde.

– Giovanni Papini –

12 técnicas para controlar a raiva nas crianças

Ainda que uma pirraça de vez em quando seja normal, os pais devem se esforçar para controlar a raiva das crianças, e afim de conseguir isso, anote estas estratégias que vão te ajudar a educar seu pequeno:

  • Não perca o controle como pai. Se você responde com gritos, só vai piorar a situação e confirmar para a criança que a conduta dela é algo normal.
  • Ajude-a a desenvolver habilidades de autorregulaçãoAssim estará preparada para enfrentar qualquer situação adversa.
  • Dê tempo para a criança se acalmar. Permita um espaço em vez de entrar em guerra com a criança.
  • Aja com firmeza, paciência e amora criança aceitará qual é o seu papel dentro do meio familiar.
  • Evite corrigi-la quando se sentir frustrada ou incomodada, já que se corre o risco de acabar maltratando-a.
  • Ensine seu filho por meio do exemplo. Não acredite que o truque do “faça o que eu digo e não o que eu faço” funciona.
  • Faça-a saber que não tem problema ficar irritada, mas que a reação desmedida é inaceitável.
  • Ensine-a a identificar a emoção, usando a linguagem falada para se expressar.
  • Enumere para ela as razões pelas quais você está negando algo que ela quer, como um doce ou assistir televisão.
  • Proporcione atividades divertidas que ajudem a canalizar as emoções.
  • Elogie e felicite seu filho pelas coisas que ele fez certo.
  • Ensine-o a reconhecer suas falhas, admitir seus erros e pedir perdão.

Benefícios de controlar a raiva infantil

É necessário que os pais ensinem seus filhos desde pequenos a se expressarem, canalizarem e gerenciarem suas emoções da melhor forma possível. Uma das vantagens é que se estimula uma comunicação melhor entre pais e filhos.

Ainda, a criança aprende que há outras alternativas além do choro para se comunicar: o diálogo, por exemplo. Mostrar empatia é outro dos benefícios que a criança adquire ao saber controlar suas emoções e se interessar pelos outros.

Finalmente, ajude seu filho a entender que vocês, como pais ou mães, são os instrutores. Caso seja muito difícil acalmar o seu filho ou se os ataques de raiva forem muito constantes, leve-o a um especialista. O profissional terá a capacidade de avaliar e oferecer técnicas para controlar esse comportamento.

Recomendados para você